Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Prefeitos querem conhecer
proposta para Linha 18, menos Morando

Políticos da região demonstram interesse em ideia de grupo chinês; tucano apoia BRT


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

11/07/2020 | 00:01


Os prefeitos do Grande ABC estão dispostos a debater e conhecer melhor a proposta do grupo chinês BYD para resgate do projeto original da Linha 18-Bronze do Metrô, que ligaria a região ao sistema metroviário da Capital por monotrilho. Dos políticos consultados pelo Diário, apenas o chefe do Executivo de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), se mostrou reticente com a retomada da discussão do monotrilho e se manifestou favorável ao BRT, um ônibus em corredor exclusivo e escolhido pelo governador João Doria (PSDB) para conectar o Grande ABC ao Metrô.

Na segunda-feira, representantes do grupo chinês foram ao Palácio dos Bandeirantes juntamente com o presidente do Consórcio Intermunicipal e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), para anunciar interesse em emplacar a tecnologia de monotrilho na Linha 18. O tema é analisado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado.

Uma das cidades beneficiadas pelo modal, com quatro estações em pontos limítrofes com São Bernardo, conforme o projeto inicial, é Santo André. O prefeito Paulo Serra (PSDB) declarou que tem realizado todos os esforços para que a Linha 18 seja concretizada. Apesar de ponderar que o modal é uma discussão técnica, o tucano alegou que está à disposição a debater a questão.

“Estamos à disposição do grupo chinês para entender a viabilidade desse negócio. Santo André está completamente disposta a colaborar no sentido de tirar do papel essa importante conquista”, afirmou.

Outro município contemplado com o traçado original era São Caetano. O prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) seguiu a linha do correligionário andreense ao manifestar interesse em conhecer de que forma o grupo BYD ressuscitaria a ideia inicial. “Quero sim (participar). Quero saber qual é a disposição da Secretaria dos Transportes Metropolitanos. Uma oportunidade dessa não pode ficar solta”,avisou.

A despeito de Mauá não ser contemplada diretamente com a Linha 18 – mas indiretamente sim, pois, pela Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), possui interligação com Santo André e São Caetano –, o prefeito Atila Jacomussi (PSB) defendeu que, o ideal, “como discutido no passado, seria o Metrô”.

Os prefeitos de Diadema, Lauro Michels (PV), e de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSDB), não se manifestaram sobre o debate.

CONTRÁRIO
Aliado direto de Doria, Morando declarou que “defende projetos que priorizem a mobilidade urbana do Grande ABC, garantindo a ampliação dos ramais de conexão com a Capital e a Região Metropolitana, desde que haja celeridade e compromisso com a população”. Na sequência, defendeu o BRT, sob argumento de que “o projeto de construção da Linha 18-Bronze do Metrô se arrasta desde 2014 e a alternativa apresentada pelo governo do Estado para a região busca trazer solução executável para quem depende do transporte público”. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitos querem conhecer
proposta para Linha 18, menos Morando

Políticos da região demonstram interesse em ideia de grupo chinês; tucano apoia BRT

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

11/07/2020 | 00:01


Os prefeitos do Grande ABC estão dispostos a debater e conhecer melhor a proposta do grupo chinês BYD para resgate do projeto original da Linha 18-Bronze do Metrô, que ligaria a região ao sistema metroviário da Capital por monotrilho. Dos políticos consultados pelo Diário, apenas o chefe do Executivo de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), se mostrou reticente com a retomada da discussão do monotrilho e se manifestou favorável ao BRT, um ônibus em corredor exclusivo e escolhido pelo governador João Doria (PSDB) para conectar o Grande ABC ao Metrô.

Na segunda-feira, representantes do grupo chinês foram ao Palácio dos Bandeirantes juntamente com o presidente do Consórcio Intermunicipal e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), para anunciar interesse em emplacar a tecnologia de monotrilho na Linha 18. O tema é analisado pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado.

Uma das cidades beneficiadas pelo modal, com quatro estações em pontos limítrofes com São Bernardo, conforme o projeto inicial, é Santo André. O prefeito Paulo Serra (PSDB) declarou que tem realizado todos os esforços para que a Linha 18 seja concretizada. Apesar de ponderar que o modal é uma discussão técnica, o tucano alegou que está à disposição a debater a questão.

“Estamos à disposição do grupo chinês para entender a viabilidade desse negócio. Santo André está completamente disposta a colaborar no sentido de tirar do papel essa importante conquista”, afirmou.

Outro município contemplado com o traçado original era São Caetano. O prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) seguiu a linha do correligionário andreense ao manifestar interesse em conhecer de que forma o grupo BYD ressuscitaria a ideia inicial. “Quero sim (participar). Quero saber qual é a disposição da Secretaria dos Transportes Metropolitanos. Uma oportunidade dessa não pode ficar solta”,avisou.

A despeito de Mauá não ser contemplada diretamente com a Linha 18 – mas indiretamente sim, pois, pela Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), possui interligação com Santo André e São Caetano –, o prefeito Atila Jacomussi (PSB) defendeu que, o ideal, “como discutido no passado, seria o Metrô”.

Os prefeitos de Diadema, Lauro Michels (PV), e de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSDB), não se manifestaram sobre o debate.

CONTRÁRIO
Aliado direto de Doria, Morando declarou que “defende projetos que priorizem a mobilidade urbana do Grande ABC, garantindo a ampliação dos ramais de conexão com a Capital e a Região Metropolitana, desde que haja celeridade e compromisso com a população”. Na sequência, defendeu o BRT, sob argumento de que “o projeto de construção da Linha 18-Bronze do Metrô se arrasta desde 2014 e a alternativa apresentada pelo governo do Estado para a região busca trazer solução executável para quem depende do transporte público”. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;