Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Capitu traiu?


Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

04/10/2009 | 07:10


Como resistir a grandes olhos claros de "cigana oblíqua e dissimulada"? Bento Santiago não soube. Tanto que se apaixonou pela dona deles, Capitolina. Na infância, eram parceiros de travessuras, e na adolescência descobriram o amor. Mas que sentimento resiste ao ciúme e à dúvida da traição?

Mais de um século se passou desde que Dom Casmurro (editora Harbra, 192 págs., R$ 22,50), obra-prima do brasileiro Machado de Assis, foi lançada pela primeira vez, em 1900. Nesse tempo, gerações de leitores continuam a perguntar: Capitu traiu Bentinho?

A questão, segundo o professor de Literatura do Anglo Fernando Marcilio Lopes Couto, é um dos motivos que fizeram com que a história se tornasse eterna. "É uma obra que há 100 anos nos faz pensar", diz.

Os desavisados que têm a resposta na ponta da língua devem saber que o narrador da história é o próprio Dom Casmurro - apelido que Bentinho recebeu na velhice por ser triste e calado. Por isso, tem-se apenas a versão dos fatos de um homem ciumento, que pensa que a mulher teve um filho com seu melhor amigo, Escobar.

Devido à sua importância, o livro está na lista de vestibulares, como Fuvest e Unicamp. "Independentemente de estar na lista, tem de estar na estante de quem quer conhecer a cultura brasileira", ressalta.

Clássico - Dom Casmurro é um dos clássicos da Literatura brasileira e leitura de uma obra assim não é nada fácil, principalmente por causa do vocabulário utilizado antigamente, bem diferente do de hoje. Às vezes, tem-se a impressão de que só se entenderá o livro se consultar o dicionário a todo o momento.

Mas, o esforço vale a pena. "Alimenta o espírito. Faz compreender melhor o mundo que está em volta", afirma o professor. A dica para ajudar no entendimento do livro é pesquisar sobre a época em que foi produzido e tentar perceber como o autor conta a história.

Em 2008, quando também se comemorou o Ano Nacional Machado de Assis, Dom Casmurro ganhou adaptação para as telinhas na microssérie Capitu, do diretor Luiz Fernando Carvalho, exibida pela Globo.

Confira lançamentos
Biblioteca da Meia-Noite - A Dona dos Gatos (Nick Shadow, editora Prumo Jovem, 120 págs., R$ 19,90) é o tipo de livro que causa arrepios nos leitores, principalmente naqueles que acreditam em acontecimentos sobrenaturais e malignos. A obra, terceira da série de contos de terror, traz três histórias que, além de bizarras, fazem pensar.

O Herdeiro Mago (Cinda Williams Chima, editora Farol, 528 págs., R$ 46,90) é o segundo volume da saga Herdeiros (o primeiro é O Herdeiro Guerreiro). Conta a história de Joseph McCauley, mago de 16 anos que só se mete em confusão. Para aprender a controlar seus poderes, ele terá de enfrentar muitos desafios. Fantasia, mistério e aventura não faltam na obra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Capitu traiu?

Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

04/10/2009 | 07:10


Como resistir a grandes olhos claros de "cigana oblíqua e dissimulada"? Bento Santiago não soube. Tanto que se apaixonou pela dona deles, Capitolina. Na infância, eram parceiros de travessuras, e na adolescência descobriram o amor. Mas que sentimento resiste ao ciúme e à dúvida da traição?

Mais de um século se passou desde que Dom Casmurro (editora Harbra, 192 págs., R$ 22,50), obra-prima do brasileiro Machado de Assis, foi lançada pela primeira vez, em 1900. Nesse tempo, gerações de leitores continuam a perguntar: Capitu traiu Bentinho?

A questão, segundo o professor de Literatura do Anglo Fernando Marcilio Lopes Couto, é um dos motivos que fizeram com que a história se tornasse eterna. "É uma obra que há 100 anos nos faz pensar", diz.

Os desavisados que têm a resposta na ponta da língua devem saber que o narrador da história é o próprio Dom Casmurro - apelido que Bentinho recebeu na velhice por ser triste e calado. Por isso, tem-se apenas a versão dos fatos de um homem ciumento, que pensa que a mulher teve um filho com seu melhor amigo, Escobar.

Devido à sua importância, o livro está na lista de vestibulares, como Fuvest e Unicamp. "Independentemente de estar na lista, tem de estar na estante de quem quer conhecer a cultura brasileira", ressalta.

Clássico - Dom Casmurro é um dos clássicos da Literatura brasileira e leitura de uma obra assim não é nada fácil, principalmente por causa do vocabulário utilizado antigamente, bem diferente do de hoje. Às vezes, tem-se a impressão de que só se entenderá o livro se consultar o dicionário a todo o momento.

Mas, o esforço vale a pena. "Alimenta o espírito. Faz compreender melhor o mundo que está em volta", afirma o professor. A dica para ajudar no entendimento do livro é pesquisar sobre a época em que foi produzido e tentar perceber como o autor conta a história.

Em 2008, quando também se comemorou o Ano Nacional Machado de Assis, Dom Casmurro ganhou adaptação para as telinhas na microssérie Capitu, do diretor Luiz Fernando Carvalho, exibida pela Globo.

Confira lançamentos
Biblioteca da Meia-Noite - A Dona dos Gatos (Nick Shadow, editora Prumo Jovem, 120 págs., R$ 19,90) é o tipo de livro que causa arrepios nos leitores, principalmente naqueles que acreditam em acontecimentos sobrenaturais e malignos. A obra, terceira da série de contos de terror, traz três histórias que, além de bizarras, fazem pensar.

O Herdeiro Mago (Cinda Williams Chima, editora Farol, 528 págs., R$ 46,90) é o segundo volume da saga Herdeiros (o primeiro é O Herdeiro Guerreiro). Conta a história de Joseph McCauley, mago de 16 anos que só se mete em confusão. Para aprender a controlar seus poderes, ele terá de enfrentar muitos desafios. Fantasia, mistério e aventura não faltam na obra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;