Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Sindicalismo em Santo André

Em 1951 eram cinco os grandes sindicatos de trabalhadores na cidade: Metalúrgicos, Têxteis, Químicos, Moveleiros e da Construção Civil e Ceramistas. E os novos dirigentes sindicais tinham sido eleitos em 4 de dezembro de 1950


Ademir Medici

12/02/2020 | 00:01


  Quem noticia a renovação dos quadros sindicais andreenses há quase 70 anos é a revista “Voz Acadêmica”, que Memória apresentou na segunda-feira. A publicação foi recebida pelo médico Jefferson Gonçalves Gonzaga e guardada pelo seu filho, Jonas Nalon Gonzaga.

Seguem os nomes daqueles dirigentes, provavelmente com descendentes até hoje na cidade e região.

METALÚRGICOS

Presidente, Rafael Martins da Silva; diretores: João Antonio Piva, Manoel Ferreira Mattos, Jeronymo Gonçalves Pereira, Egydio Demambro, Theodoro Ferreira e Orlando Fachinelli.

Conselho Fiscal: Dorival da Silva, Jordano Menevento e Tarcísio Soares Veríssimo (jornalista recentemente falecido e que era colaborador desta página Memória); suplentes: Philadelpho Braz (o saudoso Phila), Ovidio Ferman e Pedro Inácio de Oliveira.

Representantes na Federação Metalúrgica: Tércio Rodrigues Alves, Germinalo Signorelli, Rafael Martins da Silva e Dorival da Silva.

TÊXTEIS

Presidente, Henrique Polleto; tesoureiro, João Carlos Massaro; suplentes: Lauro Costa, Aurélio Fuzetto e Américo Teixeira.

Conselho Fiscal: Benedito Martins Santos, Carlos Magri Sobrinho e Murilo Cardoso; suplentes: João de Ramos, José Rodrigues Nascimento e Bruno Deligente.

QUÍMICOS

Presidente, Luzio Carminholi; secretário, Antonio Gomes Nogueira; tesoureiro, João Batista Donadelli; suplentes: João José Tozei, João Pereira e Ernesto Francisco.

Conselho Fiscal: Antonio Pontello, Antonio Pereira e Pedro Salvador; suplentes: José Capito, Gabriel dos Santos e José Gomes da Rocha.

MOVELEIROS

Presidente, Cristovão Vaz; secretário, Antonio Bibliazzi; tesoureiro, Antonio Gonçalves; suplentes: Jacomo Petinati Filho, Adjalma Vaz e Alberto Santini.

Conselho Fiscal: Antonio Barbetti, Francisco Joaquim Rodrigues e Angelo Cini; suplentes: Carlos Rinaldi, José Cherubim e José dos Santos.

Conselho da Federação: Cristovão Vaz e Antonio Gonçalves.

CONSTRUÇÃO CIVIL/CERAMISTAS

Ermando Demambro, Luciano Landin e Benedito Ferreira da Silva; suplentes: Antonio Lopes Silva, Durval Galhieira e Antonio Palavesini.

Conselho Fiscal: Antonio Clevelone, José Moreira da Silva e Gremaldi Tondato; suplentes: Sebastião de Freitas, Antonio Batista da Silva e Alfredo Palavesini.

Conselho da Federação: Ermando Demambro e Antonio Clevelone.

NOTA

Escrevia a revista, apresentando os dirigentes sindicais da região: “assegurada a estabilidade sindical em Santo André”.

Na verdade, como instrumento vivo, também o movimento sindical regional e nacional passaria por momentos turbulentos pelos anos e décadas vindouros, de grandes transformações, modificações, cisões – como todo o País, em processo de construção até hoje.

Diário há 30 anos

Segunda-feira, 12 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7300

Educação – O Estado de São Paulo poderá contar com 50 universidades, contra as 22 atualmente existentes, das quais apenas três são da rede pública. A estimativa é do delegado regional do Ministério da Educação em São Paulo, Nelson Boni.

Em entrevista à jornalista Maria Angélica Ferrasoli, a autoridade cita os índices de crescimento registrados nos últimos quatro anos, quando surgiram 12 novas universidades, todas particulares.

Na região, desde 1986 lutava-se pela criação da Universidade do Grande ABC.

Indústria – Mangels, com unidade em São Bernardo, cumpre meta ao obter qualidade total. Reportagem: Marina Takiishi.

