Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diadema para francês ver: comitiva se impressiona


Leandro Calixto
Do Diário do Grande ABC

06/09/2005 | 08:08


Os expressivos resultados alcançados por Diadema na área social serão difundidos pela grande imprensa da França. Seis jornalistas de diferentes veículos de comunicação de Paris foram convidados pelo governo federal para visitar nove cidades brasileiras, que obtiveram destaque na área social. Diadema, que chegou a ter neste ano uma queda de 60% de homicídios se comparando ao mesmo período de 2002, foi inclusa no roteiro. Segunda-feira, os jornalistas conheceram pessoalmente programas desenvolvidos nas áreas de segurança pública, inclusão social e também no meio ambiente da cidade do Grande ABC.

"Infelizmente muitas das notícias que chegam na Europa sobre o Brasil não são positivas. Mostram apenas o lado negativo. Agora, estamos tendo a oportunidade de mostrar projetos sociais que deram certo no Brasil e que também podem servir de exemplo para os países chamados de Primeiro Mundo", afirmou a repórter Anne Chevialle, do jornal parisiense Le Figaro.

Além de Anne, estiveram presentes em Diadema os seguintes jornalistas franceses: Louis de Corcy, do jornal La Croix; Yves Smaque, do La Voix; Armelle Rousseau, do L‘Est Republician; Bernard Duramd, do L‘Humanite, e Raphael Bello, do Comusar at France.

A equipe de jornalistas percorreu a cidade durante toda a manhã. Eles estiveram na sede onde é realizado o projeto Anjos do Quarteirão. Neste programa de segurança pública, os guardas municipais passaram a ter desde 2004 uma participação mais contundente no policiamento comunitário da cidade.

Outro projeto visitado foi o programa Adolescente Aprendiz, onde pessoas de 14 a 15 anos, que vivem em áreas consideradas de maior risco social, recebem orientação profissional e estágios na prefeitura. Por último, os jornalistas franceses conheceram o programa Vida Limpa. Criado em 2002, o projeto envolve catadores de lixo de Diadema.

"Esta visita tem como objetivo estreitar a relação política, econômica e cultural entre os dois países dentro do programa Ano Brasil na França. E como Diadema mostrou resultados positivos na área social, a cidade foi uma das escolhidas pelo Ministério da Cultura para ser divulgada lá fora", explicou a coordenadora do programa envolvendo os dois países, Moema Salgado.

Após o encontro que teve com o jornalistas, o prefeito de Diadema, José de Filippi, não escondia o entusiasmo com o fato da cidade ser divulgada positivamente na Europa. "Mas por outro lado, a nossa responsabilidade aumenta. Temos que continuar apostando em políticas de inclusão social para que Diadema continue crescendo e definitivamente apague a imagem de cidade violenta", declarou o prefeito.

Os jornalistas europeus também quiseram saber mais detalhes da crise política envolvendo o PT e o presidente Lula. O questionamento foi feito pelo repórter do jornal La Croix, o jornalista Louis de Corcy. O prefeito reconheceu o drama do partido, mas acredita que o PT irá sair fortalecido desta avalanche de denúncias que o partido vem sofrendo nos últimos três meses. "Vamos ter que reconstruir o PT", reconheceu o prefeito.

Antes dos programas sociais adotados pelo governo municipal, Diadema chegou a ser considerada uma das cidades mais violentas do Brasil. Entre as medidas tomadas para substancial queda de criminalidade foram a implantação da Lei Seca e também do projeto de reurbanização das favelas da cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diadema para francês ver: comitiva se impressiona

Leandro Calixto
Do Diário do Grande ABC

06/09/2005 | 08:08


Os expressivos resultados alcançados por Diadema na área social serão difundidos pela grande imprensa da França. Seis jornalistas de diferentes veículos de comunicação de Paris foram convidados pelo governo federal para visitar nove cidades brasileiras, que obtiveram destaque na área social. Diadema, que chegou a ter neste ano uma queda de 60% de homicídios se comparando ao mesmo período de 2002, foi inclusa no roteiro. Segunda-feira, os jornalistas conheceram pessoalmente programas desenvolvidos nas áreas de segurança pública, inclusão social e também no meio ambiente da cidade do Grande ABC.

"Infelizmente muitas das notícias que chegam na Europa sobre o Brasil não são positivas. Mostram apenas o lado negativo. Agora, estamos tendo a oportunidade de mostrar projetos sociais que deram certo no Brasil e que também podem servir de exemplo para os países chamados de Primeiro Mundo", afirmou a repórter Anne Chevialle, do jornal parisiense Le Figaro.

Além de Anne, estiveram presentes em Diadema os seguintes jornalistas franceses: Louis de Corcy, do jornal La Croix; Yves Smaque, do La Voix; Armelle Rousseau, do L‘Est Republician; Bernard Duramd, do L‘Humanite, e Raphael Bello, do Comusar at France.

A equipe de jornalistas percorreu a cidade durante toda a manhã. Eles estiveram na sede onde é realizado o projeto Anjos do Quarteirão. Neste programa de segurança pública, os guardas municipais passaram a ter desde 2004 uma participação mais contundente no policiamento comunitário da cidade.

Outro projeto visitado foi o programa Adolescente Aprendiz, onde pessoas de 14 a 15 anos, que vivem em áreas consideradas de maior risco social, recebem orientação profissional e estágios na prefeitura. Por último, os jornalistas franceses conheceram o programa Vida Limpa. Criado em 2002, o projeto envolve catadores de lixo de Diadema.

"Esta visita tem como objetivo estreitar a relação política, econômica e cultural entre os dois países dentro do programa Ano Brasil na França. E como Diadema mostrou resultados positivos na área social, a cidade foi uma das escolhidas pelo Ministério da Cultura para ser divulgada lá fora", explicou a coordenadora do programa envolvendo os dois países, Moema Salgado.

Após o encontro que teve com o jornalistas, o prefeito de Diadema, José de Filippi, não escondia o entusiasmo com o fato da cidade ser divulgada positivamente na Europa. "Mas por outro lado, a nossa responsabilidade aumenta. Temos que continuar apostando em políticas de inclusão social para que Diadema continue crescendo e definitivamente apague a imagem de cidade violenta", declarou o prefeito.

Os jornalistas europeus também quiseram saber mais detalhes da crise política envolvendo o PT e o presidente Lula. O questionamento foi feito pelo repórter do jornal La Croix, o jornalista Louis de Corcy. O prefeito reconheceu o drama do partido, mas acredita que o PT irá sair fortalecido desta avalanche de denúncias que o partido vem sofrendo nos últimos três meses. "Vamos ter que reconstruir o PT", reconheceu o prefeito.

Antes dos programas sociais adotados pelo governo municipal, Diadema chegou a ser considerada uma das cidades mais violentas do Brasil. Entre as medidas tomadas para substancial queda de criminalidade foram a implantação da Lei Seca e também do projeto de reurbanização das favelas da cidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;