Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Petkovic chega para ser líder no Peixe e sonha com títulos



03/08/2007 | 07:03


Bem-humorado e confiante, Petkovic disse nesta quinta-feira, ao ser apresentado como novo reforço do Santos para o Campeonato Brasileiro, estar pronto para ser cobrado e prometeu assumir o papel de líder do time.

“Assisti ao jogo contra o Atlético-MG e vi que, graças a Deus, tem outros jogadores para resolver. Mas gosto de ser cobrado e sempre me dei bem liderando o grupo onde joguei”, afirmou.

O meia sérvio, que vai fazer 35 anos no dia 10 do mês que vem, brincou ao responder as perguntas dos jornalistas, apontou informações erradas entre as distribuídas aos repórteres pelo clube sobre a sua apresentação e só não quis falar sobre o tipo de contrato que assinou com o Santos. A informação do clube é de que Petkovic ficará no Santos até o fim do Campeonato Brasileiro e vai receber por jogo disputado.

“Não falo sobre contrato. Se o clube quiser, que fale, mas acho que não deveria”.

Petkovic, no entanto, não teme contusões. “O que aconteceu comigo no Goiás foi que fiquei parado muito tempo me recuperando da única lesão grave que tive na minha carreira. Depois, com a saída de Geninho, não senti mais clima para continuar, embora as pessoas me parassem na padaria, no lava a jato e posto de gasolina me pedindo para ficar. Mas preferi fazer um acordo e sair”.

O sérvio espera se adaptar ao Santos, lembrando que sempre dá sorte em cidades litorâneas, inclusive em Shangai – foi campeão da Copa da China pelo Shangai Shenua, em 2005 –, e ainda sonha com um título.

“No ano passado, não ganhei nada, mas neste ano ainda dá tempo”, disse.

Nesta quinta-feira, o armador correu durante meia hora no Centro de Treinamento Rei Pelé e trabalhou na caixa de areia. “Deu para perceber que ele está com velocidade, agilidade e movimentos apurados”, avaliou o preparador físico Antônio Mello.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Petkovic chega para ser líder no Peixe e sonha com títulos


03/08/2007 | 07:03


Bem-humorado e confiante, Petkovic disse nesta quinta-feira, ao ser apresentado como novo reforço do Santos para o Campeonato Brasileiro, estar pronto para ser cobrado e prometeu assumir o papel de líder do time.

“Assisti ao jogo contra o Atlético-MG e vi que, graças a Deus, tem outros jogadores para resolver. Mas gosto de ser cobrado e sempre me dei bem liderando o grupo onde joguei”, afirmou.

O meia sérvio, que vai fazer 35 anos no dia 10 do mês que vem, brincou ao responder as perguntas dos jornalistas, apontou informações erradas entre as distribuídas aos repórteres pelo clube sobre a sua apresentação e só não quis falar sobre o tipo de contrato que assinou com o Santos. A informação do clube é de que Petkovic ficará no Santos até o fim do Campeonato Brasileiro e vai receber por jogo disputado.

“Não falo sobre contrato. Se o clube quiser, que fale, mas acho que não deveria”.

Petkovic, no entanto, não teme contusões. “O que aconteceu comigo no Goiás foi que fiquei parado muito tempo me recuperando da única lesão grave que tive na minha carreira. Depois, com a saída de Geninho, não senti mais clima para continuar, embora as pessoas me parassem na padaria, no lava a jato e posto de gasolina me pedindo para ficar. Mas preferi fazer um acordo e sair”.

O sérvio espera se adaptar ao Santos, lembrando que sempre dá sorte em cidades litorâneas, inclusive em Shangai – foi campeão da Copa da China pelo Shangai Shenua, em 2005 –, e ainda sonha com um título.

“No ano passado, não ganhei nada, mas neste ano ainda dá tempo”, disse.

Nesta quinta-feira, o armador correu durante meia hora no Centro de Treinamento Rei Pelé e trabalhou na caixa de areia. “Deu para perceber que ele está com velocidade, agilidade e movimentos apurados”, avaliou o preparador físico Antônio Mello.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;