Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Poesia do leitor: Antonio Rogério Cazzali


da Redação

25/02/2018 | 07:00


 EU TE AMO

‘Eu te amo’ não é coisa
que se diga de cara,
de repente.
‘Eu te amo’ é coisa
pra se dizer ao final
de uma vida a dois,
quando já se
exaurirem as forças.
‘Eu te amo’ não deve
ser declaração, mas
constatação de que
ao lado daquela 
pessoa se foi feliz.
Contudo, uma vez
percebido que
se amou,
magicamente
o verbo ‘amar’
passa a ser
conjugado apenas
no presente,
para todo o sempre,
amém.

UMA MISTURAIADA
Sou uma soma dum monte de coisas.
Um pouquinho de areia que veio no chinelo.
Um sorriso de alguém que vi na rua.
Um pouco de você molhada e que secou em mim.
Uma recordação de um perfume.
Uma fotografia em preto e branco.
Um afago de pai.
Um chá de mãe.
Uma gargalhada de amigo.
Uma bola dente de leite.
Um time de botão.
Um quase sim.
Um quase não.
Um irmão.
Uma música.
Um solo de gaita.
Um sol ardido.
Um banho de chuva.
Sou assim, uma misturaiada,
casa caiada respingada de barro,
troncos de jangada loucos para
a corda se quebrar. O que eu
quero mesmo é me misturar
docemente no salgado desse mar.

COISINHAS
Coisinhas
Meus vasinhos,
meus vizinhos,
um cão que vem 
de vez em quando.
A chuva que cai à noite
enquanto tomo café
com leite.
Bolo quente à tarde,
água mineral com 
folhas de hortelã.
Enfim... enquanto costuro
os furos nas meias,
pensando em tudo isso,
nesses pequenos detalhes,
é que percebo
o quanto já sou feliz
no meu silêncio.

O AUTOR: Antonio Rogério Cazzali, 54 anos, é de Santo André

* Tem alguma poesia que deseja mostrar? Mande para a gente no e-mail cultura@dgabc.com.br. Ela poderá ser publicada aqui.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Poesia do leitor: Antonio Rogério Cazzali

da Redação

25/02/2018 | 07:00


 EU TE AMO

‘Eu te amo’ não é coisa
que se diga de cara,
de repente.
‘Eu te amo’ é coisa
pra se dizer ao final
de uma vida a dois,
quando já se
exaurirem as forças.
‘Eu te amo’ não deve
ser declaração, mas
constatação de que
ao lado daquela 
pessoa se foi feliz.
Contudo, uma vez
percebido que
se amou,
magicamente
o verbo ‘amar’
passa a ser
conjugado apenas
no presente,
para todo o sempre,
amém.

UMA MISTURAIADA
Sou uma soma dum monte de coisas.
Um pouquinho de areia que veio no chinelo.
Um sorriso de alguém que vi na rua.
Um pouco de você molhada e que secou em mim.
Uma recordação de um perfume.
Uma fotografia em preto e branco.
Um afago de pai.
Um chá de mãe.
Uma gargalhada de amigo.
Uma bola dente de leite.
Um time de botão.
Um quase sim.
Um quase não.
Um irmão.
Uma música.
Um solo de gaita.
Um sol ardido.
Um banho de chuva.
Sou assim, uma misturaiada,
casa caiada respingada de barro,
troncos de jangada loucos para
a corda se quebrar. O que eu
quero mesmo é me misturar
docemente no salgado desse mar.

COISINHAS
Coisinhas
Meus vasinhos,
meus vizinhos,
um cão que vem 
de vez em quando.
A chuva que cai à noite
enquanto tomo café
com leite.
Bolo quente à tarde,
água mineral com 
folhas de hortelã.
Enfim... enquanto costuro
os furos nas meias,
pensando em tudo isso,
nesses pequenos detalhes,
é que percebo
o quanto já sou feliz
no meu silêncio.

O AUTOR: Antonio Rogério Cazzali, 54 anos, é de Santo André

* Tem alguma poesia que deseja mostrar? Mande para a gente no e-mail cultura@dgabc.com.br. Ela poderá ser publicada aqui.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;