Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Web lenta? 6 dicas para enfrentar problemas de sobrecarga na internet

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

01/07/2020 | 15:48


Apesar de muitas cidades do país anunciarem a retomada gradual das atividades econômicas, os hábitos de consumo de internet mudaram desde o início do distanciamento social. Além dos profissionais que passaram a trabalhar em casa no formato home office, estudantes estão acompanhando videoaulas e aderindo aos serviços de streaming nos momentos de lazer.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Tudo isso gerou aumento no tráfego de dados e, consequentemente, na demanda pelos serviços de internet. “À medida que as requisições aumentam, a tendência é que a velocidade da conexão caia e o atraso na transmissão de dados aumente”, aponta Eduardo Vale, CTO da operadora Americanet.

Apesar do aumento de tráfego de dados, há ainda existem outros fatores dentro do ambiente doméstico que podem interferir na qualidade da internet. “Não podemos esquecer que houve uma troca do uso de uma rede corporativa por uma rede residencial”, diz Vale. “Agora, é necessário se preocupar com detalhes que antes não eram necessários. Cuidados como localização do modem, fiação antiga, e até problemas com o próprio computador, que podem reduzir o desempenho do serviço contratado.”

Leia mais
Estas dicas simples podem ajudar a conseguir games mais baratos
Dos consoles para as bilheterias: Rampage e mais games que se tornaram filmes
Ozzy Osbourne, Marisa Orth e outras celebridades que já apareceram em games

Para evitar transtornos relacionados à estabilidade da rede, o especialista da Americanet e o 33Giga separaram seis medidas simples, mas eficazes, que podem ajudar os usuários a melhorar a conexão com a internet.

1 – Encontre a melhor posição para o seu roteador
A posição do roteador em um lugar estratégico também é um fator importante a ser considerado. Isso porque ele precisa estar centralizado em relação aos cômodos do ambiente nos quais a internet será utilizada, para evitar que o sinal de rede encontre obstáculos como paredes e portas. Lembre-se que quanto mais longe o roteador estiver, menor será a intensidade do sinal, até o ponto em que fatalmente ele se torne ausente.

2 – Organize o ambiente para ter menos interferência
Aparelhos como micro-ondas, telefones sem fio, rádios ou qualquer outro dispositivo eletrônico que emita algum tipo de onda geralmente interfere na qualidade do sinal distribuído pelo seu roteador. Por isso, a internet estável depende, também, da forma como você organiza o espaço no qual a internet é utilizada.

3 – Mantenha sua rede em segurança
Aproveite a quarentena para trocar a senha do seu Wi-Fi, para não apenas desconectar todas as pessoas que já usaram sua internet, mas também impedir que outros usuários se conectem e diminuam a velocidade do seu serviço. Além disso, utilize protocolos de segurança, como um antivírus em suas máquinas para evitar que usuários maliciosos se infiltrem na rede para usá-la na aplicação de golpes.

4 – Diminua o número de dispositivos conectados
A conexão de vários dispositivos ao roteador pode consumir quantidade alta da banda e afetar a qualidade da sua conexão, o que pode ser resolvido com apenas o desligamento deles. Sabe aquele segundo celular, aquele tablet ou aquele notebook que não estão sendo usados, mas estão ali conectados? Eles podem consumir banda de forma a deixá-lo com a impressão de que a internet está mais lenta.

5 – Use um cabo Ethernet
Se você não tiver sorte com o Wi-Fi ou se não quise investir em um novo roteador, precisará usar uma conexão com fio. Conecte seu PC ou notebook ao seu roteador usando um Ethernet. Isso fornecerá as velocidades mais rápidas possíveis para sua conexão, atingindo potencialmente até 1 GB por segundo.

6 – Planeje o uso da sua internet
Tente planejar as atividades on-line de seus familiares nos horários de pico. Antes da pandemia, a maior parte do uso da Internet era provavelmente orientada nas primeiras noites, após o fechamento dos negócios. Com a mudança para o trabalho e a educação de forma remota, é provável que haja mais acesso à Internet durante o dia.

