Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Forças etíopes penetraram em território eritreu


Do Diário do Grande ABC

16/05/2000 | 09:45


Addis Abeba confirmou oficialmente, nesta terça-feira, que suas tropas penetraram em território eritreu, para impor a Asmara negociaçoes em posiçao de superioridade, no conflito fronteiriço que opoe Etiópia e Eritréia há dois anos.

``Atravessamos o rio Mereb-Setit, isso é certo. Nao desminto que todos esses locais estao em território eritreu'', declarou, nesta terça-feira, a porta-voz do governo etíope, Salomé Tadesse. Ao mesmo tempo, o governo etíope recusou o cessar-fogo imediato exigido pela ONU e aceito pela Eritréia.

Conforme suas tropas avançam pelo Sudoeste da Eritréia, coisa que Asmara nao desmente de maneira formal, a Etiópia espera impor suas condiçoes para negociar.

Os combates registrados desde sexta-feira entre Asmara e Addis Abeba ``continuavam na manha desta terça-feira, em todas as frentes'', segundo Tadesse.

A Etiópia reivindicou a tomada de 25 ``posiçoes estratégicas'' controladas anteriormente pelos eritreus, perto do rio Mereb-Setit, que delineia a fronteira entre os dois países no Noroeste da Etiópia.

Interrogada sobre os objetivos militares do avanço das forças, Tadesse insistiu em que ``nossos objetivos sempre foram claros: reconquistar nossos territórios. Isso é tudo. O resto é estratégia militar''.

Os Estados Unidos apresentaram, nesta segunda-feira, um projeto de resoluçao ao Conselho de Segurança da ONU, impondo um embargo da comercializaçao de armas aos dois países e uma proibiçao para as viagens dos membros do governo etíope, considerado responsável pela retomada dos combates. O Conselho ficou dividido sobre a resoluçao e deve se reunir novamente.

A Eritréia reafirmou aceitar um cessar-fogo imediato e a retomada das negociaçoes de paz. A Etiópia, por sua vez, manteve sua posiçao, afirmando que só aceita a reabertura das negociaçoes de paz sem pré-condiçoes da parte dos eritreus, que devem adotar desde já o cessar-fogo. ``Nao queremos um cessar-fogo temporário, mas sim um que seja durável e depois uma paz duradoura'', disse Tadesse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;