Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Qual é a importância do beija-flor?

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pássaro ajuda na formação de novas flores, levando grãos de pólen para as plantas


Caroline Garcia
Do Diário do Grande ABC

18/05/2014 | 07:00


O beija-flor é importante na natureza porque poliniza muitas plantas. Ao visitar flores em busca do néctar (líquido adocicado produzido pelos vegetais e que serve de alimento aos pássaros), entra em contato com o pólen, que fica preso ao seu bico e penas. Então, quando a pequena ave se dirige a outras flores, deixa nelas esses grãos de pólen, fertilizando-as. Assim, a planta se reproduz, gerando novas sementes e frutos.

Em um único dia, o beija-flor pode ingerir quantidade de néctar equivalente a até três vezes o seu próprio peso. A substância é seu principal alimento, mas também come pequenos insetos (ricos em proteína), especialmente quando filhote.

O corpo do pássaro tem muitas adaptações que permitem que voe para trás e se mantenha no ar sem se deslocar. Os ossos das asas são curtos, e a musculatura do peito é grande e forte. Desse modo, consegue bater as asas rapidamente, cerca de 80 vezes por segundo!


As espécies de beija-flor medem, em média, 10 cm. Mas, entre elas, está a menor ave do mundo: o beija-flor-abelha, com 5 cm do bico à ponta da cauda. Já a maior atinge 22 cm.

O continente americano é a única parte do mundo em que se pode encontrar estes pássaros. Das 328 espécies existentes, 30 correm risco de extinção. No Brasil, são encontradas 84. Os beija-flores habitam diversos tipos de ambiente, desde florestas úmidas até vegetações mais secas. Em locais onde neva ou em que há períodos de seca (quando as plantas não florescem), ocorre a migração, e eles voam para áreas onde poderão achar flores e alimento.


Visita do pássaro exige cuidados

Os beija-flores são atraídos por recipientes com água e açúcar que, em geral, pessoas colocam do lado de fora das casas. Mas é preciso cuidado para que o líquido não os
prejudique.

Para ficar parecido com o néctar, tem de colocar uma medida de açúcar para três ou quatro de água filtrada. O mel não deve ser usado, pois pode causar doenças nos beija-flores. É importante lavar o recipiente e trocar a água diariamente. A garrafa precisa ser substituída a cada três meses.

Cumprindo as regras, os recipientes não farão mal aos pássaros. Pelo contrário, são ótimos para mantê-los em áreas da cidade onde não há flores suficientes para se alimentarem. Hoje, a maior ameaça aos beija-flores é a perda de habitat.


Halston Soares dos Santos Filho, 11 anos, viu na televisão um beija-flor e ficou com vontade de aprender mais sobre o animal. “Gosto de pássaros, mas não sei quase nada sobre eles. Tinha um amarelo, que se chamava Pikachu. Ele cantava.”


Consultoria de Caio Graco Machado, doutor em Biologia Vegetal e diretor do Laboratório de Ornitologia da Universidade Estadual de Feira de Santana. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;