Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Leça assume Memorial dia 1º


Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

26/02/2005 | 15:04


O advogado Fernando Leça, de São Bernardo, é o novo presidente do Memorial da América Latina. A posse está marcada para a próxima terça-feira (dia 1º), às 18h, no próprio complexo de integração da cultura latino-americana, localizado na Barra Funda, em São Paulo. Um dos principais desafios do novo presidente será dinamizar o diálogo entre as tradições populares das várias regiões do Brasil.

Na manhã de sexta-feira Leça foi ao gabinete do prefeito de São Bernardo, William Dib, convidá-lo para a cerimônia de posse. "Exercer a função de secretário de Educação e Cultura nesta cidade (período de 1977 a 1982) foi uma das experiências mais prazerosas de minha vida. Agora, estou animado com a perspectiva de dirigir o Memorial, pois poderei fazer em uma dimensão maior o que fiz aqui", afirmou Leça.

Além de secretário em São Bernardo, o advogado já ocupou o cargo de diretor superintendente do Sebrae-SP, deputado estadual e secretário-chefe da Casa Civil do Estado (governo Mário Covas), entre outros. Para assumir a presidência do Memorial, deixará o atual posto de secretário particular do governador Geraldo Alckmin.

Fernando Leça diz que sua gestão pretende fazer do Memorial um lugar vivo, de passagem de gente das letras e artes provenientes de todos os Estados brasileiros e de todos os países da América Latina: "Vamos promover eventos para provocar a vinda dessas pessoas".

Inaugurado em 18 de março de 1989, o Memorial foi concebido exatamente para ser um espaço de integração da cultura latino-americana. O complexo de prédios e praças desenhado pelo arquiteto Oscar Niemeyer contém o Parlamento Latino-Americano, Auditório Simón Bolívar, Galeria Marta Traba, Salão de Atos, biblioteca e Pavilhão da Criatividade. Há também esculturas ao ar livre, como a famosa A Grande Mão, do próprio Niemeyer.

Leça quer primeiro assumir a presidência para depois falar de ações mais concretas. Mas ele adianta que tem a pretensão de realizar o Mês Nordestino em junho próximo: "Vou visitar o Nordeste e trazer o melhor do melhor de cada Estado. Assim a gente vai se conhecendo melhor, pois tudo isso é Brasil".

O futuro presidente também diz que a ligação com a região poderá render frutos. "Podemos fazer lá, por exemplo, uma Semana do Grande ABC", diz, sem especificar o tipo de evento.

Sem falar em valores, Leça conta que o orçamento do Memorial deve aumentar: "O governador já falou em ampliar os recursos". Em entrevista ao Diário, em fevereiro do ano passado, o então presidente José Henrique Reis Lobo disse que o orçamento anual é de R$ 8 milhões, a maior parte proveniente do Governo do Estado. Leça também lembra que é possível firmar parcerias com a iniciativa privada, assim como é feito no mundo inteiro.

Na semana passada, Leça voltou de uma viagem de 15 dias entre França e Portugal. "Tive a oportunidade de convidar o engenheiro José Sócrates, que acabou de ser eleito primeiro-ministro português, para vir à inauguração do centro de referência da Língua Portuguesa, na Estação da Luz, em outubro ou novembro deste ano", diz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;