Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Paulo Bio busca resgate do PV de Mauá com candidatura

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estratégia passa por resgatar a representatividade do partido que, no passado, chegou a governar o município


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

15/05/2020 | 00:01


O PV de Mauá discute lançar o empresário e ex-vereador Paulo Bio como candidato da sigla ao Paço no pleito municipal deste ano. A estratégia passa por resgatar a representatividade do partido que, no passado, chegou a governar o município e possuir cadeiras na Câmara.

Vereador por três mandatos, Paulo Bio reassumiu a presidência do diretório da sigla na cidade e estuda ser o prefeiturável na corrida pela sucessão do prefeito Atila Jacomussi (PSB), que é pré-candidato à reeleição. “Todo padre um dia quer ser papa. E todo o partido sempre tem o ideal de ter seu próprio candidato (a prefeito). Estamos estudando com muito carinho a possibilidade de ser candidato a prefeito. O PV entende a importância de ter uma candidatura própria em Mauá, sobretudo após essa fase de turbulência política”, frisou o verde, em referência às idas e vindas no comando do Paço mauaense em decorrência das duas prisões e do impeachment de Atila, anulado em março pela Justiça.

HISTÓRICO
O PV já chegou a protagonizar a política de Mauá até 2008, quando Leonel Damo (sem partido) governou a cidade após imbróglio jurídico envolvendo a eleição municipal de quatro anos antes. Ao término do mandato, porém, Leonel abdicou da reeleição e indicou como candidato governista à sucessão o vereador Chiquinho do Zaíra (então no PSB, hoje no Avante), que foi derrotado por Oswaldo Dias (PT). Naquela época, o partido também possuía cadeira no Legislativo, com a então vereadora Vanessa Damo (hoje no MDB) e abrigou, inclusive, Atila, que atingiu a marca de vereador mais votado em 2008. Naquele pleito a sigla também elegeu Silvar da Silva Silveira.

Paulo Bio foi vereador nas legislaturas 1993 a 1996; 2001 a 2004 e de 2005 a 2008, pelo MDB. No pleito de 2012 foi candidato ao Paço, já pelo PV, e ficou na sexta colocação – recebeu 2.850 votos (1,43%).  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paulo Bio busca resgate do PV de Mauá com candidatura

Estratégia passa por resgatar a representatividade do partido que, no passado, chegou a governar o município

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

15/05/2020 | 00:01


O PV de Mauá discute lançar o empresário e ex-vereador Paulo Bio como candidato da sigla ao Paço no pleito municipal deste ano. A estratégia passa por resgatar a representatividade do partido que, no passado, chegou a governar o município e possuir cadeiras na Câmara.

Vereador por três mandatos, Paulo Bio reassumiu a presidência do diretório da sigla na cidade e estuda ser o prefeiturável na corrida pela sucessão do prefeito Atila Jacomussi (PSB), que é pré-candidato à reeleição. “Todo padre um dia quer ser papa. E todo o partido sempre tem o ideal de ter seu próprio candidato (a prefeito). Estamos estudando com muito carinho a possibilidade de ser candidato a prefeito. O PV entende a importância de ter uma candidatura própria em Mauá, sobretudo após essa fase de turbulência política”, frisou o verde, em referência às idas e vindas no comando do Paço mauaense em decorrência das duas prisões e do impeachment de Atila, anulado em março pela Justiça.

HISTÓRICO
O PV já chegou a protagonizar a política de Mauá até 2008, quando Leonel Damo (sem partido) governou a cidade após imbróglio jurídico envolvendo a eleição municipal de quatro anos antes. Ao término do mandato, porém, Leonel abdicou da reeleição e indicou como candidato governista à sucessão o vereador Chiquinho do Zaíra (então no PSB, hoje no Avante), que foi derrotado por Oswaldo Dias (PT). Naquela época, o partido também possuía cadeira no Legislativo, com a então vereadora Vanessa Damo (hoje no MDB) e abrigou, inclusive, Atila, que atingiu a marca de vereador mais votado em 2008. Naquele pleito a sigla também elegeu Silvar da Silva Silveira.

Paulo Bio foi vereador nas legislaturas 1993 a 1996; 2001 a 2004 e de 2005 a 2008, pelo MDB. No pleito de 2012 foi candidato ao Paço, já pelo PV, e ficou na sexta colocação – recebeu 2.850 votos (1,43%).  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;