NOTA – A mesma Mangels de partida neste ano de 2020, mais de meio século depois da sua inauguração em São Bernardo, agora com destino a Minas Gerais.

Memória – Revista da Eletropaulo conta a saga do homem na Serra do Mar. Reportagem: Rafael Guelta.

NOTA – Foi uma linda série de publicações históricas da estatal, infelizmente interrompida.

Em 12 de fevereiro de...

1885 – Começa a funcionar o observatório meteorológico de Santos, à Rua Dr. Cokrane.

1915 – Junta de Revisão Eleitoral de São Bernardo pede qualificação de mais 200 pessoas. Com isso, o número de eleitores da região subirá a 1.500.

1920 – Anúncio: precisa-se de dez moças e dez rapazes para tomarem parte em um caminhão carnavalesco, organizado por distintas famílias. Cartas à Rua Santa Efigênia, número 3-A (sobrado).

1930 – Câmara de São Bernardo encaminha à Comissão de Justiça e Contas o projeto de lei nº 2, daquele ano, dispondo sobre o funcionalismo municipal: registro, admissão, licenças, suspensões, demissões e aposentadorias.

1945 – Presidente Roosevelt envia mensagem ao Congresso propondo a criação do Fundo Monetário Internacional.

1960 – O novo prefeito de Santo André, Oswaldo Gimenez, percorre a feira livre da Rua General Glicério e interpela feirantes sobre os preços das mercadorias. Fregueses salientam que melhor o prefeito faria se reorganizasse a comissão municipal de preços, em vez de tomar lugar de fiscais.

1970 – Metalúrgicos pleiteiam reajuste de 35% em Santo André.

 Associação brasileira de Imprensa condena processos de censura.

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 12 de fevereiro:

Rurópolis (PA)

Taió (SC)

Santos do Dia

Antonio de Constantinopla. Faleceu em 12 de fevereiro do ano 901. Patriarca de Constantinopla.

Etevaldo. Bispo. Encadernou o livro dos Evangelhos, que seu antecessor havia copiado e preservado, cópia que pode ser encontrada no Museu Britânico. Faleceu no ano 740.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sindicalismo em Santo André

Em 1951 eram cinco os grandes sindicatos de trabalhadores na cidade: Metalúrgicos, Têxteis, Químicos, Moveleiros e da Construção Civil e Ceramistas. E os novos dirigentes sindicais tinham sido eleitos em 4 de dezembro de 1950

Ademir Medici

12/02/2020 | 00:01


  Quem noticia a renovação dos quadros sindicais andreenses há quase 70 anos é a revista “Voz Acadêmica”, que Memória apresentou na segunda-feira. A publicação foi recebida pelo médico Jefferson Gonçalves Gonzaga e guardada pelo seu filho, Jonas Nalon Gonzaga.

Seguem os nomes daqueles dirigentes, provavelmente com descendentes até hoje na cidade e região.

METALÚRGICOS

Presidente, Rafael Martins da Silva; diretores: João Antonio Piva, Manoel Ferreira Mattos, Jeronymo Gonçalves Pereira, Egydio Demambro, Theodoro Ferreira e Orlando Fachinelli.

Conselho Fiscal: Dorival da Silva, Jordano Menevento e Tarcísio Soares Veríssimo (jornalista recentemente falecido e que era colaborador desta página Memória); suplentes: Philadelpho Braz (o saudoso Phila), Ovidio Ferman e Pedro Inácio de Oliveira.

Representantes na Federação Metalúrgica: Tércio Rodrigues Alves, Germinalo Signorelli, Rafael Martins da Silva e Dorival da Silva.

TÊXTEIS

Presidente, Henrique Polleto; tesoureiro, João Carlos Massaro; suplentes: Lauro Costa, Aurélio Fuzetto e Américo Teixeira.

Conselho Fiscal: Benedito Martins Santos, Carlos Magri Sobrinho e Murilo Cardoso; suplentes: João de Ramos, José Rodrigues Nascimento e Bruno Deligente.

QUÍMICOS

Presidente, Luzio Carminholi; secretário, Antonio Gomes Nogueira; tesoureiro, João Batista Donadelli; suplentes: João José Tozei, João Pereira e Ernesto Francisco.

