Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsonaro quer Senado votando reforma sem mudanças para texto não voltar à Câmara

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


07/08/2019 | 11:18


O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu nesta quarta-feira, 7, que o Senado vote o texto da reforma da Previdência que for aprovado pelos deputados federais, sem alterações, para evitar que a proposta volte à Câmara dos Deputados. Senadores articulam a elaboração de uma proposta paralela para incluir Estados e municípios na reforma.

Bolsonaro citou discordâncias com a equipe econômica ao ser perguntado sobre a proposta paralela.

"Eu tenho conversado aqui. A decisão, eu sou ouvido mais do que eles me ouvem. O que a gente pretende, eu pretendo, mas eu cedo, a equipe econômica ela pensa ao contrário, é que o que sai da Câmara vai tentar aprovar no Senado em havendo lá concordância porque, se não, volta para a Câmara", respondeu Bolsonaro, ao deixar o Palácio da Alvorada após reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na terça-feira, 6, Rodrigo Maia citou a possibilidade de na mesma PEC paralela discutir a reintrodução do sistema de capitalização, que foi retirado da proposta pelos deputados.

Sobre a aprovação do texto-base em segundo turno na Câmara, Bolsonaro manifestou expectativa de a proposta ser encaminhada ao Senado nesta semana.

Os deputados ainda precisam votar destaques que tentam alterar a proposta.

"Se Deus quiser, Previdência chega ao Senado nesta semana", disse o presidente da República.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro quer Senado votando reforma sem mudanças para texto não voltar à Câmara


07/08/2019 | 11:18


O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu nesta quarta-feira, 7, que o Senado vote o texto da reforma da Previdência que for aprovado pelos deputados federais, sem alterações, para evitar que a proposta volte à Câmara dos Deputados. Senadores articulam a elaboração de uma proposta paralela para incluir Estados e municípios na reforma.

Bolsonaro citou discordâncias com a equipe econômica ao ser perguntado sobre a proposta paralela.

"Eu tenho conversado aqui. A decisão, eu sou ouvido mais do que eles me ouvem. O que a gente pretende, eu pretendo, mas eu cedo, a equipe econômica ela pensa ao contrário, é que o que sai da Câmara vai tentar aprovar no Senado em havendo lá concordância porque, se não, volta para a Câmara", respondeu Bolsonaro, ao deixar o Palácio da Alvorada após reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na terça-feira, 6, Rodrigo Maia citou a possibilidade de na mesma PEC paralela discutir a reintrodução do sistema de capitalização, que foi retirado da proposta pelos deputados.

Sobre a aprovação do texto-base em segundo turno na Câmara, Bolsonaro manifestou expectativa de a proposta ser encaminhada ao Senado nesta semana.

Os deputados ainda precisam votar destaques que tentam alterar a proposta.

"Se Deus quiser, Previdência chega ao Senado nesta semana", disse o presidente da República.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;