Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 16 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Um brinde ao Velho Continente

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

09/12/2010 | 07:12


Que tal começar 2011 com um brinde de champanhe em frente à Torre Eiffel, em Paris? Ou fazer um pedido com uma moeda lançada na Fontana di Trevi, em Roma, ou no chafariz da Trafalgar Square, em Londres? Sem falar na possibilidade de se festejar em frente aos portões de Brandenburg, na Alemanha, com uma caneca de cerveja... Opções charmosas não faltam para quem deseja adentrar o novo ano com pé direito na Europa. E com as vantagens de conseguir pacotes mais curtos, maior disponibilidade de voos e de dispensar a necessidade do visto de entrada, o que não acontece a quem se dirige à Terra do Tio Sam.

Para quem não abre mão do romantismo, Paris, claro, é imbatível. Além da espetacular queima de fogos que reúne milhares de turistas aos pés da Torre Eiffel todos os anos, a capital francesa sempre encanta os visitantes com suas luzes de Natal. Especialmente na Avenida Champs-Elysées, onde árvores forradas de microlâmpadas fazem jus ao apelido de Cidade Luz. No local, é possível contemplar um show pirotécnico semelhante ao da basílica de Sacre-Coeur e, como não poderia deixar de ser, brindar a chegada de 2011 com todo o charme e champanhe que se tem direito.

 

SUÍÇA

Zurique se encarrega de promover a maior festa de Réveillon em solo suíço. Na noite da virada, 200 mil pessoas se concentram nas ruas do centro para conferir o emocionante toque dos sinos, quando todas as igrejas da região empreendem badaladas em uníssono, envolvendo o público em uma experiência única. Logo depois, à 1h20, começa a queima de fogos em barcos posicionados estrategicamente ao longo do Lago de Zurique. E a noite prossegue nos agitados bares da cidade, que oferecem especialidades culinárias de todo o mundo embalados pelo som de bandas ao vivo e DJs.

PORTUGAL

Além da capital Lisboa, um dos melhores lugares para celebrar o Réveillon na Terrinha é o badalado balneário de Estoril. Afinal, quem não gostaria de passar a virada rodeado de luxo e com a possibilidade de quebrar a banca do cassino em plena passagem do ano?

Apostas à parte, o resto das atrações é garantido, com queima de fogos de artifício na baía de Cascais e uma grandiosa festa no Cassino Estoril, incluindo jantar, apresentação de diversos grupos musicais e um concerto. Vale seguir a tradição portuguesa e comer 12 passas, pedindo 12 graças para o ano que se inicia.

 

REPÚBLICA TCHECA

A queima de fogos de artifício às margens do Rio Moldava faz do centro histórico de Praga um dos cenários mais encantadores na virada do ano, com direito a noite de gala na Ópera Estatal ou em clubes badalados da capital, a exemplo do Roxy, do Lucerna Music Bar, do Club Lávka e do Sasazu.

Na Praça Venceslau e nas cidades de Plsen, Brno e Zlín, as pessoas se confraternizam pelas ruas desejando um Ano-Novo próspero e tão pacífico quanto a Revolução de Veludo, em 1989, quando o povo exigiu reformas, sob influência do líder soviético Mikhail Gorbatchov, e levou o presidente Gustáv Husák à renúncia sem derramar sangue.

 

LONDRES

Na capital inglesa, os festejos se concentram às margens do Rio Tâmisa. Uma multidão se aglomera à beira do rio para espantar o frio e assistir à queima de fogos. Quem não quiser virar o ano a ver navios também pode comprar um pacote de cruzeiro pelo rio. O Réveillon de Gala e o cruzeiro com jantar dançante proporcionam um passeio de cinco horas pelo Tâmisa com direito a refeição, água, vinho, música, dança, vista dos fogos e, claro, uma taça de champanhe à meia-noite para brindar a chegada de 2011. O passeio custa £ 225 (cerca de R$ 600) por pessoa.

