Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Homem é morto a tiros após prestar depoimento em delegacia


Yara Feraz
Do Diário do Grande ABC

15/12/2014 | 07:00


O ajudante Erik Leandro Silva Pereira, 24 anos, foi morto a tiros por volta das 19h do sábado em São Bernardo, no bairro Assunção. Ele tinha acabado de prestar esclarecimentos à polícia sobre um possível envolvimento no incêndio de guaritas de seguranças particulares no Jardim Calux.

Segundo informações da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Estado, Erik foi levado até o 3º DP (Assunção) por policiais militares após denúncia anônima, que o acusava de cometer um homicídio em 2013, além da participação nos incêndios.

Nada de ilícito foi constatado pelos agentes, porém, na revista pessoal, havia várias queimaduras pelo corpo do ajudante. Ele alegou que as escoriações eram por causa de uma emboscada, onde ele foi agredido e queimado.

Na delegacia, ele afirmou que não tinha relação com o caso, mas que conhecia uma das vítimas e que chegou a denunciar os responsáveis pelo crime na época.

Após ser liberado pelas autoridades policiais, ele aguardava a abertura do semáforo para pedestres, com mais duas pessoas na esquina da Avenida João Firmino com o acesso para a Via Anchieta. Um homem dirigindo uma Blazer preta efetuou os disparos. Erik morreu na hora e um dos acompanhantes ficou ferido.

O crime está sendo investigado pelo setor de homicídios da Delegacia Seccional de São Bernardo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Homem é morto a tiros após prestar depoimento em delegacia

Yara Feraz
Do Diário do Grande ABC

15/12/2014 | 07:00


O ajudante Erik Leandro Silva Pereira, 24 anos, foi morto a tiros por volta das 19h do sábado em São Bernardo, no bairro Assunção. Ele tinha acabado de prestar esclarecimentos à polícia sobre um possível envolvimento no incêndio de guaritas de seguranças particulares no Jardim Calux.

Segundo informações da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Estado, Erik foi levado até o 3º DP (Assunção) por policiais militares após denúncia anônima, que o acusava de cometer um homicídio em 2013, além da participação nos incêndios.

Nada de ilícito foi constatado pelos agentes, porém, na revista pessoal, havia várias queimaduras pelo corpo do ajudante. Ele alegou que as escoriações eram por causa de uma emboscada, onde ele foi agredido e queimado.

Na delegacia, ele afirmou que não tinha relação com o caso, mas que conhecia uma das vítimas e que chegou a denunciar os responsáveis pelo crime na época.

Após ser liberado pelas autoridades policiais, ele aguardava a abertura do semáforo para pedestres, com mais duas pessoas na esquina da Avenida João Firmino com o acesso para a Via Anchieta. Um homem dirigindo uma Blazer preta efetuou os disparos. Erik morreu na hora e um dos acompanhantes ficou ferido.

O crime está sendo investigado pelo setor de homicídios da Delegacia Seccional de São Bernardo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;