Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em clima de guerra, Zé Dourado vence eleição em Diadema

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tucano derrota Cida Ferreira e vai presidir a Câmara; vereadores do PR mudam de lado e são hostilizados por militantes do PT no plenário


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

19/12/2014 | 07:00


Vereador e líder do governo em Diadema, José Dourado (PSDB) derrotou ontem Cida Ferreira (PMDB), por 12 votos a nove, e vai presidir a Câmara no biênio 2015-2016. A disputa que sacramentou a vitória do tucano foi marcada por clima de guerra, que reuniu seguidas trocas de farpas entre os vereadores e ambiente tenso entre militantes e correligionários de várias frentes partidárias, que lotaram a sede do Legislativo.

O conflito entre os parlamentares foi motivado pelas sucessivas mudanças de posicionamento do PR. O partido, que é aliado ao governo do prefeito Lauro Michels (PV), rachou durante as articulações das candidaturas. Luiz Paulo Salgado e Reinaldo Meira, que haviam fechado com os oposicionistas, mudaram seus votos e acompanharam os governistas.

A situação mais constrangedora foi proporcionada por Meira, o primeiro a trocar posicionamento da escolha. O republicano foi constantemente hostilizado e vaiado por militantes do PT, principal rival do governo verde. “Eu apenas troquei meu voto após o presidente do meu partido (José Carlos Gonçalves, secretário de Transportes) entregar o cargo por causa da minha decisão. Além de entender que o plano da chapa do Zé Dourado era melhor”, justificou ele, que chegou a ser alvo de moedas. Já Luiz Paulo, visivelmente nervoso, deixou o plenário sem conversar com a imprensa, deixando a entender que votou contrariado no tucano.

Entre os oposicionistas, os mais exaltados eram os vereadores do PSB – Vaguinho do Conselho e Célio Boi. Na tribuna, os socialistas esbravejaram contra os republicanos. “Podemos cair, mas vamos cair de pé. Vou sempre manter a honra que aprendi com meu pai”, vociferou Vaguinho.

Célio Boi, que chegou a ser candidato à presidência na oposição, mas cedeu lugar a Cida, endossou os ataques, condenando também o PRB. “Tínhamos projeto bom, mas muitos aqui não tiveram palavra de homem para manter seus combinados. Vou chamar a atenção de todos, principalmente do senhor Dário (Barbosa, presidente municipal do PRB) pela sua falta de compromisso comigo”. A legenda chegou a se declarar independente, mas depois tornou-se governista.

Derrotada, Cida Ferreira também teceu críticas à bancada do PR, enfatizando que “respeita apenas homens com ‘H’ maiúsculo”. Depois, parabenizando o tucano.

Vitorioso, Zé Dourado avaliou ter passado por um dos processos mais “desgastantes” de sua trajetória política. Considerou que vai focar seu mandato “buscando a composição entre a maioria”.
“A Casa será independente. Vou respeitar o prefeito. Essa conquista hoje (ontem) foi fundamental para o governo. Uma perda seria mostra de enfraquecimento”, pontuou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;