Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo acompanha prematuros


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

13/02/2005 | 16:03


Em São Bernardo, o HMU (Hospital Municipal Universitário) desenvolve desde novembro o Programa Ver Crescer, que acompanha bebês prematuros durante os primeiros dois anos de vida. Pelo programa, as crianças são avaliadas inicialmente por uma equipe formada por pediatra, psicóloga, nutricionista, fonoaudióloga e assistente social em um único dia.

Se houver problemas, a criança é encaminhada diretamente para tratamento, com periodicidade determinada a partir da necessidade. São convocadas para participar do programa as mães que tiveram bebês em até 34 semanas de gestação e com peso inferior a 1,5 Kg. Até agora, 80 crianças fazem algum tipo de tratamento no local.

As demais crianças passam por consultas trimestrais. O acompanhamento é primordial, pois dados do HMU mostram que 20% das crianças prematuras apresentaram a-traso no desenvolvimento psicomotor. O estreitamento do vínculo entre mãe e filho é um dos principais pontos do programa. "Quando o bebê prematuro nasce, a mãe se assusta ao ver o filho mais magro do que esperava e é um trabalho de aproximação que tem que ser feito continuamente", afirma a coordenadora do programa, a pediatra nutróloga Fabíola Suano de Souza.

Esse trabalho foi primordial na opinião da doméstica Magnólia da Cruz, 36 anos. Mãe de Nathan, 1 ano e 6 meses, ela sofreu com a hipertensão no fim da gravidez e o filho nasceu com sete meses e 1,4 Kg. "Ele teve de ficar no Mãe Canguru (outro programa) por 33 dias. Eu ia embora à noite e só chorava por ver meu filho internado. Tinha muito medo", afirma. O garoto passou pelo ambulatório no fim do ano passado e não apresentou nenhum problema.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo acompanha prematuros

Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

13/02/2005 | 16:03


Em São Bernardo, o HMU (Hospital Municipal Universitário) desenvolve desde novembro o Programa Ver Crescer, que acompanha bebês prematuros durante os primeiros dois anos de vida. Pelo programa, as crianças são avaliadas inicialmente por uma equipe formada por pediatra, psicóloga, nutricionista, fonoaudióloga e assistente social em um único dia.

Se houver problemas, a criança é encaminhada diretamente para tratamento, com periodicidade determinada a partir da necessidade. São convocadas para participar do programa as mães que tiveram bebês em até 34 semanas de gestação e com peso inferior a 1,5 Kg. Até agora, 80 crianças fazem algum tipo de tratamento no local.

As demais crianças passam por consultas trimestrais. O acompanhamento é primordial, pois dados do HMU mostram que 20% das crianças prematuras apresentaram a-traso no desenvolvimento psicomotor. O estreitamento do vínculo entre mãe e filho é um dos principais pontos do programa. "Quando o bebê prematuro nasce, a mãe se assusta ao ver o filho mais magro do que esperava e é um trabalho de aproximação que tem que ser feito continuamente", afirma a coordenadora do programa, a pediatra nutróloga Fabíola Suano de Souza.

Esse trabalho foi primordial na opinião da doméstica Magnólia da Cruz, 36 anos. Mãe de Nathan, 1 ano e 6 meses, ela sofreu com a hipertensão no fim da gravidez e o filho nasceu com sete meses e 1,4 Kg. "Ele teve de ficar no Mãe Canguru (outro programa) por 33 dias. Eu ia embora à noite e só chorava por ver meu filho internado. Tinha muito medo", afirma. O garoto passou pelo ambulatório no fim do ano passado e não apresentou nenhum problema.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;