Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Conselho Tutelar visita creches em S.Bernardo para apurar denúncias


Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

27/04/2005 | 11:41


O Conselho Tutelar de São Bernardo realizou vistoria em três creches municipais  durante todo o dia de terça-feira. Os conselheiros investigam denúncias feitas por pais de alunos sobre o aumento do número de crianças e a redução de educadores por sala de aula.

O laudo conclusivo será encaminhado ao Ministério Público e anexado  à representação feita pelo Fórum Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. A Resolução 34, de dezembro do ano passado, determina aumento do número de alunos nas salas que atendem a crianças de 1 ano (de 14 para 16) e de 3 anos (de 18 para 23). Nas salas para alunos de 2 anos, mantêm-se 18 crianças, mas cai o número de professores, de três para dois.

“Os pais afirmam que a última troca de fraldas não tem ocorrido e que o acompanhamento pedagógico ficou deficitário”, explica a conselheira tutelar Hellen Carmona. O órgão acrescenta que espaços de lazer, repouso, de escovação de dentes e o refeitório se tornaram pequenos.

Terça-feira, os conselheiros visitaram creches do Riacho Grande e do Jardim Tupã. O Diário esteve nas unidades, mas a direção das creches não permitiu que a reportagem participasse da visita. Das 23 creches municipais, oito foram vistoriadas. Parte das visitas foi acompanhada pelo promotor Jairo Edward de Luca, que abriu inquérito civil para investigar a iniciativa da Prefeitura.

A conselheira Hellen Carmona afirma ainda que a equipe de orientação técnica da Secretaria de Educação encaminhou documento há um mês para o Conselho no qual se manifesta contrária à iniciativa da Prefeitura. Procurada pela reportagem, a Prefeitura de São Bernardo não se pronunciou sobre as denúncias.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;