Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Anatel espera pelo menos dois interessados no leilao


Do Diário do Grande ABC

26/08/1999 | 19:36


A Agência Nacional de Telecomunicaçoes (Anatel) acredita que poderá haver pelo menos dois interessados na quarta tentativa de venda da empresa-espelho da Tele Centro Sul, que opera nas regioes Sul e Centro-Oeste, além do Tocantins, Acre e Rondônia. Segundo o vice-presidente da Anatel, Luiz Francisco Perrone, nao há mais problemas jurídicos que impeçam a realizaçao do leilao, marcado para nesta sexta-feira, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ).

O último entrave à realizaçao da licitaçao foi eliminado nesta quinta-feira, depois de o juiz da 7ª Vara Federal de Brasília, Novelli Vilanova decidir que o leilao poderá ocorrer, desde que a área de concessao nao seja fatiada. O mesmo juiz havia concedido uma liminar impedindo a realizaçao do leilao, a pedido da Tele Centro Sul. A empresa temia que a área fosse dividida em micro-regioes, que seriam exploradas por diferentes empresas.

A Anatel chegou a considerar a hipótese de fatiar a área. Em julho desistiu da idéia, depois de receber manifestaçoes de 10 empresas interessadas em operar em toda a regiao. Fontes do mercado de telecomunicaçoes dao como certa a presença de um consórcio liderado pela operadora Bell Canada, que já opera a banda B da telefonia celular na regiao, e a Splice, que opera a banda A.

A Anatel manteve a exigência da presença de uma operadora de telefonia no consórcio, mas os parâmetros foram reduzidos. A empresa precisa provar que opera pelo menos 100 mil terminais telefônicos e nao mais 500 mil como ocorreu nas licitaçoes anteriores. Nao haverá preço mínimo. Ganhará a leilao quem apresentar a melhor pontuaçao em uma relaçao que inclui a combinaçao de proposta técnica (com peso de 70%) e proposta de preço (peso de 30%).

Terá vantagem quem propor instalar o maior número de telefones, em mais cidades e pelo menor preço. Caso a diferença de pontuaçao entre dois ou mais concorrentes fique inferior a 25%, poderao ser reformuladas as propostas técnica e de preço, até que apenas uma empresa se mantenha na disputa. Depois de estabelecido o vencedor e os demais colocados, a Anatel irá analisar a documentaçao do vencedor.

Segundo executivos do setor, a regiao nao tem a demanda reprimida dos 16 Estados da Telemar, nem a força econômica de Sao Paulo. Além disso, os investimentos para instalaçao da rede na regiao, que sao estimados em US$ 1 bilhao, sao considerados bastante elevados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anatel espera pelo menos dois interessados no leilao

Do Diário do Grande ABC

26/08/1999 | 19:36


A Agência Nacional de Telecomunicaçoes (Anatel) acredita que poderá haver pelo menos dois interessados na quarta tentativa de venda da empresa-espelho da Tele Centro Sul, que opera nas regioes Sul e Centro-Oeste, além do Tocantins, Acre e Rondônia. Segundo o vice-presidente da Anatel, Luiz Francisco Perrone, nao há mais problemas jurídicos que impeçam a realizaçao do leilao, marcado para nesta sexta-feira, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ).

O último entrave à realizaçao da licitaçao foi eliminado nesta quinta-feira, depois de o juiz da 7ª Vara Federal de Brasília, Novelli Vilanova decidir que o leilao poderá ocorrer, desde que a área de concessao nao seja fatiada. O mesmo juiz havia concedido uma liminar impedindo a realizaçao do leilao, a pedido da Tele Centro Sul. A empresa temia que a área fosse dividida em micro-regioes, que seriam exploradas por diferentes empresas.

A Anatel chegou a considerar a hipótese de fatiar a área. Em julho desistiu da idéia, depois de receber manifestaçoes de 10 empresas interessadas em operar em toda a regiao. Fontes do mercado de telecomunicaçoes dao como certa a presença de um consórcio liderado pela operadora Bell Canada, que já opera a banda B da telefonia celular na regiao, e a Splice, que opera a banda A.

A Anatel manteve a exigência da presença de uma operadora de telefonia no consórcio, mas os parâmetros foram reduzidos. A empresa precisa provar que opera pelo menos 100 mil terminais telefônicos e nao mais 500 mil como ocorreu nas licitaçoes anteriores. Nao haverá preço mínimo. Ganhará a leilao quem apresentar a melhor pontuaçao em uma relaçao que inclui a combinaçao de proposta técnica (com peso de 70%) e proposta de preço (peso de 30%).

Terá vantagem quem propor instalar o maior número de telefones, em mais cidades e pelo menor preço. Caso a diferença de pontuaçao entre dois ou mais concorrentes fique inferior a 25%, poderao ser reformuladas as propostas técnica e de preço, até que apenas uma empresa se mantenha na disputa. Depois de estabelecido o vencedor e os demais colocados, a Anatel irá analisar a documentaçao do vencedor.

Segundo executivos do setor, a regiao nao tem a demanda reprimida dos 16 Estados da Telemar, nem a força econômica de Sao Paulo. Além disso, os investimentos para instalaçao da rede na regiao, que sao estimados em US$ 1 bilhao, sao considerados bastante elevados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;