Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Caixa Tem e Auxílio Emergencial:
cuidado com apps falsos

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

09/05/2021 | 10:18


O dfndr lab, laboratório de cibersegurança da PSafe, encontrou e analisou 49 aplicativos não oficiais da Caixa Tem e do Auxílio Emergencial. Todos eles estavam disponíveis para download na loja oficial de aplicativos Android.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Após a verificação, a equipe do dfndr lab notou que todos apps falso, relacionados a Caixa Tem e do Auxílio Emergencial,analisados tinham finalidade informativa. Eles continham tutoriais para o cadastro no auxílio ou instruções sobre como os interessados podem verificar se estão com nome sujo.

Leia mais:
Como calcular a distância da TV para não ter problema de vista
Confira 5 dicas para cuidar melhor da sua Smart TV

O diretor do dfndr lab, Emilio Simoni, no entanto, alerta sobre o risco de baixar aplicativos não-oficiais, especialmente de fontes desconhecidas. “É uma prática comum dos cibercriminosos criar aplicativos que usem indevidamente os nomes de outros serviços para atrair o público”, conta.

Apps Caixa Tem e Auxílio Emergencial

Ao baixar o aplicativo não oficial, a pessoa pode ser induzida a inserir seus dados pessoais para obter informações que deseja. Por essa razão, esses apps são classificados como riskwares – programa que representa risco ao usuário.

“Apesar de, no momento, esses apps não apresentarem comportamento malicioso, há chances de terem suas características modificadas através de uma atualização e apresentar riscos para os dados dos usuários”, explica o especialista.

Simoni ressalta que o mesmo tipo de aplicativo não oficial foi detectado pelos pesquisadores do dfndr lab há um ano, quando o Governo lançou o cadastro para o benefício – da mesma forma que ocorre agora com os apps Caixa Tem e Auxílio Emergencial.

“Encontramos mais de 250 apps falsos ou não oficiais, que utilizavam indevidamente o nome do Auxílio Emergencial para atrair pessoas que desejavam fazer o cadastro. Muitos deles, após reunirem milhões de downloads, tiveram suas características modificadas e se tornaram meios para roubo de dados”, relembra.

Até o momento, os apps não oficiais já somam mais de 5.224.900 downloads.

Saiba identificar aplicativos falsos e se proteger:

  • Utilize soluções de segurança no celular que realizam a detecção automática de aplicativos maliciosos (malwares).
  • Busque sempre fontes oficiais do Governo para baixar aplicativos de benefícios oferecidos pelo Governo, e sites oficiais dos bancos para o download de apps bancários.
  • Jamais forneça dados pessoais ou bancários em links ou aplicativos de procedência desconhecida.
  • Para saber se um aplicativo é confiável, verifique quem é o desenvolvedor do app, leia as avaliações de usuários e desconfie, caso sejam insuficientes ou negativas.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;