Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Com novo papel, Arlindo assume interlocução de forma tímida e diminui desconforto na Câmara de Sto.André

Petista substitui Tiago Nogueira e minimiza tensão na articulação


Fábio Martins
Do Diário Grande ABC

12/11/2014 | 07:00


Com nova função de interação entre Executivo e Legislativo, o secretário de Governo de Santo André, Arlindo José de Lima (PT), assumiu articulação de maneira discreta e diminuiu ciumeira na Câmara. O sentimento era causado por Tiago Nogueira (PT), ex-detentor do posto e atual titular de Cultura, que tomou posse no cargo dia 29. Braço-direito do prefeito Carlos Grana (PT), Arlindo apareceu apenas uma vez na Casa desde que recebeu a incumbência, diferentemente de Tiago, que comparecia em quase todas as sessões.

Líder do PT no Legislativo, o vereador Eduardo Leite afirmou que a postura de Arlindo valoriza o papel das lideranças de governo, exercida por José de Araújo (PMDB), e da bancada. Segundo o parlamentar petista, a troca deu responsabilidade aos “cargos” escolhidos na Casa. “Sem dúvida fortalece a Câmara. Prestigia o nosso líder do governo e o líder do PT, que passam a ficar com participação de maior peso na defesa (em plenário) de projetos relevantes junto aos demais parlamentares”, alfinetou.

Eduardo negou, entretanto, incômodo com a atuação de Tiago. “Eu, particularmente, não me sentia desconfortável”, disse, ao complementar, por sua vez, que o estilo combativo do vereador licenciado impunha complicações na interlocução. “Por conta de seu perfil, tinha dificuldade no diálogo com a oposição”, sinalizou, ao amenizar, na sequência, o tom da fala. “Mas fez bom trabalho”. No primeiro ano de governo, em 2013, mais de 70 projetos do Executivo foram aprovados na Casa. No atual exercício, todas as propostas também tiveram crivo favorável.

Na administração Aidan Ravin (PSB), Tiago era considerado o principal integrante da bancada de oposição na Câmara. Araújo preferiu não entrar em embate com o ex-companheiro de Legislativo ao comentar que o hoje secretário de Cultura cumpriu missão dada pelo prefeito. Por outro lado, o peemedebista enalteceu as atribuições de Arlindo. “Ele tem experiência na administração e poderá contribuir bastante para o governo dentro da função.”

O vereador Luiz Zacarias (PTB) mencionou que “muitas vezes” Tiago expunha “posição radical”. Para o petebista, o ex-articulador em série de situações era “intransigente” por ter maioria na Casa. “Chegava a quase pegar na orelha de alguns vereadores, querendo votar um ou outro projeto na marra e exigia 100% do que foi acordado lá em cima (no Paço)”, criticou.

Entretanto, a postura mais tímida de Arlindo também é encarada, nos bastidores, como ponto negativo, deixando de dar ‘holofote’ às propostas do Paço.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com novo papel, Arlindo assume interlocução de forma tímida e diminui desconforto na Câmara de Sto.André

Petista substitui Tiago Nogueira e minimiza tensão na articulação

Fábio Martins
Do Diário Grande ABC

12/11/2014 | 07:00


Com nova função de interação entre Executivo e Legislativo, o secretário de Governo de Santo André, Arlindo José de Lima (PT), assumiu articulação de maneira discreta e diminuiu ciumeira na Câmara. O sentimento era causado por Tiago Nogueira (PT), ex-detentor do posto e atual titular de Cultura, que tomou posse no cargo dia 29. Braço-direito do prefeito Carlos Grana (PT), Arlindo apareceu apenas uma vez na Casa desde que recebeu a incumbência, diferentemente de Tiago, que comparecia em quase todas as sessões.

Líder do PT no Legislativo, o vereador Eduardo Leite afirmou que a postura de Arlindo valoriza o papel das lideranças de governo, exercida por José de Araújo (PMDB), e da bancada. Segundo o parlamentar petista, a troca deu responsabilidade aos “cargos” escolhidos na Casa. “Sem dúvida fortalece a Câmara. Prestigia o nosso líder do governo e o líder do PT, que passam a ficar com participação de maior peso na defesa (em plenário) de projetos relevantes junto aos demais parlamentares”, alfinetou.

Eduardo negou, entretanto, incômodo com a atuação de Tiago. “Eu, particularmente, não me sentia desconfortável”, disse, ao complementar, por sua vez, que o estilo combativo do vereador licenciado impunha complicações na interlocução. “Por conta de seu perfil, tinha dificuldade no diálogo com a oposição”, sinalizou, ao amenizar, na sequência, o tom da fala. “Mas fez bom trabalho”. No primeiro ano de governo, em 2013, mais de 70 projetos do Executivo foram aprovados na Casa. No atual exercício, todas as propostas também tiveram crivo favorável.

Na administração Aidan Ravin (PSB), Tiago era considerado o principal integrante da bancada de oposição na Câmara. Araújo preferiu não entrar em embate com o ex-companheiro de Legislativo ao comentar que o hoje secretário de Cultura cumpriu missão dada pelo prefeito. Por outro lado, o peemedebista enalteceu as atribuições de Arlindo. “Ele tem experiência na administração e poderá contribuir bastante para o governo dentro da função.”

O vereador Luiz Zacarias (PTB) mencionou que “muitas vezes” Tiago expunha “posição radical”. Para o petebista, o ex-articulador em série de situações era “intransigente” por ter maioria na Casa. “Chegava a quase pegar na orelha de alguns vereadores, querendo votar um ou outro projeto na marra e exigia 100% do que foi acordado lá em cima (no Paço)”, criticou.

Entretanto, a postura mais tímida de Arlindo também é encarada, nos bastidores, como ponto negativo, deixando de dar ‘holofote’ às propostas do Paço.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;