Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Qualificação fora de casa

Ter formação no Exterior, meta antes praticamente restrita a privilegiada...


Dgabc

31/07/2012 | 00:00


Artigo

Ter formação no Exterior, meta antes praticamente restrita a privilegiada parcela da população, está ao alcance de número cada vez maior de jovens brasileiros. Vários fatores têm contribuído para a mudança, em especial a estabilidade econômica, o aumento do poder aquisitivo da população, o crédito farto e maiores oportunidades de emprego.

O cenário positivo no Brasil gera maior confiança no futuro, estimulando pais a investir mais na formação acadêmica dos filhos. Evidência dessa realidade é o aumento do número de brasileiros estudando em universidades estrangeiras. Estima-se que, em 2011, cerca de 200 mil estavam aprendendo fora, número que cresce a taxa de 15% ao ano.

A favor dessa democratização convergem as oportunidades diferenciadas de ofertas de bolsas de estudos, via programas oficiais e empresas privadas, por mérito acadêmico ou esportivo. Em ambos os casos, prevalecem habilidade e desempenho. Neste ano, o governo brasileiro disponibilizou bolsas em universidades estrangeiras com duração de 12 meses, pelo Programa Ciência Sem Fronteiras. O programa está levando cerca de 20 mil alunos a universidades de excelência na Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Coréia, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Portugal e Reino Unido.

Por parte das empresas, são várias as frentes oferecidas para que jovens estudantes realizem seu sonho, por meio de bolsas de estudos integrais ou parciais. Um caminho menos trabalhoso e burocrático.

Organizações como o Collegiate Sports of America, por exemplo, desembarcaram recentemente no País para explorar esse mercado promissor, que só nos Estados Unidos movimenta mais de US$ 1 bilhão por ano. Em matéria de excelência e reputação no meio acadêmico, os Estados Unidos ainda se destacam com 44 universidades ranqueadas pela londrina THE (Times Higher Education).

A experiência de estudar fora do País reúne qualificações que certamente serão diferenciais em mercado de trabalho cada vez mais disputado. O domínio de segunda língua, a convivência com outras culturas e pessoas de diferentes nacionalidades são decisivos para currículo mais completo em seleção de emprego e para carreira promissora, em que pese o amadurecimento do jovem profissional.

Armando Guevara é diretor do Collegiate Sports of America no Brasil.

Palavra do Leitor

Parasitismo

Apresentando-se como candidatos, o pelotão da inópia da desastrosa gestão Aidan se autointitula solucionadores daquilo que nunca praticaram: servir. O posto de Saúde aqui do Parque Capuava abrigava um monte de penduricalhos, desde a portaria até o último centímetro quadrado da unidade, numa vasta gama de apoio da inadimplência às demandas sociais, que planejadamente não passavam das portas da unidade, solapada pelo parasitismo administrativo, extensão fatídica da também pior formação da história de Santo André: a Câmara. Nosso Legislativo clama por renovação, mormente partidária.

Paulo Rogério Bolas

Santo André

Artigos

Embora com muito atraso, mais de um mês, não posso deixar de lado uma palavra de estímulo ao mestre Evenson Robles Dotto (Artigo 3/6), a voz que pode falar mais alto em defesa de frentes que valorizam e sustentam a cidade que amamos e, através de artigos, atingir as irmãs que compõem o Grande ABC (comércio, indústria e população). O seu pai espera isso e cada vez que perceber o filho pensando, escrevendo ou falando, sentirá orgulho, pois representa continuidade na luta que sonharam e empreenderam desde o início, através de um jornal que segue para o centenário. Que venham outros artigos, desmascarando os que se instalam e aproveitam-se de cargos públicos, querendo continuidade.

Antônio Melo

Santo André

Cachoeira - 1

Andressa, mulher de Carlinhos Cachoeira, foi levada à Superintendência da Polícia Federal em Goiânia sob suspeita de oferecer propina a um juiz em troca da sentença favorável ao maridão. E não é que a ‘Cachoeirinha' quer se candidatar a deputada em 2014? Tem lógica ou não?

