Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Metade dos consumidores pede comprovante fiscal


Pedro Souza / Do Diário do Grande ABC

31/10/2010 | 07:10


Quase metade dos brasileiros pedem nota fiscal na hora de fazer suas compras. Esta é a constatação de pesquisa realizada pela GfK. Entre as 1.000 pessoas entrevistadas nas regiões metropolitanas do País, 46% afirmaram que sempre pedem o documento.

O cupom fiscal é a comprovação de que o estabelecimento comercial paga devidamente todos os tributos sobre o produto que vende.

"É questão de cidadania pedir a nota, mas não é da cultura do consumidor brasileiro", avaliou o presidente do Sesconapi/Grande ABC (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas da região), José Cardoso da Silva.

O comprador, com comprovante fiscal em mãos, fica protegido contra cobranças indevidas posteriores ao pagamento de serviços e produtos que adquiriu.

Como arquivos, os cupons fiscais auxiliam o cliente na produção do orçamento familiar. As provas dos gastos estão ali.

BÔNUS
No Estado de São Paulo, os documentos fiscais geram crédito. Mediante a cadastro, o contribuinte paulista recebe percentual dos impostos indiretos contidos em suas aquisições.

Quem pede a Nota Fiscal Paulista também concorre a prêmios em dinheiro. A cada R$ 100 em compras comprovadas pelo documento, o consumidor ganha um cupom. Assim, concorre a premiações que variam entre R$ 10 e R$ 50 mil.

RESULTADOS
De acordo com a pesquisa da GfK, 9% dos consumidores nunca pedem o comprovante fiscal. Outros 6% não têm costume de exigir o documento e 19% requerem algumas vezes.

IDADE
A pesquisa revela que, em geral, as pessoas mais velhas, geralmente aposentados, são os mais acostumados a pedir o comprovante fiscal de suas compras.

Dentro do universo do levantamento, 69% dos entrevistados com mais de 45 anos sempre, ou na maioria das vezes, pedem nota. No recorte entre 18 anos e 24 anos, o percentual cai para 60%.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Metade dos consumidores pede comprovante fiscal

Pedro Souza / Do Diário do Grande ABC

31/10/2010 | 07:10


Quase metade dos brasileiros pedem nota fiscal na hora de fazer suas compras. Esta é a constatação de pesquisa realizada pela GfK. Entre as 1.000 pessoas entrevistadas nas regiões metropolitanas do País, 46% afirmaram que sempre pedem o documento.

O cupom fiscal é a comprovação de que o estabelecimento comercial paga devidamente todos os tributos sobre o produto que vende.

"É questão de cidadania pedir a nota, mas não é da cultura do consumidor brasileiro", avaliou o presidente do Sesconapi/Grande ABC (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas da região), José Cardoso da Silva.

O comprador, com comprovante fiscal em mãos, fica protegido contra cobranças indevidas posteriores ao pagamento de serviços e produtos que adquiriu.

Como arquivos, os cupons fiscais auxiliam o cliente na produção do orçamento familiar. As provas dos gastos estão ali.

BÔNUS
No Estado de São Paulo, os documentos fiscais geram crédito. Mediante a cadastro, o contribuinte paulista recebe percentual dos impostos indiretos contidos em suas aquisições.

Quem pede a Nota Fiscal Paulista também concorre a prêmios em dinheiro. A cada R$ 100 em compras comprovadas pelo documento, o consumidor ganha um cupom. Assim, concorre a premiações que variam entre R$ 10 e R$ 50 mil.

RESULTADOS
De acordo com a pesquisa da GfK, 9% dos consumidores nunca pedem o comprovante fiscal. Outros 6% não têm costume de exigir o documento e 19% requerem algumas vezes.

IDADE
A pesquisa revela que, em geral, as pessoas mais velhas, geralmente aposentados, são os mais acostumados a pedir o comprovante fiscal de suas compras.

Dentro do universo do levantamento, 69% dos entrevistados com mais de 45 anos sempre, ou na maioria das vezes, pedem nota. No recorte entre 18 anos e 24 anos, o percentual cai para 60%.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;