Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Cordovani volta ao ABC com peça 'A Volta do Parafuso'


Mauro Fernando
Do Diário do Grande ABC

25/09/2003 | 20:14


Roberto Cordovani volta ao Grande ABC, onde começou a carreira artística nos anos 80. O diretor, ator e autor apresenta nesta sexta-feira e sábado no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo, A Volta do Parafuso, adaptação dele e de Eisenhower Moreno para o livro de Henry James (1843-1916). Além de subir no palco, Cordovani e Moreno assinam a direção.

A peça estreou em junho na Espanha, onde Cordovani mora e dirige a Cia. Internacional de Teatro de Repertório Arte Livre do Brasil. “A Volta do Parafuso fala sobre mulheres reprimidas e repressoras. É, ao mesmo tempo, um conto de terror e uma história de amor. E discute questões como relações de classe social, sexualidade, hipocrisia e necessidade da religião. A minha personagem reza o tempo todo, mas é uma ditadora”, diz.

Interpretada por Cordovani, a preceptora das crianças Miles e Flora é o fio condutor da história, marcada por jogos de sedução e um clima de suspense. Moreno faz a governanta Grose e Miles. Outros personagens, como o criado Quint – já morto –, aparecem em imagens projetadas num telão. “O espetáculo é muito cinematográfico”, afirma.

A cenografia é do paisagista Roberto Burle Marx (1909-1994). “Convidei-o para fazer o cenário de O Retrato de Dorian Gray (peça baseada no livro de Oscar Wilde). Não gostei da primeira proposta dele, uma malha pintada que simboliza o ser humano fragmentado, mas guardei-a. Agora a utilizo no chão. De acordo com a luz, assemelha-se a areia ou caco de vidro e gera uma sensação de que estamos num abismo”, diz Cordovani.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;