Beatriz Campos

Capital

Cachoeira - 2

Se somente uma cachoeira faz um barulhão desse que todos estão escutando em todos os recantos do Brasil e até no Exterior, imaginem um governo honesto abrindo CPI para fiscalizar todas as empreiteiras que executam serviços públicos administrados pelo governo e seus ministros! Bem, isso é imaginação que somente acontece em país culturalmente adiantado e bem administrado.

Benone Augusto de Paiva

Capital

Polícia Militar

Nas seções de cartas dos jornais vejo leitores criticando a agressividade das PMs, que estão tentando se defender dos criminosos abundantes e ganhando mixarias. Mas não vejo criticando a situação criminal; juízes renunciando aos cargos por serem ameaçados por bandidos que estão julgando; necessidade de lei ‘abrindo' os ganhos de políticos e servidores, ganhando muito acima do teto; a criminalidade ascendente no País pelas leis frouxas; PMs mortos por bandidos; menores criminosos presos em flagrante e soltos em seguida; nas épocas de eleição em SP, arrastões, queima de ônibus etc.; o Mensalão levando sete anos para ser julgado, mas o cappo de tutti i cappi não está incluído (e tem alta aprovação do povão). O Brasil precisa ser re-descoberto, com outra classe de políticos, aos quais se aplicam as mesmas leis dos cidadão - e havendo recall e voto só de alfabetizados e facultativo.

Mário A. Dente

Capital

Farra das águas

Venho denunciar publicamente a farra das águas no Fórum de São Bernardo. Sim, farra das águas. Estava eu passando pela calçada do Fórum (esburacada, feia e malcuidada) quando senti repentina vontade de ir ao banheiro. Já que estava em frente ao Fórum, entrei naquele banheiro malcuidado (o da parte de baixo) e, ao dar a descarga, que, por sinal, é obsoleta (meu Deus!), quanta água rolou por aquele esgoto! Pessoal do Ministério Público, tenha misericórdia e mande instalar caixinhas de descargas econômicas.

Maria das Graças Hernandes

São Bernardo



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Qualificação fora de casa

Ter formação no Exterior, meta antes praticamente restrita a privilegiada...

Dgabc

31/07/2012 | 00:00


Artigo

Ter formação no Exterior, meta antes praticamente restrita a privilegiada parcela da população, está ao alcance de número cada vez maior de jovens brasileiros. Vários fatores têm contribuído para a mudança, em especial a estabilidade econômica, o aumento do poder aquisitivo da população, o crédito farto e maiores oportunidades de emprego.

O cenário positivo no Brasil gera maior confiança no futuro, estimulando pais a investir mais na formação acadêmica dos filhos. Evidência dessa realidade é o aumento do número de brasileiros estudando em universidades estrangeiras. Estima-se que, em 2011, cerca de 200 mil estavam aprendendo fora, número que cresce a taxa de 15% ao ano.

A favor dessa democratização convergem as oportunidades diferenciadas de ofertas de bolsas de estudos, via programas oficiais e empresas privadas, por mérito acadêmico ou esportivo. Em ambos os casos, prevalecem habilidade e desempenho. Neste ano, o governo brasileiro disponibilizou bolsas em universidades estrangeiras com duração de 12 meses, pelo Programa Ciência Sem Fronteiras. O programa está levando cerca de 20 mil alunos a universidades de excelência na Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Coréia, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, Portugal e Reino Unido.

Por parte das empresas, são várias as frentes oferecidas para que jovens estudantes realizem seu sonho, por meio de bolsas de estudos integrais ou parciais. Um caminho menos trabalhoso e burocrático.

Organizações como o Collegiate Sports of America, por exemplo, desembarcaram recentemente no País para explorar esse mercado promissor, que só nos Estados Unidos movimenta mais de US$ 1 bilhão por ano. Em matéria de excelência e reputação no meio acadêmico, os Estados Unidos ainda se destacam com 44 universidades ranqueadas pela londrina THE (Times Higher Education).

