Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Patty se surpreende com decisão de parar


Anderson Fattori
Enviado a São José dos Campos

01/04/2015 | 07:00


Cestinha da partida com 27 pontos, a ala Patty Teixeira, do São José, ficou surpresa ao saber – por meio da equipe do Diário – que, involuntariarmente, contribuiu para a aponsentadoria da técnica Laís Elena. Pensativa, lamentou e desejou boa sorte à ex-treinadora.

“Fico triste com essa notícia. Laís Elena sempre foi uma grande treinadora, pessoa muito respeitada no meio do basquete feminino, mas estava do outro lado e tive de fazer minha parte e vencer o jogo. Desejo boa sorte”, justificou Patty.

O técnico do São José, Carlos Lima, também não sabia que podia ser o último jogo de Laís e rasgou elogios à colega. “Uma pena, o basquete vai perder muito sem ela. Espero que continue contribuindo nos bastidores, porque precisamos muito dos ensinamentos dela”, lamentou. “Na minha primeira Liga, em 2011, fui eliminado por ela, aprendi a lição”, acrescentou o comandante.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Patty se surpreende com decisão de parar

Anderson Fattori
Enviado a São José dos Campos

01/04/2015 | 07:00


Cestinha da partida com 27 pontos, a ala Patty Teixeira, do São José, ficou surpresa ao saber – por meio da equipe do Diário – que, involuntariarmente, contribuiu para a aponsentadoria da técnica Laís Elena. Pensativa, lamentou e desejou boa sorte à ex-treinadora.

“Fico triste com essa notícia. Laís Elena sempre foi uma grande treinadora, pessoa muito respeitada no meio do basquete feminino, mas estava do outro lado e tive de fazer minha parte e vencer o jogo. Desejo boa sorte”, justificou Patty.

O técnico do São José, Carlos Lima, também não sabia que podia ser o último jogo de Laís e rasgou elogios à colega. “Uma pena, o basquete vai perder muito sem ela. Espero que continue contribuindo nos bastidores, porque precisamos muito dos ensinamentos dela”, lamentou. “Na minha primeira Liga, em 2011, fui eliminado por ela, aprendi a lição”, acrescentou o comandante.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;