Conselho Fiscal: Antonio Pontello, Antonio Pereira e Pedro Salvador; suplentes: José Capito, Gabriel dos Santos e José Gomes da Rocha.

MOVELEIROS

Presidente, Cristovão Vaz; secretário, Antonio Bibliazzi; tesoureiro, Antonio Gonçalves; suplentes: Jacomo Petinati Filho, Adjalma Vaz e Alberto Santini.

Conselho Fiscal: Antonio Barbetti, Francisco Joaquim Rodrigues e Angelo Cini; suplentes: Carlos Rinaldi, José Cherubim e José dos Santos.

Conselho da Federação: Cristovão Vaz e Antonio Gonçalves.

CONSTRUÇÃO CIVIL/CERAMISTAS

Ermando Demambro, Luciano Landin e Benedito Ferreira da Silva; suplentes: Antonio Lopes Silva, Durval Galhieira e Antonio Palavesini.

Conselho Fiscal: Antonio Clevelone, José Moreira da Silva e Gremaldi Tondato; suplentes: Sebastião de Freitas, Antonio Batista da Silva e Alfredo Palavesini.

Conselho da Federação: Ermando Demambro e Antonio Clevelone.

NOTA

Escrevia a revista, apresentando os dirigentes sindicais da região: “assegurada a estabilidade sindical em Santo André”.

Na verdade, como instrumento vivo, também o movimento sindical regional e nacional passaria por momentos turbulentos pelos anos e décadas vindouros, de grandes transformações, modificações, cisões – como todo o País, em processo de construção até hoje.

Diário há 30 anos

Segunda-feira, 12 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7300

Educação – O Estado de São Paulo poderá contar com 50 universidades, contra as 22 atualmente existentes, das quais apenas três são da rede pública. A estimativa é do delegado regional do Ministério da Educação em São Paulo, Nelson Boni.

Em entrevista à jornalista Maria Angélica Ferrasoli, a autoridade cita os índices de crescimento registrados nos últimos quatro anos, quando surgiram 12 novas universidades, todas particulares.

Na região, desde 1986 lutava-se pela criação da Universidade do Grande ABC.

Indústria – Mangels, com unidade em São Bernardo, cumpre meta ao obter qualidade total. Reportagem: Marina Takiishi.

NOTA – A mesma Mangels de partida neste ano de 2020, mais de meio século depois da sua inauguração em São Bernardo, agora com destino a Minas Gerais.

Memória – Revista da Eletropaulo conta a saga do homem na Serra do Mar. Reportagem: Rafael Guelta.

NOTA – Foi uma linda série de publicações históricas da estatal, infelizmente interrompida.

Em 12 de fevereiro de...

1885 – Começa a funcionar o observatório meteorológico de Santos, à Rua Dr. Cokrane.

1915 – Junta de Revisão Eleitoral de São Bernardo pede qualificação de mais 200 pessoas. Com isso, o número de eleitores da região subirá a 1.500.

1920 – Anúncio: precisa-se de dez moças e dez rapazes para tomarem parte em um caminhão carnavalesco, organizado por distintas famílias. Cartas à Rua Santa Efigênia, número 3-A (sobrado).

1930 – Câmara de São Bernardo encaminha à Comissão de Justiça e Contas o projeto de lei nº 2, daquele ano, dispondo sobre o funcionalismo municipal: registro, admissão, licenças, suspensões, demissões e aposentadorias.

1945 – Presidente Roosevelt envia mensagem ao Congresso propondo a criação do Fundo Monetário Internacional.

1960 – O novo prefeito de Santo André, Oswaldo Gimenez, percorre a feira livre da Rua General Glicério e interpela feirantes sobre os preços das mercadorias. Fregueses salientam que melhor o prefeito faria se reorganizasse a comissão municipal de preços, em vez de tomar lugar de fiscais.

1970 – Metalúrgicos pleiteiam reajuste de 35% em Santo André.

 Associação brasileira de Imprensa condena processos de censura.

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 12 de fevereiro:

Rurópolis (PA)

Taió (SC)

Santos do Dia

Antonio de Constantinopla. Faleceu em 12 de fevereiro do ano 901. Patriarca de Constantinopla.

Etevaldo. Bispo. Encadernou o livro dos Evangelhos, que seu antecessor havia copiado e preservado, cópia que pode ser encontrada no Museu Britânico. Faleceu no ano 740.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;