Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Servidor pode ter casa própria com R$ 420 por mês


Rogério Gatti
Do Diário do Grande ABC

14/04/2007 | 07:05


Os servidores estaduais que trabalham em órgãos públicos de São Caetano, Diadema, São Bernardo e São Paulo, próximos ao bairro Sacomã, zona Sul da Capital, poderão se inscrever no Phai (Programa Habitacional de Integração) e se candidatar a compra de uma casa própria. O programa foi lançado pelo governo do Estado quinta-feira e as inscrições começam no próximo dia 23.

Nesse projeto-piloto já estão construídos no Conjunto Habitacional Sacomã oito edifícios de 12 andares, totalizando 384 apartamentos, destinados a funcionários públicos estaduais que ainda não possuem casa própria. Segundo a Secretaria de Habitação, o objetivo é facilitar a aquisição de uma residência perto do local de trabalho. O projeto contará com um plano de financiamento do banco Nossa Caixa.

Com a proposta do Phai de trazer o funcionário para perto do local de trabalho, o Governo espera proporcionar uma economia de tempo de deslocamento do servidor e mais qualidade de vida, além de promover a integração dos profissionais à comunidade em que atuam. “A novidade desse projeto é que o trabalhador vai realizar o sonho da casa própria e ainda morar perto do trabalho”, afirmou o secretário de Habitação Lair Krahenbuhl.

Mesmo aberto a todos os servidores públicos, as principais categorias beneficiadas serão policiais civis e militares, professores e profissionais de saúde. Esse dado é justificado pela Secretaria de Gestão, que apontou que 75% dos servidores públicos ativos estão atuando nas áreas de Segurança Pública, Saúde e Educação.

Para o secretário, isso vai fazer com que esses profissionais convivam com a comunidade que atendem. “Os pais conhecerão os professores de seus filhos, os policiais, a comunidade, por exemplo”, acredita Krahenbuhl.” “Além disso, os profissionais de saúde que geralmente saem tarde do trabalho vão chegar em casa mais rápido”, complementa.

Financiamento - Com uma área total de 54 m², distribuída entre dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, os apartamentos estão avaliados em R$ 55 mil. Esse valor será financiado pela Nossa Caixa e o servidor poderá parcelar em até 20 anos sem entrada, com juros anuais de 6%. Nesse caso, segundo a previsão do Governo, as parcelas serão fixas e devem ficar em torno de R$ 420. O desconto das prestações será feito na folha de pagamento, evitando inadimplência.

Para se inscrever no programa, os interessados devem atender a alguns pré-requisitos. Além de ser servidor estadual ativo, o candidato não pode possuir uma residência própria e deve trabalhar no bairro do Sacomã ou imediações, que se estende a alguns bairros de Diadema, São Caetano e São Bernardo. Também será dada preferência a trabalhadores que possuam uma renda entre R$ 1.700 e R$ 3.800.

As inscrições devem ser feitas pelo site da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) a partir do dia 23 de abril. O endereço é www.cdhu.sp.gov.br.

A expectativa do secretário é que no final de junho os primeiros moradores já estejam em suas novas casas.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;