Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israel exige que Arafat acabe com onda de violência


Do Diário do Grande ABC

21/05/2000 | 17:26


O primeiro-ministro israelense, Ehud Barak, exigiu neste domingo que a Autoridade palestina de Yasser Arafat dê fim à onda de violências que se estende há uma semana pela Cisjordânia e Gaza.

``Israel nao aceitará que a situaçao continue assim, e exige decididamente que a Autoridade Palestina tome as medidas necessárias para que os incidentes nao se reproduzam'', declarou Barak, depois da reuniao semanal de seu gabinete, segundo comunicado oficial.

Barak reiterou que Israel nao se retirará de Abu Dis e das outras duas localidades próximas a Jerusalém-Leste, enquanto que a Autoridade Palestina nao tiver ``demonstrado que controla seus homens e nos tenha proporcionado os esclarecimentos requeridos''.

A onda de violência causou em uma semana cinco mortos entre os palestinos, e 600 feridos, entre eles mais de 20 soldados israelenses, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel exige que Arafat acabe com onda de violência

Do Diário do Grande ABC

21/05/2000 | 17:26


O primeiro-ministro israelense, Ehud Barak, exigiu neste domingo que a Autoridade palestina de Yasser Arafat dê fim à onda de violências que se estende há uma semana pela Cisjordânia e Gaza.

``Israel nao aceitará que a situaçao continue assim, e exige decididamente que a Autoridade Palestina tome as medidas necessárias para que os incidentes nao se reproduzam'', declarou Barak, depois da reuniao semanal de seu gabinete, segundo comunicado oficial.

Barak reiterou que Israel nao se retirará de Abu Dis e das outras duas localidades próximas a Jerusalém-Leste, enquanto que a Autoridade Palestina nao tiver ``demonstrado que controla seus homens e nos tenha proporcionado os esclarecimentos requeridos''.

A onda de violência causou em uma semana cinco mortos entre os palestinos, e 600 feridos, entre eles mais de 20 soldados israelenses, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;