A experiência de estudar fora do País reúne qualificações que certamente serão diferenciais em mercado de trabalho cada vez mais disputado. O domínio de segunda língua, a convivência com outras culturas e pessoas de diferentes nacionalidades são decisivos para currículo mais completo em seleção de emprego e para carreira promissora, em que pese o amadurecimento do jovem profissional.

Armando Guevara é diretor do Collegiate Sports of America no Brasil.

Palavra do Leitor

Parasitismo

Apresentando-se como candidatos, o pelotão da inópia da desastrosa gestão Aidan se autointitula solucionadores daquilo que nunca praticaram: servir. O posto de Saúde aqui do Parque Capuava abrigava um monte de penduricalhos, desde a portaria até o último centímetro quadrado da unidade, numa vasta gama de apoio da inadimplência às demandas sociais, que planejadamente não passavam das portas da unidade, solapada pelo parasitismo administrativo, extensão fatídica da também pior formação da história de Santo André: a Câmara. Nosso Legislativo clama por renovação, mormente partidária.

Paulo Rogério Bolas

Santo André

Artigos

Embora com muito atraso, mais de um mês, não posso deixar de lado uma palavra de estímulo ao mestre Evenson Robles Dotto (Artigo 3/6), a voz que pode falar mais alto em defesa de frentes que valorizam e sustentam a cidade que amamos e, através de artigos, atingir as irmãs que compõem o Grande ABC (comércio, indústria e população). O seu pai espera isso e cada vez que perceber o filho pensando, escrevendo ou falando, sentirá orgulho, pois representa continuidade na luta que sonharam e empreenderam desde o início, através de um jornal que segue para o centenário. Que venham outros artigos, desmascarando os que se instalam e aproveitam-se de cargos públicos, querendo continuidade.

Antônio Melo

Santo André

Cachoeira - 1

Andressa, mulher de Carlinhos Cachoeira, foi levada à Superintendência da Polícia Federal em Goiânia sob suspeita de oferecer propina a um juiz em troca da sentença favorável ao maridão. E não é que a ‘Cachoeirinha' quer se candidatar a deputada em 2014? Tem lógica ou não?

Beatriz Campos

Capital

Cachoeira - 2

Se somente uma cachoeira faz um barulhão desse que todos estão escutando em todos os recantos do Brasil e até no Exterior, imaginem um governo honesto abrindo CPI para fiscalizar todas as empreiteiras que executam serviços públicos administrados pelo governo e seus ministros! Bem, isso é imaginação que somente acontece em país culturalmente adiantado e bem administrado.

Benone Augusto de Paiva

Capital

Polícia Militar

Nas seções de cartas dos jornais vejo leitores criticando a agressividade das PMs, que estão tentando se defender dos criminosos abundantes e ganhando mixarias. Mas não vejo criticando a situação criminal; juízes renunciando aos cargos por serem ameaçados por bandidos que estão julgando; necessidade de lei ‘abrindo' os ganhos de políticos e servidores, ganhando muito acima do teto; a criminalidade ascendente no País pelas leis frouxas; PMs mortos por bandidos; menores criminosos presos em flagrante e soltos em seguida; nas épocas de eleição em SP, arrastões, queima de ônibus etc.; o Mensalão levando sete anos para ser julgado, mas o cappo de tutti i cappi não está incluído (e tem alta aprovação do povão). O Brasil precisa ser re-descoberto, com outra classe de políticos, aos quais se aplicam as mesmas leis dos cidadão - e havendo recall e voto só de alfabetizados e facultativo.

Mário A. Dente

Capital

Farra das águas

Venho denunciar publicamente a farra das águas no Fórum de São Bernardo. Sim, farra das águas. Estava eu passando pela calçada do Fórum (esburacada, feia e malcuidada) quando senti repentina vontade de ir ao banheiro. Já que estava em frente ao Fórum, entrei naquele banheiro malcuidado (o da parte de baixo) e, ao dar a descarga, que, por sinal, é obsoleta (meu Deus!), quanta água rolou por aquele esgoto! Pessoal do Ministério Público, tenha misericórdia e mande instalar caixinhas de descargas econômicas.

Maria das Graças Hernandes

São Bernardo

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;