Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bancos de sangue precisam de doadores

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Deborah Moreira
Do Diário do Grande ABC

16/05/2010 | 07:07


A aposentada Josefa Garcia Silva Rosa, 75 anos, está internada no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André, há quatro meses, e a cada 20 dias tem realizado transfusões sanguíneas por causa de anemias frequentes. Debilitada, a idosa se recupera de cirurgia cardíaca realizada em janeiro, quando também precisou de doadores de sangue. Josefa é moradora de Santo André e vive o mesmo drama de quem depende de doações para se manter viva, já que não há estoques suficiente nos bancos de sangue.

No Grande ABC, as instituições do gênero registraram queda, em abril, quando o número de doadores chegou a 3.531, bem abaixo da média, que é de 4.500. No entanto, a capacidade pode chegar a 5.376 atendimentos. A chegada do inverno, quando normalmente ocorrem menos doações e as campanhas nacionais de vacinação contra gripe são motivo de maior preocupação.

"Além do inverno, quando as pessoas saem menos de casa, também temos as vacinas. Quem toma contra a gripe suína precisa esperar 48 horas para doar. Já com a imunização contra a gripe comum é preciso esperar 30 dias", explicou Fernanda da Silva Vasconcelos, gerente regional da Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue), responsável pela coleta de sangue da rede pública nas sete cidades.

A gerente faz um apelo à população, mesmo aos que têm tipo sanguíneo considerado comum, como O positivo. "Do tipo O negativo, doador universal, temos apenas 35 bolsas no momento em estoque (na região)." O tempo total de espera para doar é de 20 minutos, e em cada doação são extraídos cerca de 450 mililitros. Cada bolsa pode salvar até quatro vidas. Isso porque pode gerar até quatro subprodutos: plaquetas, plasma, hemáceas e criopreciptado - derivado do plasma e indicado para estimular a coagulação.

Por outro lado, Fernanda explica que em operações de alta complexidade, como cirurgias cardíacas, são utilizadas dezenas de bolsas, cada uma com 300 mililitros. Uma vítima balaeada pode utilizar até 10 bolsas.

São Caetano foi a cidade da região que registrou menos doações no mês passado. Com capacidade para 860 bolsas de sangue, somente 267 doadores compareceram ao banco do município no período. "Vamos lançar campanha para estimular a doação na cidade. A Guarda Civil Municipal já está sendo estimulada a doar", declarou Regina Maura Zetone, assessora especial de Coordenação de Ações Sociais da Prefeitura.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;