Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mário Gobbi desmente Mano Menezes e R. Carlos


Lucas Tieppo
Com Agências

12/11/2009 | 07:00


A possível contratação do lateral-esquerdo Roberto Carlos para reforçar o clube no centenário do Corinthains começa a ganhar contornos de novela. Ontem, o diretor de futebol corintiano, Mário Gobbi, desmentiu o próprio jogador e o técnico alvinegro Mano Menezes, que afirmaram que o acordo estava próxima de ser concretizado.

"Ele não está apalavrado. Foi feita apenas uma conversação prévia. O Roberto (Carlos) fez uma proposta e o Corinthians outra, mas a diferença ainda é muito grande. Está difícil um approach que torne viável", explicou o dirigente.

Gobbi também comentou as declarações do treinador Mano Menezes. "Ouvi a entrevista do professor (Mano). É muito difícil estar desse lado. Você precisa escolher as palavras minuciosamente para não gerar expectativa errada. Somando a isso o sigilo que precisa ter. Às vezes é colocada uma palavra que não condiz com a realidade", ressaltou.

No entanto, Roberto Carlos falou à TV Bandeirantes sobre o andamento das negociações. "Ainda não tem nada assinado. Estamos próximos de um acerto. Vamos esperar terminar o ano, ainda tenho contrato com o Fenerbahce. Depois, conversamos", afirmou o lateral, que também adiantou que seu contrato será de dois anos, com possibilidade de renovar por mais um.

Quem comanda a negociação entre Roberto Carlos e Corinthians é o empresário Eduardo Farah, o mesmo de Ronaldo. A maior dificuldade, além do interesse do suposto Santos pelo jogador, é o salário de Roberto Carlos. A pedida feita pelo ex-lateral da Seleção Brasileira ficou longe do proposto pela diretoria corintiana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mário Gobbi desmente Mano Menezes e R. Carlos

Lucas Tieppo
Com Agências

12/11/2009 | 07:00


A possível contratação do lateral-esquerdo Roberto Carlos para reforçar o clube no centenário do Corinthains começa a ganhar contornos de novela. Ontem, o diretor de futebol corintiano, Mário Gobbi, desmentiu o próprio jogador e o técnico alvinegro Mano Menezes, que afirmaram que o acordo estava próxima de ser concretizado.

"Ele não está apalavrado. Foi feita apenas uma conversação prévia. O Roberto (Carlos) fez uma proposta e o Corinthians outra, mas a diferença ainda é muito grande. Está difícil um approach que torne viável", explicou o dirigente.

Gobbi também comentou as declarações do treinador Mano Menezes. "Ouvi a entrevista do professor (Mano). É muito difícil estar desse lado. Você precisa escolher as palavras minuciosamente para não gerar expectativa errada. Somando a isso o sigilo que precisa ter. Às vezes é colocada uma palavra que não condiz com a realidade", ressaltou.

No entanto, Roberto Carlos falou à TV Bandeirantes sobre o andamento das negociações. "Ainda não tem nada assinado. Estamos próximos de um acerto. Vamos esperar terminar o ano, ainda tenho contrato com o Fenerbahce. Depois, conversamos", afirmou o lateral, que também adiantou que seu contrato será de dois anos, com possibilidade de renovar por mais um.

Quem comanda a negociação entre Roberto Carlos e Corinthians é o empresário Eduardo Farah, o mesmo de Ronaldo. A maior dificuldade, além do interesse do suposto Santos pelo jogador, é o salário de Roberto Carlos. A pedida feita pelo ex-lateral da Seleção Brasileira ficou longe do proposto pela diretoria corintiana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;