Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Buscando a si mesma


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

01/10/2010 | 07:03


A busca pelo autoconhecimento e pela redescoberta da alegria de viver são os tópicos abordados pelo filme Comer Rezar Amar, que chega hoje ao cinema do Brasil e com três cópias em salas do Grande ABC. Baseado no best-seller homônimo autobiográfico da norte-americana Elizabeth Gilbert, o longa aposta em uma história real e no carisma de sua protagonista para demonstrar o valor das pequenas aventuras que temos em nossas vidas.

Na tela, acompanhamos a escritora Liz Gilbert (Julia Roberts), que passa por momento delicado em sua vida quando percebe a vida que sempre sonhou como mulher moderna - com um bom marido, uma bela casa e um ótimo emprego - não está lhe trazendo a felicidade que imaginou ter. O fim de seu relacionamento faz com que jogue tudo para o alto e decida tirar um tempo para si mesma.

Ela inicia viagem que irá levá-la para a Itália, para resgatar o prazer de um bom prato gastronômico, para a Índia, ponto essencial para seu renascimento espiritual, e chegando até Bali, na busca do verdadeiro sentido do amor.

Com Comer Rezar Amar, Julia Roberts volta à produções destinadas ao público feminino e que tanto lhe deram fama, dinheiro e prestígio em Hollywood. A simpatia da protagonista ainda se mostra forte e parece ganhar ainda mais força com a presença de belos cenários filmados, por exemplo, na cidade de Roma, capital italiana, e na exótica Indonésia.

Outra estrela cinematográfica do filme é o ator espanhol Javier Bardem. Ganhando cada vez mais espaço nos Estados Unidos, ele vive o brasileiro Felipe, com um estranho sotaque quando falas algumas palavras em português.

Os acontecimentos relatados no livro servem apenas como base para a trajetória de Liz, sendo que alguns leitores podem estranhar algumas mudanças. Mas nada que deixe de lado a ideia central de autoconhecimento. Em alguns casos, as diferenças rendem interessantes curiosidades, como o fato de que na passagem da escritora pela Itália, ela se uniu a torcedores do Lazio. No filme, Roberts se vê em meio a um grupo fanático da Roma, grande rival do time de futebol original descrito no livro.

O diretor Ryan Murphy (responsável por episódios das séries Glee e Nip/Tuck) não tenta criar nenhum clássico moderno e faz uma simples mistura de drama, comédia e romance norteada pelos três verbos que esquecemos em tantos momentos de nossas vidas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Buscando a si mesma

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

01/10/2010 | 07:03


A busca pelo autoconhecimento e pela redescoberta da alegria de viver são os tópicos abordados pelo filme Comer Rezar Amar, que chega hoje ao cinema do Brasil e com três cópias em salas do Grande ABC. Baseado no best-seller homônimo autobiográfico da norte-americana Elizabeth Gilbert, o longa aposta em uma história real e no carisma de sua protagonista para demonstrar o valor das pequenas aventuras que temos em nossas vidas.

Na tela, acompanhamos a escritora Liz Gilbert (Julia Roberts), que passa por momento delicado em sua vida quando percebe a vida que sempre sonhou como mulher moderna - com um bom marido, uma bela casa e um ótimo emprego - não está lhe trazendo a felicidade que imaginou ter. O fim de seu relacionamento faz com que jogue tudo para o alto e decida tirar um tempo para si mesma.

Ela inicia viagem que irá levá-la para a Itália, para resgatar o prazer de um bom prato gastronômico, para a Índia, ponto essencial para seu renascimento espiritual, e chegando até Bali, na busca do verdadeiro sentido do amor.

Com Comer Rezar Amar, Julia Roberts volta à produções destinadas ao público feminino e que tanto lhe deram fama, dinheiro e prestígio em Hollywood. A simpatia da protagonista ainda se mostra forte e parece ganhar ainda mais força com a presença de belos cenários filmados, por exemplo, na cidade de Roma, capital italiana, e na exótica Indonésia.

Outra estrela cinematográfica do filme é o ator espanhol Javier Bardem. Ganhando cada vez mais espaço nos Estados Unidos, ele vive o brasileiro Felipe, com um estranho sotaque quando falas algumas palavras em português.

Os acontecimentos relatados no livro servem apenas como base para a trajetória de Liz, sendo que alguns leitores podem estranhar algumas mudanças. Mas nada que deixe de lado a ideia central de autoconhecimento. Em alguns casos, as diferenças rendem interessantes curiosidades, como o fato de que na passagem da escritora pela Itália, ela se uniu a torcedores do Lazio. No filme, Roberts se vê em meio a um grupo fanático da Roma, grande rival do time de futebol original descrito no livro.

O diretor Ryan Murphy (responsável por episódios das séries Glee e Nip/Tuck) não tenta criar nenhum clássico moderno e faz uma simples mistura de drama, comédia e romance norteada pelos três verbos que esquecemos em tantos momentos de nossas vidas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;