Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Netuno dá show no retorno ao Inamar e atropela o Capivariano

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atacante Everaldo marca dois na goleada por 4 a 1 e desencanta com a camisa do Água Santa, que se torna vice-líder do Grupo D


Márcio Donizete
Especial para o Diário

15/02/2016 | 07:00


Com direito a gritos de ‘olé’ de quase 2.000 torcedores, o Água Santa fez sua melhor apresentação no Campeonato Paulista. Ontem, de volta ao Inamar após duas rodadas, o Netuno não tomou conhecimento do Capivariano e aplicou 4 a 1, pela quarta rodada, com dois gols de Everaldo, que foi o melhor em campo.

Agora, os comandados do técnico Márcio Ribeiro somam sete pontos no Grupo D, contra apenas um do time do Interior, lanterna da Chave C.

Em ritmo intenso, não demorou para os diademenses chegarem ao gol. Aos cinco, Guaru cobrou falta na medida para Cléber, que nem precisou subir muito para cabecear às redes adversárias: 1 a 0.

Porém, após a abertura de placar, o Netuno diminuiu a intensidade e fez os visitantes crescerem na partida. Tanto que o time de Capivari chegou ao empate aos 18. Jácio recebeu na entrada da área, escapou da marcação e de perna esquerda chutou rasteiro, sem chances para Roberto.

O Água Santa tinha mais presença no campo adversário, mas também cedia espaço ao contra-ataque dos interioranos, que quase viraram com o centroavante Romão, aos 34 minutos, após bate-rebate.

Pouco a pouco, o Netuno tratou de mostrar quem manda no Inamar. Aos 36, Everaldo fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça de Guaru, que mesmo com 1m70 de altura, subiu mais alto que o zagueiro rival e marcou o segundo dos anfitriões. A bola ainda tocou em Leandro Silva antes de morrer no fundo do barbante.

Na etapa final, os diademenses voltaram ligados e rapidamente envolveram o Capivariano, que não aguentou. Aos 26, o esforçado Everaldo conseguiu desencantar. Em boa jogada dentro da área, mandou rasteiro, indefensável: 3 a 1.
Aos 34, o Água Santa transformou a vitória em goleada com mais um tento do camisa 9, que pedalou para cima da marcação e arrematou no canto de Pedro Henrique.

Camisa 9 encerra jejum e mira evolução

Um dos jogadores mais felizes após a vitória do Água Santa por 4 a 1 sobre o Capivariano, no Inamar, era Everaldo. O centroavante, que vem como titular com o técnico Márcio Ribeiro desde o início da temporada, ainda não havia balançado as redes no Paulistão e tirou a zica marcando dois gols na goleada de ontem.

Na verdade, ele não sabia o que era comemorar gol desde 2014, quando ainda defendia o Figueirense, fato que admitiu não se lembrar.

“Ano passado tive problemas de lesão que me atrapalharam muito, então fazia tempo que não balançava a rede. Mas sei da minha qualidade, do meu potencial. Felizmente fiz dois gols, dei assistência (para o gol de Guaru, o segundo do Netuno no jogo) e agora tenho de continuar trabalhando mais para fazer ainda mais gols”, disse o camisa 9, que reconheceu que o jejum lhe incomodava.

“Tirei um caminhão das costas. Já estava ficando chateado comigo mesmo por conta disso”, complementou Everaldo, que agora terá concorrência com Rafael Martins, que retorna de lesão.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Netuno dá show no retorno ao Inamar e atropela o Capivariano

Atacante Everaldo marca dois na goleada por 4 a 1 e desencanta com a camisa do Água Santa, que se torna vice-líder do Grupo D

Márcio Donizete
Especial para o Diário

15/02/2016 | 07:00


Com direito a gritos de ‘olé’ de quase 2.000 torcedores, o Água Santa fez sua melhor apresentação no Campeonato Paulista. Ontem, de volta ao Inamar após duas rodadas, o Netuno não tomou conhecimento do Capivariano e aplicou 4 a 1, pela quarta rodada, com dois gols de Everaldo, que foi o melhor em campo.

Agora, os comandados do técnico Márcio Ribeiro somam sete pontos no Grupo D, contra apenas um do time do Interior, lanterna da Chave C.

Em ritmo intenso, não demorou para os diademenses chegarem ao gol. Aos cinco, Guaru cobrou falta na medida para Cléber, que nem precisou subir muito para cabecear às redes adversárias: 1 a 0.

Porém, após a abertura de placar, o Netuno diminuiu a intensidade e fez os visitantes crescerem na partida. Tanto que o time de Capivari chegou ao empate aos 18. Jácio recebeu na entrada da área, escapou da marcação e de perna esquerda chutou rasteiro, sem chances para Roberto.

O Água Santa tinha mais presença no campo adversário, mas também cedia espaço ao contra-ataque dos interioranos, que quase viraram com o centroavante Romão, aos 34 minutos, após bate-rebate.

Pouco a pouco, o Netuno tratou de mostrar quem manda no Inamar. Aos 36, Everaldo fez jogada pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça de Guaru, que mesmo com 1m70 de altura, subiu mais alto que o zagueiro rival e marcou o segundo dos anfitriões. A bola ainda tocou em Leandro Silva antes de morrer no fundo do barbante.

Na etapa final, os diademenses voltaram ligados e rapidamente envolveram o Capivariano, que não aguentou. Aos 26, o esforçado Everaldo conseguiu desencantar. Em boa jogada dentro da área, mandou rasteiro, indefensável: 3 a 1.
Aos 34, o Água Santa transformou a vitória em goleada com mais um tento do camisa 9, que pedalou para cima da marcação e arrematou no canto de Pedro Henrique.

Camisa 9 encerra jejum e mira evolução

Um dos jogadores mais felizes após a vitória do Água Santa por 4 a 1 sobre o Capivariano, no Inamar, era Everaldo. O centroavante, que vem como titular com o técnico Márcio Ribeiro desde o início da temporada, ainda não havia balançado as redes no Paulistão e tirou a zica marcando dois gols na goleada de ontem.

Na verdade, ele não sabia o que era comemorar gol desde 2014, quando ainda defendia o Figueirense, fato que admitiu não se lembrar.

“Ano passado tive problemas de lesão que me atrapalharam muito, então fazia tempo que não balançava a rede. Mas sei da minha qualidade, do meu potencial. Felizmente fiz dois gols, dei assistência (para o gol de Guaru, o segundo do Netuno no jogo) e agora tenho de continuar trabalhando mais para fazer ainda mais gols”, disse o camisa 9, que reconheceu que o jejum lhe incomodava.

“Tirei um caminhão das costas. Já estava ficando chateado comigo mesmo por conta disso”, complementou Everaldo, que agora terá concorrência com Rafael Martins, que retorna de lesão.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;