Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Com pré-candidatura de Salles, PPS atrai Pinheirinho e Carlos Ferreira

Parlamentar alega que nunca foi convidado a ter espaço na legenda; PDT ameaça pedir vaga na Câmara


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

30/08/2015 | 07:00


Perto do término do prazo de filiação ‘eleitoral’, o PPS de Santo André, que projeta a pré-candidatura de Raimundo Salles ao Paço na disputa de 2016, atraiu o vereador Carlos Ferreira, hoje no PDT, e o ex-parlamentar Luiz Carlos Pinheiro, o Pinheirinho, recém-chegado do PEN, para os quadros do partido. Expectativa interna é fazer três cadeiras na Câmara. A sigla, comandada no âmbito paulista pelo deputado federal Alex Manente, aposta em lançar projeto próprio à Prefeitura depois de 16 anos de hiato – o último político a entrar na corrida majoritária na cidade foi Hélcio Riva, com 10,7 mil votos, na ocasião.

Salles deve concorrer no páreo pela terceira vez consecutiva – por partidos diferentes. O hoje popular-socialista confirmou o acordo com ambos ex-correligionários, repetindo time de outras disputas proporcionais. “Está acertada a vinda dos dois para coroar a chapa de vereadores”, mencionou. Carlos Ferreira estava na coligação do então prefeiturável pedetista em 2012. Ficou na segunda suplência e assumiu com a morte de Cosmo do Gás (PDT), em março. Pinheirinho, por sua vez, foi eleito em 2008 pelo DEM na coligação também escabeçada pelo então candidato democrata.

Ferreira decidiu que irá se desligar do PDT, mesmo correndo risco de a cúpula da agremiação pedir a cadeira legislativa na Justiça com base na Lei de Infidelidade Partidária – a executiva municipal já ameaçou entrar com a ação, após a efetivação da desfiliação. Desde a chegada no Legislativo, o parlamentar não tem falado a mesma língua da direção local. Quando a estadual estava prestes a definir o novo dirigente da sigla, ele afirmou que não gostaria que o diretório ficasse nas mãos do sindicalismo. Contudo, o sindicalista Sivaldo Pereira, o Espirro, se tornou comandante do PDT e já direcionou o barco para o lado governista.

Apesar da situação, segundo o vereador, há perspectiva de que a saída seja amigável. Ferreira frisou que vai procurar a executiva local nos próximos dias. “Espero que eles não criem obstáculos para a transferência. Realmente estou apalavrado com o Salles. Fui convidado e aceitei. É partido que tem bons nomes, tem mais a minha linha de pensamento e me adapto melhor ao projeto do PPS”, disse, ao adicionar que nunca foi convidado a ter participação no governo Carlos Grana (PT). “Eles possuem duas secretarias (Trabalho e Esportes) e uma diretoria (de Turismo). Não tenho nenhuma indicação.”

Pinheirinho afirmou que definiu pela mudança por não estar confortável diante da indecisão no PEN – ainda sem rumo de apoio na eleição –, além da estrutura prometida para a campanha. “Com o Salles, a gente sabe que a chapa estará toda formada, teremos jurídico e contador para nos auxiliar, além de entrar forte no jogo”, citou, ao acrescentar que espera angariar média de 3.000 votos nas urnas. Na última participação, ele obteve 1.547 sufrágios ao efetivar a empreitada faltando poucos dias para o pleito e não conseguiu renovar seu mandato. Em 2008, amealhou 2.675 votos.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;