Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo chega aos dez anos com planos ambiciosos

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Único representante da região na elite do Estadual,
São Bernardo pensa grande para a temporada 2015


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

20/12/2014 | 07:00


O São Bernardo FC completa hoje dez anos de fundação. O caçula do Grande ABC galgou espaço ano a ano e hoje celebra – mesmo que moderadamente – o fato de ser o único representante da região na elite do futebol paulista. Com quatro acessos, dois títulos e duas participações na Copa do Brasil nesta primeira década de vida, o Tigre afia as garras e pensa grande para a temporada 2015.

Algumas estrofes do hino parecem ganhar eco na confiante fala do presidente Luiz Fernando Teixeira. Diz a letra que o clube “nasceu para jogar e crescer, enfrentar o adversário sem nada a temer” e que “atravessando fronteiras, superando barreiras, sua meta é vencer ou vencer”. E é exatamente isso que o mandatário prega, comprometendo-se a terminar o próximo ano celebrando mais um acesso, este inédito.

“Deus é brasileiro e torce para o São Bernardo. Creio que neste ano de 2015 vamos chegar ao Brasileiro. E vamos chegar e passar. Pode me cobrar. O dia que disputar a Série D, vou subir. Disputar é para os fracos”, afirmou o mandatário, que assumiu o clube em 2009, profissionalizando-o.

Para alcançar tão ambiciosa meta, a diretoria vem reforçando e qualificando o grupo. Por ora, o principal nome foi o zagueiro Alex Silva, ex-Seleção Brasileira, São Paulo, Flamengo e Cruzeiro. Outros já foram apresentados e alguns estão por vir, motivos pelos quais o dirigente descartou realizar uma festa de aniversário.

“Discutimos se perderíamos tempo e gastaríamos dinheiro fazendo uma festa de dez anos, ou se concentraríamos todos os esforços e grana para poder fazer a diferença em 2015. Foi isto o que fizemos”, contou ele.

Pela quarta vez em cinco anos, o Tigre integrará o seleto grupo de 20 clubes que participam do Paulistão, o estadual mais forte e equilibrado do País. E o dirigente lembrou que, lamentavelmente, a equipe será a única da região, afinal os vizinhos e tradicionais Santo André e São Caetano, além do recém-profissionalizado Água Santa, estarão todos na Série A-2 estadual.

“De forma muito humilde, somos o único representante do Grande ABC na elite do Campeonato Paulista. Não vejo isso com alegria, mas com tristeza. Até porque sou presidente do meu time e irmão dos dirigentes dos demais. Sempre tive boa relação com todos, muito especial. Mas hoje temos essa exclusividade de representar a região”, comentou o dirigente.

Quatro acessos e dois títulos em uma década de história

Nascido em 20 de dezembro de 2004 em projeto encabeçado pelo presidente de honra Edinho Montemor, pouco tempo depois o São Bernardo FC confirmou participação no Paulista da Segunda Divisão (equivalente à quarta). Em abril, o primeiro jogo oficial ocorreu contra a AD Guarujá, no 1º de Maio, e terminou em 1 a 1. Porém, pouco a pouco o Tigre cresceu, terminou o torneio na terceira posição e conquistou seu primeiro acesso na história.

Entre 2006 e 2008, a equipe, já um degrau acima (na Série A-3), buscou seguir sua trajetória vitoriosa. Nos dois primeiros anos, não conseguiu, mas em sua terceira tentativa, chegou até a final e, apesar do vice, celebrou outro acesso.

Em 2009, Luiz Fernando Teixeira assumiu a presidência, profissionalizou o clube e, por pouco, não o subiu à elite estadual. Na verdade, o sonho fora adiado por uma temporada, quando em 2010 fez história e colocou a cidade pela primeira vez na divisão de elite.

Em 2011, veio o rebaixamento no Paulistão, mas em 2012 o Tigre voltou com tudo e, empurrado pela torcida – quinta maior, em média, no Estado –, alcançou o primeiro título: a Série A-2, que lhe deu vaga na Copa do Brasil. Em 2013, além da permanência na elite e a classificação à segunda fase do torneio nacional, terminou o ano coroado com o título da Copa Paulista e novamente a possibilidade de ir à Copa do Brasil.

