Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Burocracia e filas irritam usuários do Ciretran de Santo André

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Motoristas relatam espera de até duas horas, perda de documentos e falta de informações


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

12/09/2014 | 07:00


Longas filas, desorganização e excesso de burocracia. Essas são as principais reclamações dos usuários do Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Santo André. Além dos problemas crônicos, funcionários terceirizados da unidade fizeram greve durante dois dias da semana em razão de falta de pagamento, o que prejudicou ainda mais o atendimento.

As falhas começam na infraestrutura do local, que funciona no pavimento superior do Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André). A área para espera possui número insuficiente de cadeiras e o espaço é abafado. Não há fila preferencial para idosos, gestantes e deficientes, o que fere a Lei 10.048, de 2000. “Estou há 50 minutos esperando para renovar minha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e não consigo. Disseram que não tenho direito a atendimento prioritário”, protestou o corretor José Luiz Sabo, 60 anos.

Já o tradutor e intérprete Marco Antônio Castilho, 48, reclama da burocracia. “Estou aqui há duas horas apenas esperando um carimbo. Sem contar que há fila até para pegar senha para a próxima fila.” Castilho tentava trocar a placa de veículo recém-adquirido.

A desorganização é a principal queixa do motoboy Marcelo Monteiro Santos, 31, que teve a documentação de sua motocicleta apreendida no dia 25 de julho. “Os policiais que fizeram a apreensão disseram que eu poderia retirar o documento na unidade do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de Interlagos. Chegando lá, os funcionários afirmaram que enviaram para o Ciretran de Santo André. Aqui, os atendentes alegam que não chegou nada e que a previsão de recebimento é entre 30 e 60 dias.” A situação de Santos é ainda mais complicada, pois depende do veículo para trabalhar.

Para melhorar o atendimento, o Detran informa que “promoveu mudanças recentes na coordenação da unidade de Santo André”. A direção do departamento acrescenta que houve alteração de procedimentos e rotinas internas para que houvesse mais agilidade na emissão de documentos. “Além disso, o posto recebeu o reforço de três novos servidores aprovados no último concurso público”, complementa.

Outra medida adotada foi a implantação da prova teórica eletrônica, eliminando os testes em papel para quem for tirar a primeira habilitação. O resultado, que saía em uma semana, passa a ser instantâneo.

Em relação à paralisação, o Detran informa que os funcionários são terceirizados e que a empresa contratada foi multada em razão do atraso no pagamento. A situação já foi normalizada.

Unidade será desativada no início do ano que vem, diz Detran

Até o início do ano que vem, a unidade do Ciretran de Santo André será desativada. Os serviços lá prestados passarão a ser feitos no posto do Detran que funcionará no futuro Poupatempo da cidade, em construção no Atrium Shopping. O departamento reconhece que o posto atual tem infraestrutura antiga e “não mais compatível com o volume de condutores e a frota da cidade”.

Também haverá mudanças no Ciretran de São Bernardo. A secretaria de Gestão Pública publicou ontem no Diário Oficial do Estado aviso de licitação para reforma da unidade. Serão feitos investimentos na infraestrutura do posto e na rede elétrica, para instalação de ar condicionado e do sistema de prova eletrônica, o que agilizará o procedimento para retirada da primeira habilitação. Também serão feitas melhorias nas áreas destinadas ao arquivo, ao almoxarifado e ao refeitório para os funcionários.

Não há prazo para o início das obras, que devem ser concluídas em seis meses. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;