Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Pressionado pelo PSDB, Doria tenta ganhar tempo e falta a reunião com tucanos



18/05/2022 | 14:35


O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) decidiu não participar de um encontro com a cúpula tucana, que estava marcado para esta quarta-feira, 18, em Brasília, e tinha como objetivo fazer com que ele desistisse de ser candidato à Presidência.

O convite havia sido feito durante reunião da Executiva Nacional do PSDB, na noite desta terça, 17, mas a recusa de Doria já era esperada. "O momento é de diálogo. O projeto de construção política deve priorizar o Brasil e o povo brasileiro", disse o ex-governador em mensagem publicada nesta quarta no Twitter.

A maioria dos presentes à reunião da Executiva tucana manifestou descontentamento com a possibilidade de Doria ser candidato à cadeira do presidente Jair Bolsonaro. Até parlamentares que antes atuavam como aliados dele, como o líder do PSDB no Senado, Izalci Lucas (DF), e o secretário-geral da sigla, deputado Beto Pereira (MS), passaram a destacar a inviabilidade eleitoral do tucano.

Depois que saiu do cargo de governador de São Paulo, Doria também perdeu o apoio de parlamentares do Estado. O presidente nacional do partido, Bruno Araújo, chegou a dizer a aliados que uma candidatura presidencial de Doria "mata" a tentativa de reeleição do governador paulista Rodrigo Garcia (PSDB). O argumento usado pela cúpula do PSDB é o de que Doria, além de não crescer nas pesquisas de intenção de voto, tem alto índice de rejeição.

Sentindo-se abandonado pelo PSDB, Doria preparou uma carta na qual acusa o comando do partido de "golpe" e de tentar agir no "tapetão". Durante a reunião desta terça-feira, o deputado Carlos Sampaio (SP) chegou a dizer que o ex-governador cometeu um "erro jurídico e político" ao fazer a carta. A avaliação geral, até de aliados do paulista, é a de que a carta só serviu para ampliar a indisposição com Doria.

Os principais defensores de Doria no encontro foram o tesoureiro do partido, Cesar Gontijo; o ex-ministro Antonio Imbassahy e o presidente do PSDB paulista, Marco Vinholi, que também é o coordenador da pré-campanha.

A deputada Bruna Furlan, vice-presidente do PSDB, divulgou um vídeo horas antes da reunião na qual elogiou o ex-governador, mas não compareceu à reunião da Executiva tucana. "Nós devemos ouvir a voz dos filiados que elegeram, que decidiram e escolheram o nosso candidato à Presidência da República, João Doria", disse.

O comando do PSDB queria anunciar nesta semana uma aliança com o MDB, que tem a senadora Simone Tebet (MS) como pré-candidata a presidente. Os dois partidos contrataram pesquisas qualitativa e quantitativa para definir uma candidatura de consenso. Tanto o grupo de Doria quanto o de seu rival, o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), avaliaram, porém, que as pesquisas foram feitas sob medida para fazer com que Tebet seja a candidata, sob o argumento de que ela é menos rejeitada.

Aécio não quer que Doria seja candidato, mas também não quer adiantar uma aliança com o MDB. Para ele, o melhor caminho é convencer o paulista a abrir mão da candidatura para que o PSDB apresente outro nome, que poderia ser o do senador Tasso Jereissati (CE) ou o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite.

Sem consenso sobre uma chapa única, as duas legendas vão apresentar somente o resultado das pesquisas nesta quarta-feira. Até agora não há qualquer acordo na terceira via sobre a disputa presidencial. A tendência é que uma definição ocorra somente perto do período das convenções dos partidos, entre o fim de julho e o início de agosto.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;