Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Brasileiros impulsionam sites de relacionamento


Guilherme Yoshida
Especial para o Diário

01/11/2005 | 08:28


Os internautas brasileiros consagraram o espaço virtual como ponto de encontro para relacionamentos. Segundo o Ibope/NetRatings, dos 11,6 milhões de acessos à internet residencial no país, 70% pertencem a esses grupos, levando o Brasil, desde julho, a liderar o índice mundial de acesso a sites de comunidades. Colocando perfis na rede, criando clãs e até mesmo dispondo-se a pagar por serviços exclusivos, os usuários desses sites são uma população crescente, e os portais se armam para disputar a audiência.

Na onda do Orkut, o portal Terra está em fase de pré-lançamento do seu site de comunidades. O Gaia terá serviço gratuito a todos os internautas, além de não precisar ser convidado para participar. Estão previstas salas de chat exclusivas para cada comunidade, álbum de fotos, fotolog e a opção de se criar clãs secretos, em que apenas os participantes terão acesso.

O Yahoo! também vai lançar uma comunidade dentro do seu portal. Anunciado em out-doors pelas ruas de São Paulo como Yahoo 360º, o site está em fase de testes e com lançamento previsto para o ano que vem.

Os sites de comunidades são os preferidos dos internautas brasileiros. Em setembro foram registrados 8,3 milhões de acessos a essas páginas, segundo o Ibope/NetRatings, com predominância da faixa etária de 12 a 24 anos (41,8%).

Existentes desde 1997 no Brasil, as páginas de ciberencontros aumentam a cada dia. Sites como o Almas Gêmeas, Amigos Virtuais (um dos canais do portal UOL) e Par Perfeito são acessados por usuários que buscam relacionamento amoroso. O Comovai informa que mediante o site aconteceram mais de 500 casamentos, além de milhares de namoros.

O site Te Procurando revela ter mais de 200 mil usuários em seus cadastros. Permitindo buscas por região, faixa etária e sexo, a home page disponibiliza aos usuários assinantes serviços diferenciados como busca por CEP, álbum de fotos, histórico de acesso e chat.

"O nosso objetivo é que pessoas com afinidades se conheçam", disse Antônio Coelho Lima, sócio do site. O Te Procurando cobra R$ 14,00 por mês e o pacote de 4 meses sai por R$ 40,00. Lima pretende instalar o sistema Me Liga, em que os usuários terão um número de telefone em comum para conversar.

Estrangeiros – Há quase sete anos no ar, o site Agência de Namoro tem clientes brasileiros e estrangeiros. A proprietária Silvia Moreira afirmou que no início existia o receio da exposição do perfil, e só a partir de 2000 o número de cadastros aumentou.

O site já formou mais de 200 casais, dos quais cerca de 30 resultaram em casamento. O cadastro é pago. Como diferencial, oferece o Plano Traduções de Perfis, que custa R$ 25,00, para clientes brasileiros que desejam conhecer estrangeiros e vice-versa. Todos os cadastros e fotos são analisados antes de serem publicados, para evitar conteúdos pornográficos.

O Romance Ideal tem a média de 10 mil cadastros por mês. Todos os recursos são liberados aos usuários. O dono do site Mateus Mattos criou a página por necessidade pessoal. "Divorciei-me recentemente e percebi como é difícil conhecer pessoas bem intencionadas para relacionamento e eventual compromisso. Descobri os sites de relacionamentos e me apaixonei pela idéia. Criei o meu próprio site e ajudo milhares de pessoas como eu."

Os homens são freqüência majoritária nos sites de relacionamentos. Segundo o Ibope/NetRatings, de 1,449 milhão de pessoas que acessaram a esses sites em setembro, 59,6% eram do público masculino. Nos sites de comunidades, eles também são a maioria, com 54,7% dos acessos no mesmo período.

Onde encontrar:

http://gaia.terra.com.br;

www.almasgemeas.com.br

www.uol.com.br/amigosvirtuais

www.parperfeito.com.br;

www.comovai.com.br;

www.teprocurando.com.br;

www.agenciadenamoro.com;

www.romanceideal.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;