Dica extra: um grande problema em relação às redes Wi-Fi pode ser o roteador “cedido” pela operadora de internet. Se esse for o caso, recomenda-se optar por algum mais pontente – o 33Giga já analisou alguns e os reviews estão aqui.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Web lenta? 6 dicas para enfrentar problemas de sobrecarga na internet

Da Redação
Do 33Giga

01/07/2020 | 15:48


Apesar de muitas cidades do país anunciarem a retomada gradual das atividades econômicas, os hábitos de consumo de internet mudaram desde o início do distanciamento social. Além dos profissionais que passaram a trabalhar em casa no formato home office, estudantes estão acompanhando videoaulas e aderindo aos serviços de streaming nos momentos de lazer.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Tudo isso gerou aumento no tráfego de dados e, consequentemente, na demanda pelos serviços de internet. “À medida que as requisições aumentam, a tendência é que a velocidade da conexão caia e o atraso na transmissão de dados aumente”, aponta Eduardo Vale, CTO da operadora Americanet.

Apesar do aumento de tráfego de dados, há ainda existem outros fatores dentro do ambiente doméstico que podem interferir na qualidade da internet. “Não podemos esquecer que houve uma troca do uso de uma rede corporativa por uma rede residencial”, diz Vale. “Agora, é necessário se preocupar com detalhes que antes não eram necessários. Cuidados como localização do modem, fiação antiga, e até problemas com o próprio computador, que podem reduzir o desempenho do serviço contratado.”

Leia mais
Estas dicas simples podem ajudar a conseguir games mais baratos
Dos consoles para as bilheterias: Rampage e mais games que se tornaram filmes
Ozzy Osbourne, Marisa Orth e outras celebridades que já apareceram em games

Para evitar transtornos relacionados à estabilidade da rede, o especialista da Americanet e o 33Giga separaram seis medidas simples, mas eficazes, que podem ajudar os usuários a melhorar a conexão com a internet.

1 – Encontre a melhor posição para o seu roteador
A posição do roteador em um lugar estratégico também é um fator importante a ser considerado. Isso porque ele precisa estar centralizado em relação aos cômodos do ambiente nos quais a internet será utilizada, para evitar que o sinal de rede encontre obstáculos como paredes e portas. Lembre-se que quanto mais longe o roteador estiver, menor será a intensidade do sinal, até o ponto em que fatalmente ele se torne ausente.

2 – Organize o ambiente para ter menos interferência
Aparelhos como micro-ondas, telefones sem fio, rádios ou qualquer outro dispositivo eletrônico que emita algum tipo de onda geralmente interfere na qualidade do sinal distribuído pelo seu roteador. Por isso, a internet estável depende, também, da forma como você organiza o espaço no qual a internet é utilizada.

3 – Mantenha sua rede em segurança
Aproveite a quarentena para trocar a senha do seu Wi-Fi, para não apenas desconectar todas as pessoas que já usaram sua internet, mas também impedir que outros usuários se conectem e diminuam a velocidade do seu serviço. Além disso, utilize protocolos de segurança, como um antivírus em suas máquinas para evitar que usuários maliciosos se infiltrem na rede para usá-la na aplicação de golpes.

4 – Diminua o número de dispositivos conectados
A conexão de vários dispositivos ao roteador pode consumir quantidade alta da banda e afetar a qualidade da sua conexão, o que pode ser resolvido com apenas o desligamento deles. Sabe aquele segundo celular, aquele tablet ou aquele notebook que não estão sendo usados, mas estão ali conectados? Eles podem consumir banda de forma a deixá-lo com a impressão de que a internet está mais lenta.

5 – Use um cabo Ethernet
Se você não tiver sorte com o Wi-Fi ou se não quise investir em um novo roteador, precisará usar uma conexão com fio. Conecte seu PC ou notebook ao seu roteador usando um Ethernet. Isso fornecerá as velocidades mais rápidas possíveis para sua conexão, atingindo potencialmente até 1 GB por segundo.

6 – Planeje o uso da sua internet
Tente planejar as atividades on-line de seus familiares nos horários de pico. Antes da pandemia, a maior parte do uso da Internet era provavelmente orientada nas primeiras noites, após o fechamento dos negócios. Com a mudança para o trabalho e a educação de forma remota, é provável que haja mais acesso à Internet durante o dia.

Dica extra: um grande problema em relação às redes Wi-Fi pode ser o roteador “cedido” pela operadora de internet. Se esse for o caso, recomenda-se optar por algum mais pontente – o 33Giga já analisou alguns e os reviews estão aqui.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;