Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ex-presidente do PSB irá questionar despesas de Ailton Lima

Gastos com inauguração da sede do diretório municipal, no bairro Jardim, vão nortear ação


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

05/09/2020 | 00:01


Ex-presidente do PSB de Santo André, Donay Neto irá questionar por vias jurídicas os valores despendidos até agora na pré-campanha do postulante a prefeito e correligionário Ailton Lima, apontando novamente o racha de parte da sigla. A ação proposta pelo ex-dirigente, que tem intenção de provocar prévias internas, vai envolver, principalmente, os gastos em torno da inauguração da sede do diretório municipal da legenda em imóvel, de grande porte, situado no bairro Jardim.

Antecessor de Ailton no comando da agremiação, Donay relatou que tem levantando documentos que possam materializar, na representação, o volume atípico de gastos na pré-campanha do PSB, em especial num período de pandemia. “Isso tudo vem sendo analisado por corpo jurídico, considerando questionamento administrativo e judicial, que integra custo, origem e quem está financiando. A inauguração da sede destoa completamente com o histórico (eleitoral) do partido. Queremos entender de onde saíram esses recursos. Ele não tem prestado contas, economicamente falando. É do fundo partidário? Isso precisa de lisura, transparência.”

Ailton sustentou que o espaço da nova sede é alugado. O contrato, segundo ele, tem vigência até 31 de dezembro, portanto, de cinco meses, e custará R$ 50 mil no total. “O custeio se deu pela nacional do partido no sentido da montagem da sede do diretório. Estávamos sem casa. Anteriormente, mal conseguíamos documentação. Isso está oficializado, tenho tudo documentado. Se precisar, eu mostro com tranquilidade. Creio até que isso (questionamento) já daria aprovação, coroando nossas ações de que mesmo com pouco recurso é possível fazer bem feito, porque não existe qualquer desvio.”

O pré-prefeiturável sustentou ainda que deve fazer empreitada modesta do ponto de vista financeiro. Apesar do suporte da cúpula paulista, ele alegou que está ciente que a Capital, com o próprio presidente estadual da sigla, Márcio França, no páreo, é prioridade no Estado e que deve receber a maior fatia do montante do fundo eleitoral. Disse que sequer teve repasse até agora. “Não me preocupei com isso. Considero natural, até mesmo pelo tamanho e pelo que representa ao País, São Paulo ter mais peso, mas estamos habituados a fazer com muito pouco (dinheiro), desde 2004 (a vereador). Em 2016 (a prefeito), pelo SD, foram quase 50 mil votos e não tive recursos do partido (foram R$ 103,2 mil de receita)."

Postura de Donay Neto faz estadual indicar aclamação

Com a repercussão das declarações do ex-presidente do PSB Donay Neto de que usará o estatuto para solicitar disputa interna contra o ex-vereador Ailton Lima, conforme antecipado pelo Diário, o presidente paulista da sigla, Márcio França, se posicionou e emitiu comunicado manifestando adesão incondicional ao lançamento da pré-candidatura de Ailton a prefeito. Na tentativa de evitar eventual tumulto na data da convenção partidária - ainda sem agenda concreta -, o mandatário orientou que, no evento municipal, “seu nome seja aprovado por aclamação”. Ou seja, apenas para referendar a decisão.

O documento é datado de quinta-feira. “Diante de manifestações inapropriadas acontecidas no município (…), salientamos que não existe previsão no estatuto para a realização de prévias, razão pela qual a posição final do partido será conhecida no momento da realização da convenção municipal”, diz França, em um dos trechos do texto. “Em caso de insistência de algum filiado do PSB em atrapalhar as decisões do interesse da maioria, orientamos que seja representado, primeiramente o órgão municipal e, em seguida, comunicado o órgão estadual, para que sejam adotadas as devidas providências no sentido de resguardar as decisões internas.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;