Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Vilarejos do Japão convidam para uma viagem ao passado

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

12/08/2021 | 07:56


Alguns vilarejos do Japão mantêm, até hoje, costumes feudais que remontam ao século 17. É o caso de Shirakawa-go, na província de Gifu, e das pequenas cidades de Gokayama, em Toyama, que oferecem aos visitantes uma espécie de viagem ao passado.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional Japão. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro.

Ambas as vilas são marcadas por uma arquitetura distinta, que destaca casas de madeira no estilo gassho-zukuri, comum em aldeias agrícolas do Japão antigo e que são uma obra de arte da carpintaria. Altas, as edificações chamam atenção por serem construídas sem pregos.

Os telhados, feitos de palha e capim, formam um ângulo de 60 graus e se estendem quase até o chão. Assim, facilitam o escoamento da neve, já que faz bastante frio em ambas as regiões durante o inverno.

Vilarejos do Japão: tradição viva

Os vilarejos do Japão de Shirakawa-go e espalhados por Gokayama ficam encarapitados em regiões montanhosas e foram tombados como Patrimônio Cultural Mundial da Unesco em 1995. Confira detalhes a respeito de ambos os destinos.

Shirakawa-go

Aos pés do Monte Hakusan, uma das montanhas sagradas do Japão, em Gifu, Shirakawa-go é lar do pequeno povoado Ogimachi, um local praticamente intocado que data do período pré-moderno japonês.

Ali, não faltam residências e hospedarias abertas para o público, a exemplo da Casa Wada e da Casa Kanda. A primeira, a maior da vila, tem dois andares liberados para visitantes e está rodeada por um belo jardim japonês. Já a segunda, com mais de 150 anos, tem quatro andares que recebem turistas.

Os museus locais preservam a história dos vilarejos do Japão. É o caso do Gassho-zukuri Minkaen, que fica ao ar livre e recria a dinâmica e estrutura de uma vila feudal do país, com casas, armazéns agrícolas e um templo. O Museu de Seda da Casa Tajima, por sua vez, expõe o cultivo da seda, uma das principais indústrias de Shirakawa-go na era pré-moderna.

LEIA MAIS: VISTO PARA O JAPÃO: COMO TIRAR, DOCUMENTOS E VALORES
POR QUE OS BRASILEIROS TEM VIAJADO CADA VEZ MAIS AO JAPÃO

  • Quando ir

Durante a primavera, as flores de cerejeira se  espalham pela cidade. No inverno, Shirakawa-go fica coberta de neve e recebe iluminação especial da estação. Há um mirante no vilarejo que permite uma visão panorâmica da cidadezinha formada pelas tradicionais casas gassho-zukuri.

  • Onde fica

Gifu fica na região central do Japão. A maneira mais rápida de chegar a Shirakawa-go desde a capital Tóquio é pegar o Hokuriku Shinkansen, famoso trem-bala, até Toyama (cerca de duas horas e meia de viagem). Dali, a viagem pode seguir de ônibus em mais uma hora e meia de trajeto.

Vai viajar de avião para o Japão? Pesquise aqui as melhores opções de passagens aéreas.

Gokayama

Em Toyama, província vizinha de Gifu, na região de Gokayama, estão as aldeias rurais Ainokura e Suganuma, que assim como Shirakawa-go preservam a arquitetura e o estilo de vida dos vilarejos do Japão antigo.

Suganuma é um importante distrito de preservação nacional de edifícios históricos. A vila tem nove casas gassho-zukuri. Uma delas abriga o Museu Folclórico de Gokayama que expõe cerca de 200 itens que revelam a vida cotidiana tradicional nas montanhas. No andar de cima, é possível ver a estrutura interna do telhado, além de ferramentas para tratar o bicho-da-seda.

O vilarejo de Ainokura, por sua vez, mantém o cenário nostálgico com as suas 20 casas típicas em meio a terras agrícolas, paredes de pedra e floresta. Um dos pontos turísticos da região é o Museu do Folclore Ainokura, cujo acervo abriga objetos usados na vida diária durante o período Edo.

Seguro viagem para o Japão – Ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 na caixa “Cupom de desconto” da Seguros Promo.

  • Quando ir

Em março, Suganuma se ilumina durante a noite, enquanto Ainokura promove eventos do gênero várias vezes ao longo do ano. De qualquer forma, vale visitar ambas as regiões em qualquer estação, já que as paisagens são sempre fascinantes.

  • Onde fica

O acesso à Gokayama é feito de ônibus, a partir das estações de trem de Toyama, cidade próxima, da qual também partem ônibus para Shirakawa-go. Em Toyama, é possível pegar o Ônibus do Patrimônio da Humanidade na na estação Shin-Takaoka, que vai diretamente aos vilarejos do Japão em Gokayama em um trajeto de uma hora.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;