Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A sociedade cresce e se organiza

A aplicação da Lei da Ficha Limpa - agora garantida pelo STF - vai livrar a população dos conhecidos corruptos


Dgabc

01/03/2012 | 00:00


Artigo

A aplicação da Lei da Ficha Limpa - agora garantida pelo STF - vai livrar a população, já na eleição deste ano, dos conhecidos corruptos e malfeitores que ao longo dos anos têm escandalizado a sociedade, mas, graças a inúmeros artifícios e aos bons advogados que podem contratar, escapavam ou retardavam a punição. Agora eles ficarão fora das eleições por muito tempo, pois, se condenados, ainda terão de cumprir quarentena de oito anos depois de finda a pena. É, praticamente, a garantia de que não voltarão mais, pois ao fim desse intervalo de inatividade grande parte do eleitorado terá se renovado e os próprios errantes terão idades incompatíveis ou até morrido. É a vitória do povo que, mesmo vitorioso, tem de continuar vigilante para que não surjam outras brechas e os maus políticos ainda possam sobreviver na eleição de 2014, quando escolheremos presidente, governadores, senadores e deputados.

Mas isso não é tudo. Aplicada aos políticos, a Ficha Limpa tem de, obrigatoriamente, estender-se ao seio dos governos. Não teria o mínimo cabimento que o indivíduo impedido de candidatar-se por falta de lisura pudesse ser nomeado para cargos na administração pública. E, se isso vier a acontecer, compete às forças da sociedade - imprensa livre, entidades, sindicatos, partidos políticos etc - denunciar o malfeito ao Ministério Público para que este tome providências. Não podemos, jamais, continuar dando o galinheiro para a raposa administrar.

Ainda com base no princípio da Ficha Limpa, nos diferentes institutos de administração pública e até mesmo sob a invocação do Código Penal, os governantes de todo os níveis têm o dever de apurar rigorosamente todas as denúncias sobre atos de improbidade cometidos por seus subordinados, sejam eles auxiliares de livre nomeação ou servidores de carreira. Todos têm o dever de probidade e retidão e, em não cumprindo ou no menor sinal de dúvida, os implicados precisam ser afastados imediatamente em nome da moralidade, enquanto investigados e, se for o caso, têm de ser processados e demitidos a bem do serviço público.

O momento é de certeza e renovadas esperanças. Em todas as cidades brasileiras o povo já sabe quem ficará fora das próximas eleições. É a oportunidade de resgatar a credibilidade que a classe política perdeu para o compadrio, o loteamento de cargos e, principalmente, para a impunidade. O Brasil tem jeito!

Dirceu Cardoso Gonçalves é tenente e dirigente da Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo.

Palavra do leitor

Eleição
‘PV recua' (Política, dia 23). Que pena! Em tempos de mulher, Vera Mota, moça preparada, cheia de saúde e disposição tinha tudo para vencer e emplacar, esperança para acabar com a mesmice que se sucede de administrações cujas práticas nem se aproximam do seu discurso. Tudo indica que, ao invés de eleição, teremos mais uma corrida ao cofre.
Nevino Antonio Rocco
São Bernardo

Que País é este?
Auxílio-doença a drogados já preocupa a Previdência? O pagamento varia entre um salário-mínimo e R$ 3.916, sendo que o valor médio pago é de R$ 861? É revoltante para o aposentado que trabalhou arduamente durante 30, 35 ou mais anos e pagou seus tributos em dia! Milhares recolheram à Previdência para terem velhice digna e hoje, achatados, recebem muito aquém daquilo que teriam direito e vivem quase na indigência, ou na dependência de terceiros. Que País é este: tratando o idoso aposentado como pária da sociedade e drogados tratados como coitadinhos? O que pretendem nossos legisladores, ainda mais agora com projeto prevendo tratar ‘pequenos traficantes' com brandura?
Aparecida Dileide Gaziolla
São Bernardo

Devastação
É incrível como as árvores de São Bernardo costumam ‘desaparecer', normalmente durante a madrugada, nos fins de semana. Aconteceu há muitos anos no que eram as instalações do Matarazzo, entre a Jurubatuba e a Via Anchieta. E ocorreu recentemente no enorme terreno entre a Dom Jaime de Barros Câmara e a José Odorizzi. Quase 1.000 árvores. Agora o novo risco de derrubada fica no terreno antes ocupado pela Polícia Rodoviária, no começo da Odorizzi, ao lado da Via Anchieta. A Prefeitura está duplicando a avenida, e estranhamente não há placas mostrando custo, prazo etc. Na região, dizem, que a Prefeitura doou o terreno para Scania e a Scania é quem está duplicando a avenida. A troca é apenas boato? Não sendo, houve licitação? As árvores do terreno em questão não são ‘meros eucalíptos', havendo grande diversidade, essas árvores serão derrubadas? As enchentes que ocorrem em São Bernardo e Piraporinha ficarão piores. Parece que o que importa é apenas arrecadar IPTU.
Sérgio Bonagamba
São Bernardo

Pancadão
Moro em Mauá em bairro onde eventualmente sofro com barulho provocado por vizinhos. Em uma madrugada fui atormentado por festa realizada na rua paralela à minha, de modo que, mesmo dentro de casa, com tudo fechado ouvia alto e claramente o funk de linguagem vulgar que durou até às 5h. Como ocorreu pelo menos mais duas outras vezes pedi auxílio à polícia sem ser atendido. Liguei duas vezes e a informação é de que as viaturas estavam ‘empenhadas'. O problema é que todas as vezes é assim. Aqueles, de quem esperávamos a garantia de nosso direito, ignoram nosso pedido e ficamos à mercê do grande desrespeito desses vizinhos. Fica então expresso meu desapontamento com esse serviço policial com o qual esperava poder contar.
Igor de Brito Silva
Mauá

Jet ski
Numa eventual guerra a Marinha Brasileira se mostra despreparada para defender o País e o povo, pois não consegue ao menos dar segurança aos banhistas que se divertem em praias e represas, sob risco iminente. E o Brasil continua a perder seu maior patrimônio em acidentes de todo o tipo. Quem será a próxima vítima?
Charles G. França
São Bernardo



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;