A temporada 2014 teve a melhor campanha do Tigre no Paulistão, disputando vaga na segunda fase até a última rodada e fazendo história ao vencer o Corinthians no Pacaembu. E com todo este histórico, o que esperar de 2015?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo chega aos dez anos com planos ambiciosos

Único representante da região na elite do Estadual,
São Bernardo pensa grande para a temporada 2015

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

20/12/2014 | 07:00


O São Bernardo FC completa hoje dez anos de fundação. O caçula do Grande ABC galgou espaço ano a ano e hoje celebra – mesmo que moderadamente – o fato de ser o único representante da região na elite do futebol paulista. Com quatro acessos, dois títulos e duas participações na Copa do Brasil nesta primeira década de vida, o Tigre afia as garras e pensa grande para a temporada 2015.

Algumas estrofes do hino parecem ganhar eco na confiante fala do presidente Luiz Fernando Teixeira. Diz a letra que o clube “nasceu para jogar e crescer, enfrentar o adversário sem nada a temer” e que “atravessando fronteiras, superando barreiras, sua meta é vencer ou vencer”. E é exatamente isso que o mandatário prega, comprometendo-se a terminar o próximo ano celebrando mais um acesso, este inédito.

“Deus é brasileiro e torce para o São Bernardo. Creio que neste ano de 2015 vamos chegar ao Brasileiro. E vamos chegar e passar. Pode me cobrar. O dia que disputar a Série D, vou subir. Disputar é para os fracos”, afirmou o mandatário, que assumiu o clube em 2009, profissionalizando-o.

Para alcançar tão ambiciosa meta, a diretoria vem reforçando e qualificando o grupo. Por ora, o principal nome foi o zagueiro Alex Silva, ex-Seleção Brasileira, São Paulo, Flamengo e Cruzeiro. Outros já foram apresentados e alguns estão por vir, motivos pelos quais o dirigente descartou realizar uma festa de aniversário.

“Discutimos se perderíamos tempo e gastaríamos dinheiro fazendo uma festa de dez anos, ou se concentraríamos todos os esforços e grana para poder fazer a diferença em 2015. Foi isto o que fizemos”, contou ele.

Pela quarta vez em cinco anos, o Tigre integrará o seleto grupo de 20 clubes que participam do Paulistão, o estadual mais forte e equilibrado do País. E o dirigente lembrou que, lamentavelmente, a equipe será a única da região, afinal os vizinhos e tradicionais Santo André e São Caetano, além do recém-profissionalizado Água Santa, estarão todos na Série A-2 estadual.

“De forma muito humilde, somos o único representante do Grande ABC na elite do Campeonato Paulista. Não vejo isso com alegria, mas com tristeza. Até porque sou presidente do meu time e irmão dos dirigentes dos demais. Sempre tive boa relação com todos, muito especial. Mas hoje temos essa exclusividade de representar a região”, comentou o dirigente.

Quatro acessos e dois títulos em uma década de história

Nascido em 20 de dezembro de 2004 em projeto encabeçado pelo presidente de honra Edinho Montemor, pouco tempo depois o São Bernardo FC confirmou participação no Paulista da Segunda Divisão (equivalente à quarta). Em abril, o primeiro jogo oficial ocorreu contra a AD Guarujá, no 1º de Maio, e terminou em 1 a 1. Porém, pouco a pouco o Tigre cresceu, terminou o torneio na terceira posição e conquistou seu primeiro acesso na história.

Entre 2006 e 2008, a equipe, já um degrau acima (na Série A-3), buscou seguir sua trajetória vitoriosa. Nos dois primeiros anos, não conseguiu, mas em sua terceira tentativa, chegou até a final e, apesar do vice, celebrou outro acesso.

Em 2009, Luiz Fernando Teixeira assumiu a presidência, profissionalizou o clube e, por pouco, não o subiu à elite estadual. Na verdade, o sonho fora adiado por uma temporada, quando em 2010 fez história e colocou a cidade pela primeira vez na divisão de elite.

Em 2011, veio o rebaixamento no Paulistão, mas em 2012 o Tigre voltou com tudo e, empurrado pela torcida – quinta maior, em média, no Estado –, alcançou o primeiro título: a Série A-2, que lhe deu vaga na Copa do Brasil. Em 2013, além da permanência na elite e a classificação à segunda fase do torneio nacional, terminou o ano coroado com o título da Copa Paulista e novamente a possibilidade de ir à Copa do Brasil.

A temporada 2014 teve a melhor campanha do Tigre no Paulistão, disputando vaga na segunda fase até a última rodada e fazendo história ao vencer o Corinthians no Pacaembu. E com todo este histórico, o que esperar de 2015?

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;