Depois, é hora de esticar a noite mais animada do ano nos bares, restaurantes e casas noturnas da cidade. Tem até transporte gratuito para levar as pessoas de um ponto a outro noite adentro. É só escolher o restaurante ou bar da virada e cair na farra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um brinde ao Velho Continente

Heloísa Cestari
Do Diário do Grande ABC

09/12/2010 | 07:12


Que tal começar 2011 com um brinde de champanhe em frente à Torre Eiffel, em Paris? Ou fazer um pedido com uma moeda lançada na Fontana di Trevi, em Roma, ou no chafariz da Trafalgar Square, em Londres? Sem falar na possibilidade de se festejar em frente aos portões de Brandenburg, na Alemanha, com uma caneca de cerveja... Opções charmosas não faltam para quem deseja adentrar o novo ano com pé direito na Europa. E com as vantagens de conseguir pacotes mais curtos, maior disponibilidade de voos e de dispensar a necessidade do visto de entrada, o que não acontece a quem se dirige à Terra do Tio Sam.

Para quem não abre mão do romantismo, Paris, claro, é imbatível. Além da espetacular queima de fogos que reúne milhares de turistas aos pés da Torre Eiffel todos os anos, a capital francesa sempre encanta os visitantes com suas luzes de Natal. Especialmente na Avenida Champs-Elysées, onde árvores forradas de microlâmpadas fazem jus ao apelido de Cidade Luz. No local, é possível contemplar um show pirotécnico semelhante ao da basílica de Sacre-Coeur e, como não poderia deixar de ser, brindar a chegada de 2011 com todo o charme e champanhe que se tem direito.

 

SUÍÇA

Zurique se encarrega de promover a maior festa de Réveillon em solo suíço. Na noite da virada, 200 mil pessoas se concentram nas ruas do centro para conferir o emocionante toque dos sinos, quando todas as igrejas da região empreendem badaladas em uníssono, envolvendo o público em uma experiência única. Logo depois, à 1h20, começa a queima de fogos em barcos posicionados estrategicamente ao longo do Lago de Zurique. E a noite prossegue nos agitados bares da cidade, que oferecem especialidades culinárias de todo o mundo embalados pelo som de bandas ao vivo e DJs.

PORTUGAL

Além da capital Lisboa, um dos melhores lugares para celebrar o Réveillon na Terrinha é o badalado balneário de Estoril. Afinal, quem não gostaria de passar a virada rodeado de luxo e com a possibilidade de quebrar a banca do cassino em plena passagem do ano?

Apostas à parte, o resto das atrações é garantido, com queima de fogos de artifício na baía de Cascais e uma grandiosa festa no Cassino Estoril, incluindo jantar, apresentação de diversos grupos musicais e um concerto. Vale seguir a tradição portuguesa e comer 12 passas, pedindo 12 graças para o ano que se inicia.

 

REPÚBLICA TCHECA

A queima de fogos de artifício às margens do Rio Moldava faz do centro histórico de Praga um dos cenários mais encantadores na virada do ano, com direito a noite de gala na Ópera Estatal ou em clubes badalados da capital, a exemplo do Roxy, do Lucerna Music Bar, do Club Lávka e do Sasazu.

Na Praça Venceslau e nas cidades de Plsen, Brno e Zlín, as pessoas se confraternizam pelas ruas desejando um Ano-Novo próspero e tão pacífico quanto a Revolução de Veludo, em 1989, quando o povo exigiu reformas, sob influência do líder soviético Mikhail Gorbatchov, e levou o presidente Gustáv Husák à renúncia sem derramar sangue.

 

LONDRES

Na capital inglesa, os festejos se concentram às margens do Rio Tâmisa. Uma multidão se aglomera à beira do rio para espantar o frio e assistir à queima de fogos. Quem não quiser virar o ano a ver navios também pode comprar um pacote de cruzeiro pelo rio. O Réveillon de Gala e o cruzeiro com jantar dançante proporcionam um passeio de cinco horas pelo Tâmisa com direito a refeição, água, vinho, música, dança, vista dos fogos e, claro, uma taça de champanhe à meia-noite para brindar a chegada de 2011. O passeio custa £ 225 (cerca de R$ 600) por pessoa.

Depois, é hora de esticar a noite mais animada do ano nos bares, restaurantes e casas noturnas da cidade. Tem até transporte gratuito para levar as pessoas de um ponto a outro noite adentro. É só escolher o restaurante ou bar da virada e cair na farra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;