Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Terceira idade: 26% dos idosos combatem a solidão com redes sociais

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estudo aponta que outras formas de combater isolamento são conversar com familiares, amigos e vizinhos


Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

05/08/2019 | 12:18


Como a principal forma de combater a solidão, 26% dos adultos maiores de 65 anos usam redes sociais, como WhatsApp e Facebook. Os dados são de uma pesquisa realizada pela comparadora de seguros online oMelhorTrato.com.br. O estudo, realizado com mais de 1.250 usuários cariocas, também aponta que outras formas de combater o isolamento são conversar com familiares, amigos e vizinhos (19%), e participar de cursos presenciais e atividades de lazer (14%).

Leia mais
Deezer: Anitta e Safadão são os mais ouvidos pela terceira idade
Óculos de realidade virtual ajudam idosos a reviver momentos e realizar sonhos
Apps auxiliam idosos a se recolocar no mercado de trabalho; veja casos

“Nos últimos cinco anos, nota-se um crescente aumento nos usuários de internet de mais de 60 anos”, comenta Cristian Rennella, CEO da companhia. Ele acrescenta que, hoje, 76% dos usuários acessam os serviços da oMelhorTrato.com.br por meio de dispositivos móveis – estatística que poucos anos atrás era liderada pelos computadores.

A idade, inclusive, é um fator na posse de smartphones. No Brasil, 85% das pessoas entre 18 e 34 anos têm um celular, enquanto apenas 32% dos maiores de 50 anos possuem o dispositivo. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Pew Center Researcher em 27 países.

Esta desigualdade digital também foi medida localmente pelo Datafolha. Aqui, foi percebido que o acesso à tecnologia e à internet ainda é muito baixo entre os adultos, em comparação com os mais jovens. Tanto é que 97% dos brasileiros de até 24 anos têm uma conta em alguma rede social, número que caía para 32% entre pessoas com mais de 60 anos. Esses números melhoram quando o adulto é escolarizado (71%) ou rico (60%).

Está comprovado, no entanto, que o uso de celulares e da tecnologia ajuda a estimular o cérebro dos adultos maiores de idade. O professor do departamento de Fisiologia da Universidade Federal do Rio Grande Norte, Mário Miguel, explica para a Folha de S. Paulo que “o contato com a informática provoca o aumento do hipocampo, área do cérebro fundamental para a cognição e a memória”.

Pensando nisso, oMelhorTrato.com.br elencou alguns benefícios que pessoas idosas poderiam ter ao adquirir um celular:

– Livre comunicação: Para os idosos, é comum esperar uma ligação vinda de um telefone fixo. Porém, com o celular, eles poderão fazer e receber ligações em qualquer lugar sem a necessidade de estar à espera de que o telefone toque. O aparelho também pode ajudar em casos de emergência.

– Estimular a mente: Não só existem aplicativos que permitem às pessoas idosas aprender novos idiomas, como também há aqueles que permitem escutar livros em áudio, ver vídeos para aprender novas habilidades e até escutar sua música favorita. E mais: um estudo comprovou que aqueles que têm
Alzheimer em etapas iniciais podem melhorar sua memória se tirarem várias fotos das atividades que realizam durante o dia.

– Lembretes: Muitos smartphones têm a possibilidade de fixar lembretes e alarmes. Desta maneira, os idosos podem obter um melhor controle de suas atividades ou de seus medicamentos receitados.

– Fácil localização: Com a opção de localização via GPS, é fácil saber onde uma pessoa está. Assim, é uma boa ideia que os idosos com Alzheimer tenham consigo um telefone que permita que seus familiares saibam sua localização a cada momento em caso de que saiam de sua casa.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, veja como o mundo mudou ao longo da história:

 
 
<
>


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Terceira idade: 26% dos idosos combatem a solidão com redes sociais

Estudo aponta que outras formas de combater isolamento são conversar com familiares, amigos e vizinhos

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

05/08/2019 | 12:18


Como a principal forma de combater a solidão, 26% dos adultos maiores de 65 anos usam redes sociais, como WhatsApp e Facebook. Os dados são de uma pesquisa realizada pela comparadora de seguros online oMelhorTrato.com.br. O estudo, realizado com mais de 1.250 usuários cariocas, também aponta que outras formas de combater o isolamento são conversar com familiares, amigos e vizinhos (19%), e participar de cursos presenciais e atividades de lazer (14%).

Leia mais
Deezer: Anitta e Safadão são os mais ouvidos pela terceira idade
Óculos de realidade virtual ajudam idosos a reviver momentos e realizar sonhos
Apps auxiliam idosos a se recolocar no mercado de trabalho; veja casos

“Nos últimos cinco anos, nota-se um crescente aumento nos usuários de internet de mais de 60 anos”, comenta Cristian Rennella, CEO da companhia. Ele acrescenta que, hoje, 76% dos usuários acessam os serviços da oMelhorTrato.com.br por meio de dispositivos móveis – estatística que poucos anos atrás era liderada pelos computadores.

A idade, inclusive, é um fator na posse de smartphones. No Brasil, 85% das pessoas entre 18 e 34 anos têm um celular, enquanto apenas 32% dos maiores de 50 anos possuem o dispositivo. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Pew Center Researcher em 27 países.

Esta desigualdade digital também foi medida localmente pelo Datafolha. Aqui, foi percebido que o acesso à tecnologia e à internet ainda é muito baixo entre os adultos, em comparação com os mais jovens. Tanto é que 97% dos brasileiros de até 24 anos têm uma conta em alguma rede social, número que caía para 32% entre pessoas com mais de 60 anos. Esses números melhoram quando o adulto é escolarizado (71%) ou rico (60%).

Está comprovado, no entanto, que o uso de celulares e da tecnologia ajuda a estimular o cérebro dos adultos maiores de idade. O professor do departamento de Fisiologia da Universidade Federal do Rio Grande Norte, Mário Miguel, explica para a Folha de S. Paulo que “o contato com a informática provoca o aumento do hipocampo, área do cérebro fundamental para a cognição e a memória”.

Pensando nisso, oMelhorTrato.com.br elencou alguns benefícios que pessoas idosas poderiam ter ao adquirir um celular:

– Livre comunicação: Para os idosos, é comum esperar uma ligação vinda de um telefone fixo. Porém, com o celular, eles poderão fazer e receber ligações em qualquer lugar sem a necessidade de estar à espera de que o telefone toque. O aparelho também pode ajudar em casos de emergência.

– Estimular a mente: Não só existem aplicativos que permitem às pessoas idosas aprender novos idiomas, como também há aqueles que permitem escutar livros em áudio, ver vídeos para aprender novas habilidades e até escutar sua música favorita. E mais: um estudo comprovou que aqueles que têm
Alzheimer em etapas iniciais podem melhorar sua memória se tirarem várias fotos das atividades que realizam durante o dia.

– Lembretes: Muitos smartphones têm a possibilidade de fixar lembretes e alarmes. Desta maneira, os idosos podem obter um melhor controle de suas atividades ou de seus medicamentos receitados.

– Fácil localização: Com a opção de localização via GPS, é fácil saber onde uma pessoa está. Assim, é uma boa ideia que os idosos com Alzheimer tenham consigo um telefone que permita que seus familiares saibam sua localização a cada momento em caso de que saiam de sua casa.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Na galeria, veja como o mundo mudou ao longo da história:

 
 
<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;