Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Reconhecimento facial: app ajuda a encontrar cães e gatos perdidos

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

19/10/2021 | 12:48


A plataforma pet PUPZ está lançando no mercado uma nova funcionalidade de reconhecimento facial em seu aplicativo gratuito. O objetivo é ajudar na busca por animais perdidos.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

A tecnologia da PUPZ oferece mais de 94% de precisão na identificação dos bichinhos. O app está disponível para Android e IOS.

Leia mais: 
Além de Bridgerton: 10 séries de época para assistir via streaming
45 séries com episódios de 30 minutos para assistir na Netflix

Como funciona

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o Brasil tenha cerca de 30 milhões de animais vivendo nas ruas, uma parte deles é abandonada e outra é composta pelos bichos perdidos diariamente. Com o propósito de ajudar tutores a encontrarem seus pets, a PUPZ desenvolveu esse sistema que coleta diversos pontos da face e do focinho do animal para criar o reconhecimento. Inicialmente, a tecnologia está disponível para cães e gatos.

A mente por trás desse projeto é Carlos Fabbro, um especialista em tecnologia que foi inspirado a criar o aplicativo por sua Golden, a Chanel. “Durante os anos de 2018 e 2019, eu trabalhei intensamente em projetos de TI, o que consumiu muito tempo da minha vida e contribuiu para que eu cuidasse menos dela”, conta.

A preocupação com o bem-estar da cadelinha, o motivou a criar o aplicativo PUPZ, que conta com diversas funcionalidades como agenda de vacinação, buscas por petshops, passeadores, adestradores, veterinários, entre outros recursos gratuitos.

O projeto levou dois anos para ficar pronto, envolveu muita pesquisa e passou por quatro fases até chegar à versão atual. “Esse é o único sistema no mundo com esse grau de assertividade e o nosso objetivo é atingir uma acuracidade de 98% até o final deste ano”, explica Fabbro.

Como usar a plataforma da PUPZ

  • O usuário precisa se cadastrar e preencher o prontuário do seu pet gratuitamente, depois basta acessar o ícone roxo em formato de focinho, localizado no centro da parte inferior do aplicativo.
  • Após esse passo, basta escolher a opção Cadastrar Focinho, posicionar a câmera do celular na face do animal, para que o reconhecimento seja feito.
  • Quando o animal está perdido, qualquer pessoa que achá-lo, pode apenas tirar uma foto do pet para localizar o tutor e iniciar uma conversa por mensagens.
  • Toda a comunicação com o proprietário do animal e a pessoa que encontra o pet é feita através do aplicativo, via chat, garantindo mais segurança e mantendo a privacidade de ambos, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;