Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Dancinha exige coordenação motora


Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

08/07/2012 | 07:00


Reprodução

A mistura do sertanejo com outros ritmos, coreografias diferentes e pegada mais alegre fez aumentar a procura nas escolas de dança para aprender a dançar os passinhos característicos. A professora Cintia Scarpelini, do Núcleo de Dança Celso Gazú, em Santo André, disse que o requisito básico é ter força de vontade. Molejo, segundo ela, não é fundamental.

"Na dança coordenação motora é importante, mas aos poucos pega-se o jeito. Os passinhos individuais ajudam a melhorá-la. Além disso, é um bom exercício de fortalecimento para o corpo", explica. Durante a aula, a professora ensina a dançar a dois e sozinho.

Reprodução

Há um ano, Cintia notou um aumento da procura por jovens para aprender sertanejo. "As novas duplas e cantores têm favorecido e fortalecido o gênero musical. Além disso, tem mistura de ritmos, como o forró", explica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dancinha exige coordenação motora

Bruna Gonçalves
do Diário do Grande ABC

08/07/2012 | 07:00


Reprodução

A mistura do sertanejo com outros ritmos, coreografias diferentes e pegada mais alegre fez aumentar a procura nas escolas de dança para aprender a dançar os passinhos característicos. A professora Cintia Scarpelini, do Núcleo de Dança Celso Gazú, em Santo André, disse que o requisito básico é ter força de vontade. Molejo, segundo ela, não é fundamental.

"Na dança coordenação motora é importante, mas aos poucos pega-se o jeito. Os passinhos individuais ajudam a melhorá-la. Além disso, é um bom exercício de fortalecimento para o corpo", explica. Durante a aula, a professora ensina a dançar a dois e sozinho.

Reprodução

Há um ano, Cintia notou um aumento da procura por jovens para aprender sertanejo. "As novas duplas e cantores têm favorecido e fortalecido o gênero musical. Além disso, tem mistura de ritmos, como o forró", explica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;