Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Reunião entre manifestantes e governo do ES termina sem acordo

Divulgação/Fotos Públicas  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Encontro entre grupo de mulheres de PMs e governo
terminou pouco depois da 1h; o motim entra no 7º dia



10/02/2017 | 01:46


Após dez horas e meia de reunião, terminou sem acordo a negociação entre um grupo de mulheres de policiais militares e o governo do Espírito Santo. Com isso, o motim de PMs no Estado vai entrar no sétimo dia. O encontro no Palácio Fonte Grande, em Vitória, terminou pouco depois da 1h desta sexta-feira (10).

A categoria reivindica 43% de reposição salarial. As representantes dos PMs sugeriram, na reunião, o parcelamento do reajuste - um aumento inicial de 15% e os demais 28% no prazo de 12 meses. Mas o governo ofereceu apenas uma possibilidade de reajuste a partir dos resultados de arrecadação do primeiro quadrimestre deste ano, sem apresentar porcentual.

Pouco antes do fim da reunião, duas representantes dos PMs abandonaram as negociações demonstrando revolta com a postura dos negociadores da gestão Paulo Hartung (que está licenciado por motivos de saúde). Elas chamaram o governador de "bandido".

Hartung afirmou na quarta-feira (8) que o motim era uma "chantagem" e comparou o ato com um sequestro, dizendo que aceitar as exigências "seria como pagar um resgate".

Os policiais militares estão paralisados desde sábado. Desde então, foram registrados no Espírito Santo 113 homicídios e uma onda de saques e roubos. As aulas foram suspensas e o transporte público opera precariamente.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;