Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Talento em uníssono

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Audição do coro de Santo André, que está com inscrições abertas, busca 500 novos cantores


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

17/01/2020 | 23:55


A Associação do Coro de Santo André quer ‘ter voz’. Não que não seja possível ouví-la agora, visto que cerca de 50 pessoas participam do grupo musical, mas ela quer mais. Tanto que acaba de lançar audição para selecionar 500 novos cantores e as inscrições podem ser feitas até o dia 10 de fevereiro pelo e-mail corosantoandre@gmail.com ou no endereço tinyurl.com/audicao2020.

“Isso (500 pessoas) é uma meta simbólica, uma brincadeira. O que queremos, na verdade, é fazer uma revolução coral e criar uma estrutura através da nossa Associação para que as pessoas sejam atendidas e consigam mostrar suas potencialidades”, explica o maestro Roberto Ondei, criador do grupo musical. Brincadeira ou não, desde que foi anunciada a abertura de inscrição já apareceram 200 candidatos.

E Ondei comemora. “A voz é a coisa mais sagrada que temos. Para cantar não precisa levar nenhum instrumento, é apenas o próprio corpo. É uma das coisas mais fáceis que tem de fazer e nós queremos mostrar toda potencialidade das vozes”, acrescenta o maestro. Segundo o profissional, além de desenvolver o talento musical, ao cantarem juntas as pessoas desenvolvem o respeito ao próximo e suas individualidades, a cooperação, a concentração, memória, respiração, autoconhecimento, entre muitas outras qualidades.

Para se candidatar, não é preciso comprovar experiência prévia. Apenas ter mais de 18 anos. No dia da audição, o inscrito fará apenas um exercício de classificação vocal e deverá levar um quilo de alimento não perecível, que será doado para o Fundo de Solidariedade do município. O coral será dividido em três grupos, inclusive o comunitário, de sábado, para quem não pode participar durante a semana.

O grupo tem 12 anos de atividade ininterruptos. Participou de diversas atividades no município, tanto em locais públicos, como o Parque Celso Daniel, quanto em privados. Em uma das atividades de destaque, fez parte do quadro Melhores do Ano, do Domingão do Faustão, da Rede Globo, em que se apresentou junto com o maestro João Carlos Martins, em 2009.

Uma das últimas conquistas ao longo desta mais de uma década de atividade, ressalta o maestro, foi a subvenção da Prefeitura. “Atualmente há o custeio de R$ 80 mil por ano, mas estamos negociando com o prefeito um aporte maior para sanar as despesas.” Segundo Ondei, elas chegam a R$ 200 mil. “O nosso sonho é ter uma sede própria, com local propício para os ensaios.”

Os encontros do grupo sinfônico ocorrem às terças das 19h30 às 21h30, às quartas, das 19h30 às 21h30, e aos sábados, das 14h às 16h30, no Auditório do Teatro Municipal Flávio Florence (Praça IV Centenário). Já o grupo Comunitário ensaiará aos sábados, das 10h30 às 12h (local a confirmar).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Talento em uníssono

Audição do coro de Santo André, que está com inscrições abertas, busca 500 novos cantores

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

17/01/2020 | 23:55


A Associação do Coro de Santo André quer ‘ter voz’. Não que não seja possível ouví-la agora, visto que cerca de 50 pessoas participam do grupo musical, mas ela quer mais. Tanto que acaba de lançar audição para selecionar 500 novos cantores e as inscrições podem ser feitas até o dia 10 de fevereiro pelo e-mail corosantoandre@gmail.com ou no endereço tinyurl.com/audicao2020.

“Isso (500 pessoas) é uma meta simbólica, uma brincadeira. O que queremos, na verdade, é fazer uma revolução coral e criar uma estrutura através da nossa Associação para que as pessoas sejam atendidas e consigam mostrar suas potencialidades”, explica o maestro Roberto Ondei, criador do grupo musical. Brincadeira ou não, desde que foi anunciada a abertura de inscrição já apareceram 200 candidatos.

E Ondei comemora. “A voz é a coisa mais sagrada que temos. Para cantar não precisa levar nenhum instrumento, é apenas o próprio corpo. É uma das coisas mais fáceis que tem de fazer e nós queremos mostrar toda potencialidade das vozes”, acrescenta o maestro. Segundo o profissional, além de desenvolver o talento musical, ao cantarem juntas as pessoas desenvolvem o respeito ao próximo e suas individualidades, a cooperação, a concentração, memória, respiração, autoconhecimento, entre muitas outras qualidades.

Para se candidatar, não é preciso comprovar experiência prévia. Apenas ter mais de 18 anos. No dia da audição, o inscrito fará apenas um exercício de classificação vocal e deverá levar um quilo de alimento não perecível, que será doado para o Fundo de Solidariedade do município. O coral será dividido em três grupos, inclusive o comunitário, de sábado, para quem não pode participar durante a semana.

O grupo tem 12 anos de atividade ininterruptos. Participou de diversas atividades no município, tanto em locais públicos, como o Parque Celso Daniel, quanto em privados. Em uma das atividades de destaque, fez parte do quadro Melhores do Ano, do Domingão do Faustão, da Rede Globo, em que se apresentou junto com o maestro João Carlos Martins, em 2009.

Uma das últimas conquistas ao longo desta mais de uma década de atividade, ressalta o maestro, foi a subvenção da Prefeitura. “Atualmente há o custeio de R$ 80 mil por ano, mas estamos negociando com o prefeito um aporte maior para sanar as despesas.” Segundo Ondei, elas chegam a R$ 200 mil. “O nosso sonho é ter uma sede própria, com local propício para os ensaios.”

Os encontros do grupo sinfônico ocorrem às terças das 19h30 às 21h30, às quartas, das 19h30 às 21h30, e aos sábados, das 14h às 16h30, no Auditório do Teatro Municipal Flávio Florence (Praça IV Centenário). Já o grupo Comunitário ensaiará aos sábados, das 10h30 às 12h (local a confirmar).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;