Cena Política

Chuchu reverbera e preocupa Morando


Eleito com apoio da família Bolsonaro, o vereador Paulo Chuchu (PRTB), de São Bernardo, tem trazido dores de cabeça ao prefeito Orlando Morando (PSDB), de quem é aliado. Chuchu prega o retorno às atividades normais na economia e sempre se mostrou crítico ao lockdown. Em suas redes sociais, sobram ataques ao governador João Doria (PSDB), rival do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), mas figura próxima de Morando. Na semana passada, durante reunião da bancada com o prefeito, Chuchu criticou o Plano São Paulo e pregou a reabertura total das atividades, inclusive na educação. Tomou invertida no meio da conversa. Chuchu já havia avisado que pautaria seu mandato conforme suas convicções. E, por ora, tem cumprido, nem que suas convicções sejam contrárias às de Morando.

Café da manhã

 No fim de semana, um café da manhã foi comentário da classe política em São Caetano. Se encontraram em uma padaria da cidade o prefeito Tite Campanella (Cidadania), o deputado federal Alex Manente (Cidadania), o presidente da Câmara, Pio Mielo (PSDB), o vereador Marcel Munhoz (Cidadania) e os ex-vereadores e suplentes atualmente Moacir Rubira (PL) e Mauricio Fernandes (PL). O encontro, organizado por Munhoz, que preside o Cidadania local, serviu para que houvesse interlocução de pedido de emendas, via mandato de Alex, para São Caetano. O deputado federal aproveitou a reunião para convidar Rubira e Mauricio para ingressar às fileiras do Cidadania.

Votação

 Por falar no deputado federal Alex Manente (Cidadania), seu projeto de lei que prevê punição, dentro do Código Penal, para quem for flagrado desrespeitando a fila de vacinação contra a Covid-19 entra hoje na pauta da Câmara dos Deputados. A expectativa do parlamentar é de votação e aprovação do texto hoje.

 Projeto

 Em São Bernardo, o vereador Julinho Fuzari (DEM) protocolou projeto para multar os fura-filas da vacina contra o novo coronavírus. Pela proposta do democrata, se o infrator for um servidor público, a pena é dobrada. Ele já tinha cobrado dos deputados federais ações no sentido de combater o desrespeito com a fila da imunização.

 Comparações

 Dois dos mais jovens vereadores da atual legislatura de São Bernardo foram eleitos com o mesmo mote: redução dos custos do mandato. Glauco Braido (PSD) e Lucas Ferreira (DEM) asseguraram que iriam cortar despesas do gabinete. Ambos devolveram os carros oficiais, porém, só um optou por enxugar o volume de funcionários comissionados. Glauco nomeou metade dos nove assessores que poderia. Lucas, indicou todos os nove.

 Veto ao veto

 O G-14, grupo de vereadores que se declaram independentes na Câmara de Mauá, mandou recado para o governo do prefeito Marcelo Oliveira (PT) que irá derrubar o veto imposto pelo chefe do Executivo à emenda que congela o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para este ano. A casa aprovou mudança no projeto original do Paço e Marcelo anunciou que vetará a modificação, uma vez que as contas públicas necessitam de reajuste inflacionário de tributos para não prejudicar a prestação de serviços públicos.

 Nomeações

 O governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), nomeou, no sábado, série de aliados em cargos de segundo e terceiro escalões. Candidatos a vereador, como Ageu Padoveze (PSDB), Rihab Hammadeh (PSD), Thiago Rocha (PSD) e Oscar Martorelli (DEM), além do ex-vereador José Montoro Filho, o Montorinho, e Yann Andrioli de Lima (filho de Arlindo José de Lima) foram contratados.

Comentários


Veja Também


Voltar