Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Paço de S.Caetano paga uma das duas parcelas em atraso do abono


Junior Carvalho

16/02/2017 | 07:00


O governo do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), quitou uma das duas parcelas do abono aos servidores da Educação, em atraso desde a gestão do ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB). Foram depositados, no dia 7, R$ 2,5 milhões.

A administração informou que “existe a intenção” de quitar a última das dez parcelas do benefício em março, mas frisou que não tem data prevista para o pagamento do benefício.

O imbróglio começou ainda na gestão Pinheiro. Às vésperas do fim do mandato do peemedebista, educadores protestaram pelo não pagamento do abono. As manifestações, inclusive, chegaram à porta da casa do então prefeito. Quando a manifestação foi ao Palácio da Cerâmica, o governo Pinheiro prometeu aos educadores depositar os benefícios antes da virada do ano, no dia 28, o que não ocorreu.

O impasse continuou mesmo após Auricchio reassumir a Prefeitura. Ao Diário, a gestão tucana acusou o governo Pinheiro de não empenhar os pagamentos do abono – o benefício varia entre R$ 750 e R$ 1.000, de acordo com a hierarquia e a produtividade do servidor –, e que, por conta disso, não tinha respaldo legal para quitar os benefícios a curto prazo. Pinheiro, por sua vez, alegou ter deixado dinheiro em caixa para o benefício e que os valores não necessitavam de empenho.

A presidente interina do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos de São Caetano), Joelma Souza Gomes, confirmou que a administração pagou a nona parcela do abono, mas só após acionar o Ministério do Trabalho. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Paço de S.Caetano paga uma das duas parcelas em atraso do abono

Junior Carvalho

16/02/2017 | 07:00


O governo do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), quitou uma das duas parcelas do abono aos servidores da Educação, em atraso desde a gestão do ex-prefeito Paulo Pinheiro (PMDB). Foram depositados, no dia 7, R$ 2,5 milhões.

A administração informou que “existe a intenção” de quitar a última das dez parcelas do benefício em março, mas frisou que não tem data prevista para o pagamento do benefício.

O imbróglio começou ainda na gestão Pinheiro. Às vésperas do fim do mandato do peemedebista, educadores protestaram pelo não pagamento do abono. As manifestações, inclusive, chegaram à porta da casa do então prefeito. Quando a manifestação foi ao Palácio da Cerâmica, o governo Pinheiro prometeu aos educadores depositar os benefícios antes da virada do ano, no dia 28, o que não ocorreu.

O impasse continuou mesmo após Auricchio reassumir a Prefeitura. Ao Diário, a gestão tucana acusou o governo Pinheiro de não empenhar os pagamentos do abono – o benefício varia entre R$ 750 e R$ 1.000, de acordo com a hierarquia e a produtividade do servidor –, e que, por conta disso, não tinha respaldo legal para quitar os benefícios a curto prazo. Pinheiro, por sua vez, alegou ter deixado dinheiro em caixa para o benefício e que os valores não necessitavam de empenho.

A presidente interina do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos de São Caetano), Joelma Souza Gomes, confirmou que a administração pagou a nona parcela do abono, mas só após acionar o Ministério do Trabalho. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;