Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitura de Diadema inicia urbanização do Sítio Joaninha

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com R$ 11,8 milhões e auxílio do governo federal, intervenções vão durar 24 meses


Vanessa de Oliveira
Do Diário do Grande ABC

27/11/2015 | 07:00


Moradores do Sítio Joaninha, loteamento irregular localizado em Diadema, comemoraram na noite de ontem a assinatura da autorização para o início das obras de saneamento integrado e urbanização do Sistema Billings-Eldorado, além de 83 unidades habitacionais no núcleo Krones. O documento foi firmado pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), e o prefeito Lauro Michels (PV), em evento realizado no Paço Municipal.

Para executar a ação, serão investidos R$ 11,8 milhões, sendo R$ 8,9 milhões de repasse do governo federal, por meio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e R$ 2,9 milhões de contrapartida do Executivo diademense. Os serviços no Sítio Joaninha abrangem a implantação de infraestrutura com rede coletora de esgotamento sanitário, pavimentação, drenagem e contenção, iluminação pública, além de trabalho social e regularização fundiária. Estima-se que 2.080 pessoas sejam beneficiadas.

Segundo Michels, as obras começarão imediatamente. “Nesta semana a empresa já vai fazer alguma coisa para ter a primeira medição, porque tenho que apresentá-la até o fim de dezembro.” O trabalho será executado pela Emparsanco, com prazo de 24 meses para conclusão.

“É com muita ansiedade que o povo do Sítio Joaninha aguarda essas obras para melhorar a qualidade de vida, de saúde e a convivência social. As pessoas que moram no local só vão acreditar nisso quando a máquina estiver lá, trabalhando”, falou o prefeito.

É com essa expectativa que o programador de dobradeira José Augusto de Jesus Souza, 32 anos, convive há 22 deles, tempo em que reside no Sítio Joaninha. “Esperamos por essa urbanização a vida inteira, pois, quando chove, ficamos na lama; quando faz sol, comemos poeira. Teremos endereço e não seremos mais indigentes.”

“Muitas vezes, quando chovia, não conseguia chegar em casa por conta do barro. As ambulâncias não subiam. Agora, com essa notícia de que teremos asfalto e tratamento de esgoto que a gente tanto sonha, é uma felicidade”, celebrou o motorista Lindomar Santos Galvão, 39.

Desde o fim do ano passado, o loteamento conta com ligações de água. Trabalho da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) colocou fim a duas décadas de espera pelo recurso encanado, que antes só chegava aos moradores uma vez por semana, por meio de caminhão-pipa.

O ministro Kassab ressaltou que é “com alegria que está sendo feito esse investimento tão importante”, em um momento que o Brasil vive situação econômica “muito difícil.”

Minha Casa deverá ter contratos assinados na próxima semana

Ao ser questionado se o Ministério das Cidades fará mais investimentos em breve no Grande ABC, o ministro Gilberto Kassab (PSD) afirmou que, nas próximas semanas, a fase três do Programa Minha Casa, Minha Vida deverá ter seus primeiros contratos assinados em todo o País. Indagado se já havia definição de quais cidades da região seriam contempladas, Kassab não soube precisar. “Vai ter em todo o País. Serão 3 milhões de contratações”, disse.

Esta etapa do programa federal chegou a ser anunciada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em algumas ocasiões neste ano, mas sempre foi adiada. A meta é contratar o número de moradias citadas por Kassab até o fim de 2017.

Por meio de subsídios e juros diferenciados, a ação atende a famílias com renda mensal entre R$ 800 e R$ 6.500. De acordo com o Ministério das Cidades, o investimento total no Minha Casa, Minha Vida nas fases 1 e 2 supera os R$ 270 bilhões. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;