Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Com galerias esvaziadas, Volpi e Amigão tomam posse para comandar Ribeirão Pires

Daniel Tossato/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito acredita que as contas da cidade ainda podem ser impactadas pela pandemia e que isso pode dificultar os trabalhos dos dois poderes de forma significante


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

01/01/2021 | 12:29


Com as galerias esvaziadas devido à pandemia do novo coronavírus, o prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), vice-prefeito, Amigão D’Orto (PSDB), e vereadores tomaram posse na manhã desta sexta-feira na Câmara de Ribeirão Pires. A solenidade, entretanto, foi veiculada por meio de transmissão pela internet e redes sociais.

Retornando ao comando do Paço após oito anos, Volpi assinou livro da posse e fez o juramento como chefe do Executivo. Além de Volpi, o ex-vereador e vice-prefeito Amigão, assim como os 17 vereadores assinaram livro de posse e fizeram os juramentos.

Em seu primeiro discurso como chefe do Executivo, Volpi traçou futuro complicado tanto para os integrantes da Prefeitura como para os parlamentares que compõem o Legislativo. Volpi acredita que as contas da cidade ainda podem ser impactadas pela pandemia e que isso pode dificultar os trabalhos dos dois poderes de forma significante.

“Sempre falamos que havia coisas erradas nas contas da Prefeitura e que nós poderíamos estar entrando em uma situação difícil de sair que é o déficit financeiro. Se não aprendermos a lidar com as contas, poderemos ir à bancarrota. Quero que todos que foram empossados hoje façam reflexão sobre nossa responsabilidade nos próximos anos.”, disparou Volpi em seu primeiro discurso como prefeito de Ribeirão Pires.

Já Amigão, que estava visivelmente emocionado, fez questão de agradecer todos os vereadores e pregou união entre Executivo e Legislativo para que os problemas da cidade sejam resolvidos da melhor maneira possível.

“Tenho certeza que, enquanto fui vereador dei o melhor de mim. Sei da importância dos vereadores na cidade e vocês podem contar comigo”, declarou.

Prefeito, vice-prefeito e os 17 vereadores empossados, farão parte da décima sétima legislatura e ficarão no cargo entre 2021 e 2024. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com galerias esvaziadas, Volpi e Amigão tomam posse para comandar Ribeirão Pires

Prefeito acredita que as contas da cidade ainda podem ser impactadas pela pandemia e que isso pode dificultar os trabalhos dos dois poderes de forma significante

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

01/01/2021 | 12:29


Com as galerias esvaziadas devido à pandemia do novo coronavírus, o prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL), vice-prefeito, Amigão D’Orto (PSDB), e vereadores tomaram posse na manhã desta sexta-feira na Câmara de Ribeirão Pires. A solenidade, entretanto, foi veiculada por meio de transmissão pela internet e redes sociais.

Retornando ao comando do Paço após oito anos, Volpi assinou livro da posse e fez o juramento como chefe do Executivo. Além de Volpi, o ex-vereador e vice-prefeito Amigão, assim como os 17 vereadores assinaram livro de posse e fizeram os juramentos.

Em seu primeiro discurso como chefe do Executivo, Volpi traçou futuro complicado tanto para os integrantes da Prefeitura como para os parlamentares que compõem o Legislativo. Volpi acredita que as contas da cidade ainda podem ser impactadas pela pandemia e que isso pode dificultar os trabalhos dos dois poderes de forma significante.

“Sempre falamos que havia coisas erradas nas contas da Prefeitura e que nós poderíamos estar entrando em uma situação difícil de sair que é o déficit financeiro. Se não aprendermos a lidar com as contas, poderemos ir à bancarrota. Quero que todos que foram empossados hoje façam reflexão sobre nossa responsabilidade nos próximos anos.”, disparou Volpi em seu primeiro discurso como prefeito de Ribeirão Pires.

Já Amigão, que estava visivelmente emocionado, fez questão de agradecer todos os vereadores e pregou união entre Executivo e Legislativo para que os problemas da cidade sejam resolvidos da melhor maneira possível.

“Tenho certeza que, enquanto fui vereador dei o melhor de mim. Sei da importância dos vereadores na cidade e vocês podem contar comigo”, declarou.

Prefeito, vice-prefeito e os 17 vereadores empossados, farão parte da décima sétima legislatura e ficarão no cargo entre 2021 e 2024. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;