Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Só tenho medo da morte, afirma Lauro

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Verde cita não temer novo revés na Câmara e abre chance de enviar veto às emendas ao Orçamento


Leandro Baldini,br>Do Diário do Grande ABC

16/12/2015 | 07:00


O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), assegurou não temer nova derrota na Câmara ao responder se irá enviar projeto que solicita veto às 38 emendas modificativas ao Orçamento que foram inseridas pela bancada de oposição. Sem detalhar sua posição, Lauro apenas disse, de forma sucinta: “Só tenho medo da morte”.

Na quinta-feira, os oposicionistas aprovaram projeto de lei, elaborado pelo verde, que prevê investimentos no município na ordem de R$ 1,2 bilhão, depois de emplacarem modificações ao texto original.

As alterações mostraram fragilidade da gestão de Lauro na Câmara, que vem colecionando sucessivos fracassos desde de julho, após perda de aliados, como o bloco PRB, PMDB e PSB. Dos 21 vereadores, Lauro conta apenas com voto fiel de nove.

Oposicionista e autor de 13 emendas ao texto original, Josa Queiroz (PT) antecipou que prevê novo revés ao chefe do Executivo caso ele decida optar por veto às alterações. “Se ele for mesmo ao embate, vai perder. Ninguém aqui pensou em emendas simplesmente por política. Notamos falhas (na matéria) e temos a maioria para conseguir discutir o que é melhor para cidade. (O prefeito) Terá desgaste apenas”, considerou o petista.

Embora Lauro admita possibilidade de brecar as emendas, o Diário apurou com integrantes do primeiro escalão que o veto não deverá ser encaminhado à Câmara.

A derrota na semana passada colocou fim à estratégia da administração do verde de contar com o apoio dos vereadores Ricardo Yoshio e Pastor João Gomes, ambos do PRB. Mesmo na oposição, os parlamentares reclamaram da articulação dos projetos contra Lauro e sinalizaram que poderiam votar com a situação no Orçamento.

Comenta-se pelos corredores do Paço que a estratégia é tentar retomar partidos ao arco de aliados a partir do ano que vem, em acordos com vistas à sucessão municipal. Lauro tentará emplacar reeleição contra candidatura do PT (que passará por prévia) e por possível projeto do vereador Vaguinho do Conselho (PRB). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;