Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Condutor bêbado dirige na contramão e acaba preso

Jovem de 23 anos foi liberado após pagar R$ 622 de fiança


Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

10/01/2012 | 07:00


O vendedor Gabriel Rodrigues Valério, 23 anos, foi detido em flagrante por volta das 3h de domingo, após apresentar embriaguez ao volante e ser perseguido por cerca de três quilômetros, do Centro ao bairro Campestre, em Santo André. Imprudente, chegou a dirigir por dez quarteirões na contramão na Rua Marina para tentar fugir da Polícia Militar. O caso foi registrado no 2º DP (Utinga) e o motorista acabou liberado após o pagamento de R$ 622 de fiança.

Os policiais faziam ronda durante a madrugada na Avenida Industrial quando perceberam que o Celta preto de Valério seguia em alta velocidade. A viatura passou a perseguí-lo e chegou a ligar a sirene, mas o vendedor não se conteve e entrou em sentido contrário na Rua Marina. Felizmente nenhum acidente foi registrado por conta da atitude do motorista. A perseguição só acabou no cruzamento entre as ruas Jequitibás e Jaguará, quando ele foi interceptado.

Acompanhado da namorada de 21 anos, o jovem desceu do carro completamente alterado, dizendo que "não era vagabundo". Acalmado, Valério se deixou ser revistado, mas ao ser avisado de que seria detido por dirigir bêbado e desobediência, perdeu a cabeça: quebrou o próprio celular e o da acompanhante e passou a ofender os policiais.

Foi colocado no banco de trás da viatura, mas passou a tentar quebrá-la, dando socos no teto e chutes nos bancos, segundo a polícia. Precisou ser algemado. O carro, que pertence à irmã de Valério, só foi liberado após a chegada dos familiares ao local.

Na delegacia, exame feito pelo Instituto Médico-Legal constatou que Valério estava alcoolizado. Aos policiais, sua namorada, que mora em São Bernardo, disse que os dois tinham passado a noite juntos em alguns barzinhos e baladas e que voltavam para a casa do rapaz, na Vila Gilda, onde iriam dormir. O barulho das sirenes o teria assustado. Agora ele aguardará julgamento em liberdade, mas sem a carteira de motorista, perdida de acordo com a nova regulamentação do Código Brasileiro de Trânsito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Condutor bêbado dirige na contramão e acaba preso

Jovem de 23 anos foi liberado após pagar R$ 622 de fiança

Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

10/01/2012 | 07:00


O vendedor Gabriel Rodrigues Valério, 23 anos, foi detido em flagrante por volta das 3h de domingo, após apresentar embriaguez ao volante e ser perseguido por cerca de três quilômetros, do Centro ao bairro Campestre, em Santo André. Imprudente, chegou a dirigir por dez quarteirões na contramão na Rua Marina para tentar fugir da Polícia Militar. O caso foi registrado no 2º DP (Utinga) e o motorista acabou liberado após o pagamento de R$ 622 de fiança.

Os policiais faziam ronda durante a madrugada na Avenida Industrial quando perceberam que o Celta preto de Valério seguia em alta velocidade. A viatura passou a perseguí-lo e chegou a ligar a sirene, mas o vendedor não se conteve e entrou em sentido contrário na Rua Marina. Felizmente nenhum acidente foi registrado por conta da atitude do motorista. A perseguição só acabou no cruzamento entre as ruas Jequitibás e Jaguará, quando ele foi interceptado.

Acompanhado da namorada de 21 anos, o jovem desceu do carro completamente alterado, dizendo que "não era vagabundo". Acalmado, Valério se deixou ser revistado, mas ao ser avisado de que seria detido por dirigir bêbado e desobediência, perdeu a cabeça: quebrou o próprio celular e o da acompanhante e passou a ofender os policiais.

Foi colocado no banco de trás da viatura, mas passou a tentar quebrá-la, dando socos no teto e chutes nos bancos, segundo a polícia. Precisou ser algemado. O carro, que pertence à irmã de Valério, só foi liberado após a chegada dos familiares ao local.

Na delegacia, exame feito pelo Instituto Médico-Legal constatou que Valério estava alcoolizado. Aos policiais, sua namorada, que mora em São Bernardo, disse que os dois tinham passado a noite juntos em alguns barzinhos e baladas e que voltavam para a casa do rapaz, na Vila Gilda, onde iriam dormir. O barulho das sirenes o teria assustado. Agora ele aguardará julgamento em liberdade, mas sem a carteira de motorista, perdida de acordo com a nova regulamentação do Código Brasileiro de Trânsito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;