Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governo e oposição acertam comissões


Humberto Domiciano

03/02/2017 | 07:00


A formação das comissões permanentes da Câmara de Santo André foi favorável ao governo Paulo Serra (PSDB). A escolha dos integrantes aconteceu ontem, na primeira sessão ordinária do ano, e contou com a aprovação de 17 vereadores.

A composição contemplou tanto a base governista quanto a oposição. As principais comissões – Justiça e Redação e Finanças e Orçamento – contam a partir de agora com os vereadores Eduardo Leite (PT), Pedrinho Botaro (PSDB), Sargento Lobo (SD) formam a primeira, enquanto Jobert Minhoca (PSDB), Zezão Mendes (PDT) e Lucas Zacarias (PTB) fazem parte da segunda turma.

A bancada do PRB, formada pelos parlamentares Roberto Rautenberg e bispo Ronaldo de Castro, manteve a posição de independência e votou contra a indicação do Executivo. Por sua vez, o vereador Toninho de Jesus (PMN) afirmou não ter sido convidado para fazer parte do acordo e também votou contrariamente. “Não posso aceitar interferência da Prefeitura em meu posicionamento”, explicou.

O líder de governo, Pedrinho Botaro (PSDB), destacou que a escolha dos integrantes respeitou acordo de lideranças da Casa. “Observamos a finalidade de cada comissão e buscamos contemplar as áreas em que cada parlamentar tem atuação. Não houve imposição do governo”, analisou.

A bancada do PT, formada pelos vereadores Alemão Duarte, Willians Bezerra, Bete Siraque, Luiz Alberto e Eduardo Leite, votou a favor, com a exceção de Willians. “A construção das comissões já vem sendo debatida desde o ano passado. Não concordei com a forma como foi feita e por conta disso preferi me abster”, frisou o petista, que apresentará requerimento para sair da comissão de Segurança Pública.

Para o presidente da Câmara, Almir Cicote (PSB), o processo obedeceu à composição atual da Casa. “Valorizamos a participação de todos os partidos e houve diálogo com todas as bancadas”, completou.

Na sessão também foram indicados os líderes das bancadas, com Alemão Duarte liderando a oposição e André Scarpino (PSDB), que tomou posse ontem em substituição a Marcelo Chehade – hoje secretário de Esportes –, será o líder dos tucanos.

PRÓXIMAS PAUTAS
Na semana que vem, o prefeito Paulo Serra deve levar pessoalmente o projeto de reforma administrativa da Prefeitura que será analisado pela Câmara. “O prefeito quer visitar os vereadores e construir uma relação próxima com todos. Avalio isso positivamente, pois é uma chance de tirar dúvidas e explicar o projeto”, afirmou Pedrinho. A reforma ainda passará pelas comissões até ir à votação.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo e oposição acertam comissões

Humberto Domiciano

03/02/2017 | 07:00


A formação das comissões permanentes da Câmara de Santo André foi favorável ao governo Paulo Serra (PSDB). A escolha dos integrantes aconteceu ontem, na primeira sessão ordinária do ano, e contou com a aprovação de 17 vereadores.

A composição contemplou tanto a base governista quanto a oposição. As principais comissões – Justiça e Redação e Finanças e Orçamento – contam a partir de agora com os vereadores Eduardo Leite (PT), Pedrinho Botaro (PSDB), Sargento Lobo (SD) formam a primeira, enquanto Jobert Minhoca (PSDB), Zezão Mendes (PDT) e Lucas Zacarias (PTB) fazem parte da segunda turma.

A bancada do PRB, formada pelos parlamentares Roberto Rautenberg e bispo Ronaldo de Castro, manteve a posição de independência e votou contra a indicação do Executivo. Por sua vez, o vereador Toninho de Jesus (PMN) afirmou não ter sido convidado para fazer parte do acordo e também votou contrariamente. “Não posso aceitar interferência da Prefeitura em meu posicionamento”, explicou.

O líder de governo, Pedrinho Botaro (PSDB), destacou que a escolha dos integrantes respeitou acordo de lideranças da Casa. “Observamos a finalidade de cada comissão e buscamos contemplar as áreas em que cada parlamentar tem atuação. Não houve imposição do governo”, analisou.

A bancada do PT, formada pelos vereadores Alemão Duarte, Willians Bezerra, Bete Siraque, Luiz Alberto e Eduardo Leite, votou a favor, com a exceção de Willians. “A construção das comissões já vem sendo debatida desde o ano passado. Não concordei com a forma como foi feita e por conta disso preferi me abster”, frisou o petista, que apresentará requerimento para sair da comissão de Segurança Pública.

Para o presidente da Câmara, Almir Cicote (PSB), o processo obedeceu à composição atual da Casa. “Valorizamos a participação de todos os partidos e houve diálogo com todas as bancadas”, completou.

Na sessão também foram indicados os líderes das bancadas, com Alemão Duarte liderando a oposição e André Scarpino (PSDB), que tomou posse ontem em substituição a Marcelo Chehade – hoje secretário de Esportes –, será o líder dos tucanos.

PRÓXIMAS PAUTAS
Na semana que vem, o prefeito Paulo Serra deve levar pessoalmente o projeto de reforma administrativa da Prefeitura que será analisado pela Câmara. “O prefeito quer visitar os vereadores e construir uma relação próxima com todos. Avalio isso positivamente, pois é uma chance de tirar dúvidas e explicar o projeto”, afirmou Pedrinho. A reforma ainda passará pelas comissões até ir à votação.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;